Escolha as suas informações

162 pessoas inscritas nas permanências sociais de fevereiro
Luxemburgo 14.01.2020

162 pessoas inscritas nas permanências sociais de fevereiro

162 pessoas inscritas nas permanências sociais de fevereiro

Foto: Alain Piron
Luxemburgo 14.01.2020

162 pessoas inscritas nas permanências sociais de fevereiro

Paula CRAVINA DE SOUSA
Paula CRAVINA DE SOUSA
Dos cerca de 500 dossiers em atraso, 162 pensiosnistas verão resolvidos os seus processos nas permanências sociais de 3, 4 e 5 de fevereiro.

As inscrições nas permanências sociais, que se realizam nos próximos dias 3, 4 e 5 de fevereiro, esgotaram rapidamente. No total, houve 162 pensionistas que telefonaram na semana passada para a Caixa Nacional de Seguro Pensões do Luxemburgo (CNAP) e pediram ajuda para resolver os seus processos em atraso. O número foi avançado ao Contacto pelo embaixador de Portugal no Luxemburgo.

Como explicou António Gamito, uma vez as inscrições feitas, a Segurança Social do Grão-Ducado envia os nomes dos interessados para os serviços da Segurança Social de Portugal, para que estes recolham a informação necessária para resolver os atrasos durante as sessões das permanências sociais.


Pensões. Arrancam hoje marcações para permanências sociais
Os portugueses do Luxemburgo com pensões em atraso e que queiram esclarecer a sua situação com as autoridades de Portugal e do Grão-Ducado devem inscrever-se hoje para as permanências sociais.

Recorde-se que, inicialmente estas reuniões estavam previstas para o final de novembro, naquela que devia ser a segunda permanência social de 2019, no Grão-Ducado. No entanto, foi adiada para o mês de fevereiro, devido a razões “técnicas e orçamentais”.

Previsto também para o fim de janeiro ou início de fevereiro está a entrada em funcionamento do gabinete da Segurança Social que vai funcionar em permanência na Embaixada. Para este efeito será deslocada uma funcionária da Segurança Social para o Luxemburgo. A existência deste gabinete faz com que as permanências sociais a realizar no início do próximo mês deixem de se justificar e devam ser as últimas. É que, segundo António Gamito, o objetivo do novo serviço é "resolver os dossiers em atraso e impedir que se acumulem novas situações de atraso".


Berta Nunes. Balcão da Segurança Social portuguesa no Luxemburgo começa a funcionar no início do ano
A secretária de Estado das Comunidades veio ao Luxemburgo e falou com o Contacto sobre as suas prioridades para o país. O reforço de funcionários no Consulado não é garantido, primeiro serão implementadas medidas de curto-prazo, para tentar resolver os atrasos no atendimento.

Atualmente há cerca de 500 portugueses no Luxemburgo que esperam por uma resposta de Portugal sobre a atribuição da sua pensão de reforma.



Notícias relacionadas

Imigrantes esperam que promessa de resolver problemas de pensões não fique “em águas de bacalhau”
O secretário de Estado das Comunidades ouviu hoje queixas de imigrantes no Luxemburgo que esperam por uma resposta de Portugal para obterem a reforma, durante o encontro “Diálogos com a Comunidade”. Houve quem se queixasse de estar há dois anos à espera da pensão de sobrevivência, após a morte do marido, ou quem só precise de um ano para completar os 40 anos de descontos e obter a reforma no Luxemburgo, caso de um português que não consegue que lhe reconheçam o tempo de serviço militar.
Contacto, Merl, centre culturel portugais, José Luis CARNEIRO, secretaires d'Etat portugais photo Anouk Antony