Xavier Bettel e o seu marido receberam a primeira-ministra sérvia e a sua mulher
Radio Latina 2 min. 13.09.2019

Xavier Bettel e o seu marido receberam a primeira-ministra sérvia e a sua mulher

Xavier Bettel e o seu marido receberam a primeira-ministra sérvia e a sua mulher

Radio Latina 2 min. 13.09.2019

Xavier Bettel e o seu marido receberam a primeira-ministra sérvia e a sua mulher

Esta é uma “foto histórica”, a dos dois primeiros-ministros europeus homossexuais com os seus companheiros.

“Amanhã receberei de forma oficial a primeira-ministra da Sérvia, mas esta noite Gauthier Destenay e eu estamos felizes por receber as nossas amigas Ana Brnabic e Milica e visitarmos a cidade todos juntos”. Esta é a mensagem escrita por Xaviel Bettel, a 8 de setembro, que acompanha as fotografias dos dois casais numa saída informal no Grão-Ducado, em véspera da visita oficial.

E estas são as imagens que a imprensa internacional, desde Europa a América Latina estão a publicar pela comunicação social intitulando-as de “fotos históricas”, por ser a primeira-vez que dois primeiros-ministros homossexuais posam lado a lado com os seus parceiros.

A leitura da intenção do primeiro-ministro luxemburguês ao publicar as imagens também foi semelhante entre os órgãos de comunicação social: a de mostrar a amizade entre os dois casais e de como o casamento ou a união entre pessoas do mesmo sexo já faz parte da realidade atual.

A notícia está a correr também pelos media dedicados à comunidade LGBTI.

Entre os comentários recebidos há que aplauda a divulgação das imagens por Xavier Bettel e quem as critique.

“Maravilhoso ver tanto progresso. Oxalá algum dia todos pudéssemos ser como vocês”, escreveu um internauta.

As críticas chegaram, segundo o jornal El País, do lado sérvio, protestando contra o facto do país ser liderado por uma mulher homossexual, mas o matrimónio entre pessoas do mesmo sexo ainda é proibido no país. E, tanto é que a primeira-ministra não ainda casada com Milica.

Já Xavier Bettel foi o primeiro-ministro de um país da União Europeia a casar-se, em 2015, com uma pessoa do mesmo sexo. Fê-lo poucos meses depois do seu governo ter legislado o casamento homossexual no Luxemburgo.

Ver esta publicação no Instagram

Ready for 🇱🇺-🇷🇸 ⚽️

Uma publicação partilhada por Xavier Bettel (@xavier.bettel) a

Em 2017, o arquiteto Gauthier Destenay ficou famoso por ter sido o único homem no grupo das tradicionalmente primeiras-damas dos líderes da Nato, a posar numa foto com a rainha da Bélgica, num jantar oficial da cimeira.

Os líderes assumidos

Na Europa existem atualmente quatro países liderados por homossexuais assumidos. Luxemburgo e Sérvia, Islândia e Bélgica.

A par com Xavier Bettel e Ana Brnabic há o primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, que vive com o cardiologista Matthew Barrett. Segue-se o primeiro ministro da Bélgica, Charles Michel, homossexual e que sucedeu a Elio Di Rupo, o primeiro líder do governo belga a assumir a homossexualidade.

A Islândia também já foi liderada por uma homossexual. A primeira primeira-ministra a assumir-se gay. A antiga primeira-ministra da Islândia Jóhanna Sigurðardóttir foi aliás, a primeira líder homossexual de um país europeu a casar-se. 


Notícias relacionadas

24.02.2019, Ägypten, Scharm el Scheich: Die britische Premierministerin Theresa May (C), der niederländische Premierminister Mark Rutte (R) und der luxemburgische Premierminister Xavier Bettel (2-L) teilen sich einen Lichtblick während des Gipfels der Europäischen Union (EU) und der League of Arab States (LAS) im Kongresszentrum Sharm El Sheikh. Foto: Oliver Weiken/dpa +++ dpa-Bildfunk +++
Gauthier Destanay, the husband of Luxembourg's Prime Minister Xavier Bettel, was standing right behind Melania Trump in the group photo.