Vídeo. Filme sobre Tony Carreira chega hoje aos cinemas
Radio Latina 1 2 min. 25.07.2019

Vídeo. Filme sobre Tony Carreira chega hoje aos cinemas

Vídeo. Filme sobre Tony Carreira chega hoje aos cinemas

Foto:claude piscitelli
Radio Latina 1 2 min. 25.07.2019

Vídeo. Filme sobre Tony Carreira chega hoje aos cinemas

“Neste momento estou num momento em que não sei bem quem sou. Eu sempre disse que no dia em que saísse gostava que fosse pela porta grande”, admite o cantor no documentário, em que se confessa cansado.

Durante um ano, o da celebração dos 30 anos de carreira do cantor, o realizador Jorge Pelicano acompanhou Tony Carreira, seguindo-o para todo o lado, quer fosse nos espetáculos, quer fosse nas viagens ou na sua vida mais pessoal. E teve com ele uma conversa muito longa, intercalada com a recolha de imagens e vídeos inéditos, daquele que é um dos mais conhecidos cantores populares portugueses. Daqui resultou o documentário ‘Tony’ que chega hoje às salas de cinema.

Emoção, lágrimas, recordações, balanço e um grande ponto de interrogação sobre o futuro: será que Tony Carreira vai deixar os palcos? Será que este filme é um adeus?

“Neste momento estou num momento em que não sei bem quem sou. Eu sempre disse que no dia em que saísse gostava que fosse pela porta grande”, admite o cantor no documentário, em que se confessa cansado.

António Manuel Mateus Antunes, nascido em Armadouro, Pampilhosa da Serra, deixou a sua aldeia com pouco mais de 10 anos, foi para França, viveu em Dourdan, onde trabalh0u numa fábrica de enchidos, mas sempre perseguiu o sonho de ser cantor. Desde outubro do ano passado, que está numa pausa da carreira, aos 55 anos.

“Eu nunca parei”, salienta no filme onde vinca sentir “um cansaço natural”. Tony Carreira lembra: “Não há placa nenhuma em Portugal que indique uma terra que eu não tenha cantado”.

Na obra do realizador Jorge Pelicano, António Antunes, que adotou o nome de Tony Carreira como artista, fala de si, dos tempos de emigrante em França e do seu percurso como cantor.

“A fama muda qualquer pessoa”, vinca. Mas, este homem, pai de três filhos que lhe seguem as pisadas, confessa que a sua vida “é uma vida muito especial”. Uma vida “vivida com tanta paixão” e que tal deve a todos os seus fãs. Uma das fãs, que não perde um dos seus concertos fala no filme da sua paixão pelo cantor que esgota salas em Portugal e no mundo.

 “Quando ele canta para mim, enche o coração de alegria, diz a chorar”. E como diz um dos amigos do cantor no filme: “Qualquer homem gostava de ser o Tony Carreira”. 

Jorge Pelicano é um realizador premiado e conhecido, sobretudo sobre o seu segundo filme sobre o desaparecimento da linha do Tua, "Pare, Escute e Olhe" e o que significou este encerramento, desta linha centenária, para as populações isoladas de Trás-os-Montes.

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Tony Carreira - Chapito - Casino 2000 - Mondorf-les-Bains -17.02.2018 © claude piscitelli
Tony Carreira - Chapito - Casino 2000 - Mondorf-les-Bains -17.02.2018 © claude piscitelli