Luxemburgo prepara vacinação nas farmácias
Radio Latina 6 min. 19.11.2021
Atualidade em síntese 19 NOV 2021

Luxemburgo prepara vacinação nas farmácias

Atualidade em síntese 19 NOV 2021

Luxemburgo prepara vacinação nas farmácias

Radio Latina 6 min. 19.11.2021
Atualidade em síntese 19 NOV 2021

Luxemburgo prepara vacinação nas farmácias

Também dose de reforço 'anticovid' para maiores de 18 anos.

Os farmacêuticos vão poder, num futuro próximo, vacinar a população contra a covid-19. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, Xavier Bettel, esta sexta-feira em conferência de imprensa conjunta com a ministra da Saúde, Paulette Lenert, após a reunião do Conselho de Ministros.

O projeto de lei para autorizar os farmacêuticos a administrar as vacinas ‘anticovid’ já foi entregue no Parlamento, onde deve ser debatido e votado em breve.

81,4% dos residentes maiores de 12 anos receberam pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19, dos quais 76,6% têm vacinação completa.

"15% dos residentes com 60 anos ou mais não aderiram até ao momento à vacinação, o que preocupa o Governo", diz o primeiro-ministro, lembrando que se trata de "um grupo de risco".

Para aumentar o mais rapidamente possível a taxa de vacinação, o Executivo decidiu abrir um novo centro de vacinação. Neste caso, no número 70 da Grand-rue, na Cidade do Luxemburgo. Este centro abre já este sábado (20 de novembro) e deverá encerrar no dia 31 de dezembro. O Luxemburgo vai assim contar, a partir deste sábado, com quatro centros de vacinação (Belval, Ettelbruck e na capital: Grand-rue e Limpertsberg).

Para além da ativação de mais um centro, vai ser organizada uma semana da vacinação a partir do dia 6 de dezembro, com equipas móveis do Laboratório Nacional da Saúde a deslocarem-se a grandes eventos ou a centros comerciais para inocular a população.

A dose de reforço vai ser generalizada para os residentes maiores de 18 anos. Os convites vão ser enviados pelas autoridades.

A atual ‘lei covid’ vigora até ao dia 18 de dezembro. O Governo não prevê de momento impor medidas mais restritivas para prevenir os contágios, mas não descarta essa possibilidade se o número de internamentos, que é atualmente considerado “estável”, aumentar.


Áustria vai voltar a confinar e vai impor vacinação

A Áustria vai voltar a confinar e vai impor vacinação. É o primeiro país da União Europeia a regressar ao confinamento e o primeiro a obrigar à vacinação de toda a população contra a covid-19.

A medida é imposta poucos dias depois de o país ter decidido confinar as pessoas que não foram vacinadas.

A Áustria vai impor, a partir de segunda-feira, o confinamento de toda a sua população e tornar a vacinação obrigatória a partir de 1 de fevereiro.


Mais de 60 km de luzes de Natal na capital

A Cidade do Luxemburgo brilha de mil cores. A capital entra esta sexta-feira na quadra natalícia, com cerca de 64 quilómetros de luzes de Natal e mais de 630 mil iluminações.

A partir deste dia 19 de novembro, as luzes de Natal iluminam a cidade e as pequenas barracas de madeira propõe os produtos tradicionais desta época festiva. Festividades que os visitantes vão poder aproveitar até ao dia 2 de janeiro.

Embora o número de casos de covid-19 seja elevado no Luxemburgo, o tradicional mercado de Natal vai mesmo acontecer, mas sob o regime CovidCheck. Isto é, quem quiser entrar no mercado de Natal da capital tem de apresentar um certificado de vacinação, de recuperação ou um certificado de teste PCR ou de antigénio negativo. Seguranças privados vão controlar as entradas.

Nesta edição 2021 também não faltam alguns dos seus elementos mais característicos, como a pista de gelo, mas desta vez no descampado do parque municipal Kinnekswiss, a roda gigante e os carrosséis para as crianças.

Ao contrário do que aconteceu no Natal do ano passado, também regressam os habituais concertos que animam o mercado.


Políticos do Governo em queda de popularidade

O pódio dos políticos mais populares do Luxemburgo mantém-se inalterado, mas os seus protagonistas perdem pontos, o mesmo que dizer intenções de voto, de acordo com a sondagem Politmonitor realizada pelo instituto TNS/Ilres a pedido do Wort e da RTL.

A ministra da Saúde, Paulette Lenert, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn, e o primeiro-ministro, Xavier Bettel são os políticos preferidos dos eleitores. Mas todos, sem exceção, recolheram menos pontuação do que na sondagem do passado mês de junho.

Dos partidos da coligação governamental, são os ministros ecologistas (Déi Gréng) que mais perdem em popularidade, com destaque para o vice-primeiro-ministro François Bausch.

Do lado da oposição, o deputado dos Piratas, Sven Clement, é o único que sobe nas preferências, posicionando-se agora na quarta posição da sondagem, logo atrás do primeiro-ministro.

Já o presidente do Partido Cristão Social (CSV), Claude Wiseler, perdeu três posições e ocupa agora o nono lugar.


Parlamento dá luz verde à vacina de reforço para todos

O Parlamento deu esta semana mais um passo rumo à dose de reforço da vacina contra a covid-19 para todos. A Câmara dos Deputados aprovou uma moção do Partido Cristão Social (CSV) que dá luz verde a uma injeção de reforço para toda a população residente no Luxemburgo.

Em declarações à Rádio Latina, a presidente da bancada parlamentar do CSV, Martine Hansen, defendeu que a “dose de reforço é importante para todos” e que o “Governo não pode hesitar a agir, caso contrário as pessoas também vão hesitar”.


 Polícia detém suspeito de tráfico de droga na capital 

Um alegado traficante de droga foi detido no bairro da Gare, na Cidade do Luxemburgo. A detenção correu esta quinta-feria à tarde.

A polícia diz que o suspeito tinha vendido droga a pelo menos três pessoas num curto espaço de tempo. Ordenou uma tomografia hospitalar para verificar se o suspeito tinha engolido bolas de droga, o que se veio a confirmar.

A polícia apreendeu assim 31 bolas de droga e dinheiro. O Ministério Público ordenou a prisão do suspeito, que será apresentado esta sexta-feira a um juiz de instrução.


Petição para referendo sobre a revisão da Constituição é recordista

18.645. É este o número de assinaturas que a petição pública que pede um referendo sobre a revisão da Constituição conseguiu angariar em seis semanas. O que faz deste documento o que mais assinaturas conseguiu reunir desde a introdução deste mecanismo em 2014 no site do Parlamento (chd.lu), destronando a petição que reivindicava que o luxemburguês se tornasse na primeira língua administrativa do país. Esta proposta recolheu 14.500 assinaturas em 2016.

Resultado: o referendo sobre a revisão da Constituição irá a debate na Câmara dos Deputados no dia 25 de novembro.


Novo tratamento da AstraZeneca com 83% de redução da ‘covid’ sintomática

Um tratamento experimental desenvolvido pela AstraZeneca demonstrou uma redução de 83% do risco de desenvolver covid-19 sintomática seis meses após a toma da combinação de anticorpos de ação prolongada, segundo os especialistas da farmacêutica.

A análise seguiu 903 pacientes adultos durante meio ano, tendo a equipa de investigação descoberto que uma dose de 300 miligramas de AZD7442 reduziu o risco de desenvolvimento de covid-19 sintomático em 83% em comparação com o tratamento com placebo.


Notícias relacionadas

Xavier Bettel e Paulette Lenert