Um Cristiano Ronaldo de comer e chorar por mais

Um Cristiano Ronaldo de comer e chorar por mais

Foto: AFP
Radio Latina 2 min. 24.04.2019

Um Cristiano Ronaldo de comer e chorar por mais

É um dos destaques do Festival Internacional de Chocolate de Óbidos: uma escultura do avançado da Juventus em cacau.

Medem-no em golos (683 em toda a carreira), troféus, conta bancária, e tem ícones e reproduções por todo o mundo, incluindo no museu de cera Madame Tussauds, em Londres, mas não se sabe o número de calorias que virá a ter a escultura do jogador em chocolate, em preparação no Festival Internacional de Óbidos. O Cristiano Ronaldo em chocolate vai ser uma das maiores atrações do festival dedicado a produtos feitos de cacau.

A "estátua de chocolate de CR7, como jogador da Juventus", está a ser produzida por Eduardo Cerqueira, chefe pasteleiro e ‘cake designer’, proprietário de uma pastelaria na Quinta do Conde, Sesimbra, que se formou em diversos cursos de esculturas de Chocolate ligados ao Festival de Chocolate de Óbidos.

Cinco pasteleiros de Óbidos, Caldas da Rainha e Bombarral trabalham desde o início de março sob a orientação do ‘chocolatier’ Abner Ivan (Brasil) para produzir mais sete esculturas, entre as quais se destacam os anéis olímpicos, esculpidos em chocolate pelo próprio chefe.

Entre as obras de arte em chocolate haverá também uma escultura representativa dos desportos de inverno, da autoria de Jorge Cardoso, um português radicado na Suíça e vencedor do concurso mundial de culinária no Luxemburgo, em finais de 2018, na categoria de chocolate.

Paulo Santos, chefe, formador e artista plástico das Caldas da Rainha, apresentará trabalhos em serigrafia em chocolate e "uma escultura que representa os primórdios do futebol, no século XIX, e que assinala também a chegada da primeira bola de futebol a Portugal", trazida, segundo a organização, por Guilherme Pinto Basto, da Casa das Gaeiras, e que então estudava em Inglaterra.

Num ano marcado por novidades, como o regresso do festival ao formato de 11 dias consecutivos - de  25 de abril a 5 de maio -, as esculturas estarão patentes ao público "numa mega tenda com quase 700 metros quadrados". No espaço, com "ambiente refrigerado", ficará também instalada a cozinha técnica dos chefes, e decorrerão "cursos para profissionais aos dias de semana e 'workshops' para amadores aos fins de semana e feriados", divulgou a Câmara de Óbidos.

‘Chocolatiers’ a trabalhar ao vivo, ‘showcookings’, ‘workshops’ e concursos diversos são outros dos atrativos do festival, que este ano contará com Justo Almendrote como presidente do júri do galardão "Chocolate do Ano". O mestre pasteleiro é membro da seleção gastronómica espanhola e embaixador gastronómico da comunidade de Madrid, tendo sido durante 10 anos professor titular da Escola Superior de Formação e Profissional de Pastelaria da Comunidade de Madrid, com mais de nove mil horas em cursos de pastelaria. Foi ainda criador da torta comemorativa do Bicentenário de 2 de maio e durante 10 anos criador da Torta San Juan, para o Rei Juan Carlos I, de Espanha.

Entre as novidades do certame destaque ainda para a redução dos preços dos bilhetes de 6,50 euros para seis euros aos feriados e fins de semana e para cinco euros nos dias úteis. As crianças entre os 3 e os 12 anos têm sempre atividades incluídas no seu bilhete, que podem ir de uma a quatro, conforme adquiram um bilhete de quatro, cinco ou seis euros.

O Festival Internacional de Chocolate de Óbidos é organizado pela empresa municipal Óbidos Criativa.

(Lusa)


Notícias relacionadas

O Festival Internacional de Chocolate abriu portas esta manhã em Óbidos sob o tema “Música”, 10 de março de 2017. A música dá o tom ao 15º. Festival Internacional de Chocolate de Óbidos que abre portas numa edição a apelar aos cinco sentidos e a proporcionar experiências para todos os gostos até ao dia 02 de abril.  CARLOS BARROSO/LUSA