“Vários” mortos em ataque com carro num desfile de Natal nos EUA
Radio Latina 11 min. 22.11.2021
Atualidade em síntese 22 NOV 2021

“Vários” mortos em ataque com carro num desfile de Natal nos EUA

Atualidade em síntese 22 NOV 2021

“Vários” mortos em ataque com carro num desfile de Natal nos EUA

@Twitter
Radio Latina 11 min. 22.11.2021
Atualidade em síntese 22 NOV 2021

“Vários” mortos em ataque com carro num desfile de Natal nos EUA

Há crianças entre as vítimas.

Pelo menos cinco pessoas morreram e cerca de 40 ficaram feridas num ataque na cidade de Waukesha, Wisconsin, Estados Unidos (EUA), no domingo, onde um carro atropelou participantes num desfile de Natal.

Muitos dos que foram atropelados eram crianças, segundo o responsável da polícia local citado pela agência de notícias Lusa. Este último recusa, para já, dar mais pormenores porque as famílias das vítimas estão a ser notificadas das mortes.

O veículo utilizado no ataque foi recuperado e uma pessoa foi detida.

Vários vídeos publicados nas redes sociais mostram um carro a atravessar o local do desfile em velocidade.

Num destes vídeos podem ser ouvidos tiros e o carro a ultrapassar o cordão policial para entrar na zona vedada ao trânsito.


ADEM com novo recorde de vagas de emprego

O número de vagas de emprego declaradas à Agência para o Desenvolvimento do Emprego (ADEM) regista um novo recorde. No final do mês de outubro havia um total de 11.076 ofertas de emprego, ou seja, cerca de 300 vagas a mais do que o recorde precedente registado em setembro (10.708). Trata-se de um aumento de 52,2% num ano. 

Segundo o relatório divulgado esta segunda-feira pela ADEM, só no passado mês de outubro, os empregadores declararam 3.909 vagas, o que corresponde a um aumento de 33,4% em relação a outubro de 2020.

Quanto à taxa de desemprego caiu para os 5,4%, voltando ao nível registado entre outubro de 2019 e fevereiro de 2020. A 31 de outubro havia 15.417 (-14,2% no espaço de um ano) residentes desempregados e inscritos na ADEM, ou seja, menos 224 pessoas do que em setembro.



Seis assaltos numa só noite no Luxemburgo

A noite do último domingo foi propícia a assaltos a residências no Grão-Ducado. A polícia dá conta nesta manhã de segunda-feira de um total de seis assaltos, dos quais um a uma mercearia em Echternach, na “rue de Luxembourg”.

Além desta ocorrência, dois apartamentos da capital foram assaltados na mesma rua em Gasperich, desta feita na Charles Darwin. Não muito longe da Cidade do Luxemburgo, em Strassen, na rua Kiem, o alvo foi uma casa, bem como em Olm, no “boulevard Robert Schuman” e em Ettelbruck, na rua Michel Weber.

Os suspeitos, sobre os quais a polícia não revela qualquer informação, roubaram “dinheiro, telemóveis, computados portáteis”.


França endurece regras para não-vacinados oriundos do Luxemburgo 

As autoridades francesas colocaram o Luxemburgo no grupo de países “sob vigilância” devido à evolução da situação pandémica. Isto implica novas regras para a mobilidade dos não-vacinados.

A partir desta segunda-feira, os não-vacinadas que se deslocam do Grão-Ducado para o país vizinho têm de apresentar um teste PCR ou de antigénio negativo com menos de 24 horas. Uma medida decretada, na última sexta-feira, e publicada nesse mesmo dia no Jornal Oficial do país vizinho. As crianças com menos de 12 anos estão dispensadas de apresentar comprovativo de rastreio negativo. 

A medida não abrange também os transfronteiriços e residentes do Grão-Ducado que se desloquem a França por um período inferior a 24 horas e num perímetro de 30 km à volta da fronteira francesa. A título de exemplo, quem por esta altura quiser visitar os mercados de Natal das cidades de Metz ou de Estrasburgo tem de fazer um teste PCR ou de antigénio porque está fora do perímetro de 30 km. 

As autoridades francesas afirmam que alteraram as condições de entrada no país devido à degradação da situação pandémia em vários países, nomeadamente no Luxemburgo, Alemanha ou Suíça. 


Três feridos em acidente entre autocarro e automóvel na N19

Uma colisão entre um autocarro e uma viatura ligeira provocou três feridos, entre Bettendorf e Reisdorf, no domingo. 

A gravidade dos ferimentos das vítimas deste acidente não foi revelada pela Corporação Grã-Ducal de Incêndio e Socorro (CGDIS), que adianta que o choque aconteceu às 16:38. Oito horas depois, por volta da meia-noite e vinte minutos, a Polícia informara apenas, no Twitter, que aquele troço da N19 estava “cortado ao trânsito devido a um acidente”.

No local, segundo a CGDIS, estiveram ambulâncias dos centros de incêndio e socorro (CIS) de Rambrouch, Ettelbruck e Echternach, equipas do CIS de Bettendorf, Diekirch e Larochette e equipas de urgência médica de Ettelbruck.  


Regime português para pensionistas estrangeiros é dos mais prejudiciais da UE

O regime português para pensionistas estrangeiros é um dos mais prejudiciais para a concorrência fiscal na União Europeia (UE). 

 A conclusão é do Observatório Fiscal da União Europeia, um organismo independente sobre fiscalidade comunitária. 

Portugal tem um regime de residentes não-habituais que prevê a aplicação de uma taxa de IRS de 10% sobre os rendimentos de pensões estrangeiras. Este mecanismo dá também aos trabalhadores com profissões consideradas de elevado valor acrescentado a possibilidade de beneficiarem de uma taxa especial de IRS de 20%. Cada residente não habitual pode beneficiar deste regime fiscal durante um período máximo de 10 anos.  


Data limite de seis meses quase alcançada? Convite para vacina de reforço deve estar a chegar

A dose de reforço vai ser alargada a todas as pessoas com mais de 18 anos no Luxemburgo e que foram vacinas há seis meses, ou seja, quando a vacina começa a perder efeito. Esta semana serão enviados os primeiros 40 mil convites e códigos de inscrição. 

Todas as semanas haverá novos convites, à medida que os seis meses de vacinação vão sendo esgotados. As pessoas elegíveis para uma dose de reforço recebem-no o mais tardar uma semana após terem completado seis meses de vacinação completa. Isto é válido para aqueles que foram inoculados com os fármacos a duas doses, nomeadamente, AstraZeneca, Moderna ou Pfizer. Já as pessoas a quem foi administrada a vacina de dose única Janssen, recebem o convite um mês depois.

O convite para a vacinação com indicação detalhada para fazer a marcação chega por correio. As pessoas interessadas podem deslocar-se a um dos quatro centros (Belval, Ettelbruck e na Cidade do Luxemburgo: Limpertsberg e na Grand-Rue) atualmente no ativo ou ao seu médico de família.


Alemães estarão "vacinados, curados ou mortos" até ao final do inverno

Até ao final deste inverno, os alemães estarão "vacinados, curados ou mortos". O alerta é do ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, tendo em conta o atual aumento de infeções provocadas pelo novo coronavírus no país.

O governante diz que a propagação da variante Delta do novo coronavírus é “muito, muito contagiosa”. Apela por isso mais uma vez aos alemães que se vacinem “com urgência”, face à explosão de casos do SARS-CoV-2 nas últimas semanas no país.

A Alemanha, especialmente as regiões sul e leste, está a ser duramente atingida por uma nova onda de infeções, que os investigadores e políticos atribuem, em particular, a uma taxa de vacinação (68%) das mais baixas da Europa Ocidental.

O país vizinho endureceu as restrições para os não-vacinados, mas excluiu a vacinação obrigatória para toda a população.


Cerca de 35% dos cargos em conselhos de administrações públicas ocupados por mulheres

A percentagem de mulheres nos conselhos de administração de instituições públicas luxemburguesas está a aumentar. Segundo uma resposta parlamentar conjunta da ministra da Igualdade, Taina Bofferding, e do ministro da Economia, Franz Fayot, as instituições públicas estão a nomear mais mulheres.

A 30 de junho de 2021, a taxa total de mulheres nos conselhos de administração dos estabelecimentos públicos era de 35,44%, ligeiramente superior aos 34,99% em 31 de dezembro de 2020 e bastante superior aos 27,41% do primeiro censo de 2015.

Quanto à taxa de mulheres que representam o Estado nesses conselhos de administração é atualmente de 40,67%.


O mundo está a tornar-se mais autoritário

Pela primeira vez em quase uma década, o número de países africanos classificados como autoritários no Relatório sobre o Estado Global da Democracia ultrapassa o número de democracias.

Da responsabilidade do Instituto Internacional para a Democracia e Assistência Eleitoral (International IDEA, na sigla em inglês), o relatório revela que o mundo está a tornar-se mais autoritário e que os governos democráticos estão a retroceder, recorrendo a práticas repressivas e enfraquecendo o Estado de Direito.

O impacto da pandemia resultou sobretudo em declínios das liberdades civis, especialmente na liberdade de expressão, liberdade de associação e reunião e na emergência de novas formas de desigualdades sociais.


Portugal regista escassez de mão de obra

A falta de trabalhadores imigrantes, a ausência de ofertas de emprego atrativas e o envelhecimento da população ativa explicam a escassez de mão de obra em Portugal, dizem economistas consultados pela agência de notícias Lusa.

Apesar de a taxa de desemprego estar nos 6,1%, o nível mais baixo dos últimos anos, e de o emprego estar a recuperar após a crise pandémica, há sinais de escassez de mão de obra em vários setores de atividade, como o turismo, a restauração ou a construção.

Segundo João Cerejeira, professor da Faculdade de Economia da Universidade do Minho, a escassez de mão de obra pode ser explicada pelos fluxos internacionais de trabalhadores imigrantes, que ficaram "praticamente congelados" devido à pandemia de covid-19.


Racing Luxemburgo iguala F91 na liderança da Liga BGL

A Liga BGL de futebol tem dois líderes. O F91 Dudelange empatou a uma bola na receção ao Strassen e foi alcançado pelo Racing Luxemburgo, que venceu em casa o Differdange por 3-1.

Também no fundo da tabela houve mudanças. O Rodange foi ganhar por 2-1 no terreno do Hamm Benfica, trocando a posiçao de ‘lanterna vermelha’ com o clube de Cents.

Nos outros jogos, destaque para o dérbi de Esch, que se ficou por um empate a três golos entre a Jeunsesse e o Fola. 

O campeonato é liderado pelo F91 Dudelange e pelo Racing, ambos com 27 pontos. O Strassen segue em terceiro com 26.

No fundo da tabela está agora o Hamm Benfica, com 3 pontos em 12 jornadas.


Luxemburgo prepara vacinação nas farmácias

A ministra da Saúde, Paulette Lenert, entregou ao Parlamento um projeto de lei para autorizar os farmacêuticos a administrar as vacinas ‘anticovid’. O diploma deve ser debatido e votado em breve, em data a definir.

Até ao momento, 81,4% dos residentes maiores de 12 anos receberam pelo menos uma dose da vacina, dos quais 76,6% têm vacinação completa.

Já 15% dos residentes com 60 anos ou mais ainda não aderiram à vacinação, o que preocupa o Governo.

Para aumentar o mais rapidamente possível a taxa de vacinação, o Governo abriu um novo centro de vacinação, no passado sábado. Neste caso, no número 70 rua da Grand-Rue, na Cidade do Luxemburgo, estando previsto encerrar no dia 31 de dezembro. O Luxemburgo conta agora quatro centros de vacinação: em Belval, Ettelbruck e dois na capital: rua da Grand-Rue e Limperstberg.


Manifestações na Bélgica e nos Países Baixos resultam em distúrbios e detenções

A polícia fez 44 detenções em Bruxelas, após incidentes registados durante os protestos que juntaram cerca de 35.000 pessoas no domingo contra as restrições adotadas para conter a pandemia de covid-19, em que três policias ficaram feridos.

Os manifestantes causaram danos em viaturas policiais e em várias propriedades públicas e privadas, incluindo carros, montras e esplanadas de bares, entre outras.

O aumento dos casos levou o Governo do país vizinho a endurecer algumas restrições para tentar travar a pandemia.

O teletrabalho, sempre que possível, passou a ser obrigatório quatro dias por semana pelo menos até 12 de dezembro e o Governo estendeu o uso obrigatório de máscaras a partir dos 10 anos. Além disso, a Bélgica introduziu a obrigação de vacinar todos os profissionais de saúde do país.

Nos Países Baixos, a polícia efetuou novas detenções, após dois noites de violentos protestos contra as restrições destinadas a travar uma nova vaga de covid-19.

Em Enschede, junto à fronteira alemã, os manifestantes dispararam fogos de artifício e saquearam alguns locais também nas cidades de Groningen, Leeuwarden e Tilburg, segundo a agência Lusa.

Mais de 100 pessoas foram detidas em todo o país, incluindo por insultarem as forças de segurança, e pelo menos 12 pessoas ficaram feridas durante os protestos dos últimos três dias.

Os Países Baixos reintroduziram o confinamento parcial, estando o encerramento da restauração às 20:00 entre as medidas anunciadas.

Em análise está a interdição de acesso a determinados locais, incluindo bares e restaurantes, a pessoas não vacinadas contra a covid-19.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) já manifestou grande preocupação com o aumento de casos de covid-19 na Europa e advertiu que cerca de 500 mil pessoas podem morrer até março de 2022 se não forem tomadas medidas urgentes.


Notícias relacionadas