Tempo de isolamento reduzido em quatro dias no Luxemburgo
Radio Latina 7 min. 05.01.2022
Atualidade em síntese 05 JAN 2022

Tempo de isolamento reduzido em quatro dias no Luxemburgo

Atualidade em síntese 05 JAN 2022

Tempo de isolamento reduzido em quatro dias no Luxemburgo

Foto: Shutterstock
Radio Latina 7 min. 05.01.2022
Atualidade em síntese 05 JAN 2022

Tempo de isolamento reduzido em quatro dias no Luxemburgo

Atualmente, uma pessoa testada positiva ao SARS-CoV-2 tem de ficar em isolamento durante dez dias.

O Governo do Luxemburgo reuniu-se na terça-feira em Conselho de Ministros e decidiu reduzir o tempo de isolamento de pessoas vacinadas e que testaram positivo à covid-19. 

O tempo de isolamento terá menos quatro dias. Atualmente, uma pessoa testada positiva ao SARS-CoV-2 tem de ficar em isolamento durante dez dias. 

Com esta nova medida, as pessoas inoculadas com a vacina de reforço poderão encurtar esse tempo de isolamento, caso um autoteste rápido aponte negativo no quinto e sexto dia de infeção. Ou seja, a pessoa poderá regressar ao trabalho depois do sexto dia de contaminação. 

O máximo de 10 dias de isolamento permanece para as pessoas infetadas e que não têm esquema vacinal completo ou vacinação de reforço.

Há mais mudanças: o plano CovidCheck 2G + foi adaptado e há grupos de pessoas que ficam isentas da obrigação de um teste antigénico sob este regime 2G +. As pessoas dispensadas da apresentação dos testes antigénicos à entrada de cafés, restaurantes, eventos ou ginásios incluem quem tem duas doses com menos de 180 dias, quem recebeu a vacinação de reforço e quem tem um certificado de recuperação.

O certificado de vacinação completa deverá ser válido durante nove meses no Luxemburgo, seguindo as normas europeias.

Covid-19. Cerca de 15% dos professores testaram positivos e não podem dar aulas

Como nas empresas e administrações, o vírus da covid-19 está também a circular ativamente nas escolas.

Segundo a RTL, à volta de 15% dos professores testaram nos últimos dias positivo ao SARS-CoV-2. Estão atualmente isolados em casa e não podem dar aulas presenciais. Uma situação que o Ministério da Educação qualifica de “preocupante”.

O ministro da Educação, Claude Meisch, reúne-se esta quarta-feira com representantes dos sindicatos do ensino para abordar esta situação nas escolas do país.

O objetivo do ministério é garantir o máximo de normalidade nas escolas, não recorrendo ao ensino à distância. No entanto, é preciso reunir todas as condições possíveis para garantir o ensino presencial.

Desde a retoma das aulas, após as férias de Natal, alunos e professores têm de usar máscara nas salas de aula.

Mais 50 funcionários vão reforçar helpline Covid-19

A linha telefónica de apoio sobre a Covid-19 vai ser reforçada com mais 50 funcionários. A garantia foi dada pela ministra da Saúde, Paulette Lenert, numa resposta parlamentar.

Na sua questão parlamentar, o deputado Gusty Graas, do Partido Democrático (DP), dá conta do aumento das queixas sobre o tempo de espera das chamadas para esta helpline.

Como resposta, a ministra da Saúde garante que a partir de 19 de janeiro, os atuais 29 operadores vão ser reforçados por mais 50 funcionários.

Quanto ao número de chamadas, Paulette Lenert refere que houve um aumento significativo depois do anúncio das medidas da nova lei covid. Dependendo dos dias e da situação epidemiológica, a ministra explica que a quantidade de chamadas pode variar entre 1.500 e 12.500 ligações por dia.

Além do reforço de funcionários, está previsto introduzir a notificação telefónica sobre o tempo de espera das chamadas. 

Covid-19. COPAS defende vacinação geral obrigatória no Luxemburgo

A Confederação dos Organismos Prestadores de Assistência e Cuidados de Saúde (COPAS) mostra-se a favor da obrigação geral de vacinação contra a Covid-19. 

O organismo de defesa dos prestadores de cuidados de saúde diz num comunicado divulgado esta terça-feira que prefere a vacinação generalizada da população luxemburguesa em vez da obrigação setorial. 

Como justificação, a COPAS refere que dessa forma evita-se a "estigmatização do setor e de certas categorias de funcionários, enquanto outras pessoas podem não ser visadas" pela vacinação. 

"Além disso, uma obrigação geral ajudaria a não dividir ainda mais a sociedade e possibilitaria uma luta eficaz contra a pandemia", acrescenta a confederação.

Novos três ministros do Governo Bettel tomaram posse esta quarta-feira por videoconferência 

Os três novos ministros do Governo liderado por Xavier Bettel tomaram posse esta quarta-feira. 

Com o Grão-Duque Henri em isolamento, por ter testado ontem positivo à Covid-19, o juramento de posse foi feito por videoconferência. 

O Grão-Duque esteve no Castelo de Berg, enquanto os novos ministros estiveram no Palácio grão-ducal, na presença do primeiro-ministro. 

A antiga Marechal da Corte, Yuriko Backes, foi empossada como ministra das Finanças. Claude Haagen tomou posse como ministro da Segurança Social e ministro da Agricultura, Viticultura e Desenvolvimento Rural. Já Georges Engel foi empossado como ministro do Trabalho, Emprego e Economia Social e Solidária, e ainda como ministro do Desporto.

A audiência dos três membros demissionários do Governo com o Grão-Duque foi, entretanto, cancelada. Cessam assim funções o vice-primeiro-ministro e ministro do Trabalho, Dan Kersch, o ministro da Segurança Social, Romain Schneider, e o ministro das Finanças, Pierre Gramegna. 

Mais uma vítima mortal associada à covid-19

O Luxemburgo registou ontem mais 877 novos casos de covid-19, num total de cerca de 3.500 testes de diagnóstico realizados. 

O Luxemburgo reportou mais 1 morte atribuída à covid-19. O número total de óbitos associados a esta doença sobe para 918. 

Ao todo, 69 pessoas estão atualmente hospitalizadas e que testaram positivo, das quais 20 nos cuidados intensivos. 

Nomenclatura da UE. Luxemburgo contra inclusão de energia nuclear e gás como "energia verde" 

O Luxemburgo faz parte da lista de Estados-membros que se opõem à proposta da Comissão Europeia de incluir a energia nuclear e o gás natural na classificação de "energia verde", dentro da nomenclatura da União Europeia.

O ministro luxemburguês da Energia, Claude Turmes, qualifica a proposta da Comissão Europeia como "lavagem verde". 

A reação surge depois de no passado sábado, dia 1 de janeiro, ter sido divulgado uma primeira versão de um texto elaborado por este organismo. 

O texto prevê que os investimentos em centrais nucleares podem ser considerados 'ecológicos' se o projeto tiver um plano, fundos e um local para eliminar os resíduos radioativos com segurança. 

Além do Luxemburgo, a ministra da Transição Ecológica de Espanha, Teresa Ribera, considera que o nuclear e o gás natural "não são energias verdes ou sustentáveis".

Já a ministra austríaca de Ação Climática, Leonore Gewessler, afirmou que se esses planos forem implementados como estão escritos, serão denunciados. 

A Alemanha também está contra a primeira versão do texto proposto pela Comissão Europeia, enquanto a França é a principal defensora do texto, já que é a favor da energia nuclear. 

O texto preliminar pode ser modificado ainda nos próximos dias. Depois, a versão final vai ser enviada para votação no Parlamento Europeu. 

Fotografias de Edward Steichen. "The Family of Man" poderá ser exposta na cidade de brasileira de Curitiba 

O embaixador do Luxemburgo no Brasil, Carlo Krieger, e a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro, estiveram reunidos recentemente para discutir parcerias de projeto culturais. 

Carlo Krieger foi recebido na capital do Estado brasileiro de Paraná, acompanhado por uma delegação da sua embaixada. 

Segundo a imprensa local, uma das sugestões apresentadas no encontro foi a de levar até Curitiba a exposição fotográfica "The Family of Man”.

A mostra está patente no castelo de Clervaux e é da autoria do fotógrafo Edward Steichen, nascido no Luxemburgo (Bivange) em 1879, e um dos maiores nomes da fotografia mundial, falecido em 1973. 

Outra parceria que deverá ser negociada entre as duas partes envolve a Oficina de Música de Curitiba, que tem uma das maiores programações e eventos do género no Brasil. 

Redação Latina | Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Le 28 décembre 2020, la campagne de vaccination anti-covid luxembourgeoise débutait par l'injection du sérum à deux infirmiers.
Portugueses no Grão-Ducado, durante um jogo entre o Luxemburgo e Portugal.
A horeca é o principal setor afetado pelas medidas sanitárias de combate à pandemia.
Les personnes qui n'ont pas reçu de dose booster devront se faire tester pour se rendre au restaurant.
Depuis le 28 décembre 2020, le Luxembourg a administré 1.013.421 doses de vaccin anti-covid.
Mehr als 10.000 freie Stellen meldete die Adem im November.
Luxembourg's Prime Minister Xavier Bettel arrives for the Eastern Partnership summit at The European Council Building in Brussels on December 15, 2021. (Photo by JOHANNA GERON / POOL / AFP)
Telecran, Reportage Réidener-Schwämm / Redingen-Attert - Sicherheitskonzept Coronavirus, Schwimmbad, Piscine, Corona Virus, Covid-19, Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort