Serviços de oncologia pediátrica no país deverão ser reforçados
Radio Latina 10 min. 04.10.2022
Atualidade em síntese 04 OUT 2022

Serviços de oncologia pediátrica no país deverão ser reforçados

Atualidade em síntese 04 OUT 2022

Serviços de oncologia pediátrica no país deverão ser reforçados

Radio Latina 10 min. 04.10.2022
Atualidade em síntese 04 OUT 2022

Serviços de oncologia pediátrica no país deverão ser reforçados

Numa altura em que há falta de médicos no país.

Consenso. Deputados e ministra concordam que é necessário desenvolver os serviços de oncologia pediátrica no Luxemburgo, como reivindica uma petição pública assinada por mais de cinco mil pessoas.

A iniciativa foi debatida no Parlamento na segunda-feira, com os deputados a apelarem à ministra para que “avance com rapidez neste dossiê”.

A autora da petição, Julia Dauphinee, pede um aumento dos serviços de oncologia pediátrica no país para que as crianças possam receber determinados tratamentos vitais mais perto de casa, e não no estrangeiro.

A autora lembra que, no Luxemburgo, são diagnosticados entre 20 a 30 cancros infantis por ano.

Luxemburgo registou quase 14 mil acidentes de trabalho em 2021

Houve quase 14.000 acidentes de trabalho em 2021 no Luxemburgo. Dados divulgados hoje pela Associação de Seguro Acidente (AAA) dão conta de 13.712 acidentes de trabalho, outros 2.589 ocorridos a caminho do local trabalho e ainda 239 casos de doenças profissionais. Fazendo as contas, a associação contabilizou 16.540 ocorrências.

Como para 2020, as alterações das condições de trabalho devido à pandemia impactaram as estatísticas do ano passado, tendo havido menos 15% de acidentes de trabalho e menos 29% de acidentes de trajeto.

Os acidentes de trabalho mortais também diminuíram. Dez pessoas perderam a vida, no ano passado, ou seja, menos nove do que no ano anterior.

Em contrapartida, o número de doenças profissionais é mais elevado em 2021 face a 2019. Um aumento significativo de 88% que se explica pelo número de pessoas que contraíram covid-19 no local de trabalho. Dois terços referem-se a pessoas que trabalham no setor da saúde.

A Associação de Seguro Acidente é um estabelecimento público que tem como missão prevenir e indemnizar os acidentes de trabalho, de percurso e doenças profissionais. Funciona sob a tutela da Segurança Social.

Diana, a portuguesa do Luxemburgo encontrada desmembrada em França

Diana S. tinha 40 anos e era natural do Porto. É esta a mulher portuguesa encontrada desmembrada em Mont-Saint-Martin, comuna francesa junto à fronteira com o Luxemburgo, no dia 19 de setembro.

Diana vivia no Grão-Ducado há vários anos. Tinha um filho de 22 anos.

Segundo o pai da vítima, que falou em exclusivo ao Contacto, a filha sempre trabalhou como empregada de mesa e de cozinha.

Para o Contacto, o pai abriu o livro de recordações. "A última vez que estive com a Diana foi há dois anos, em Gaia, no 'karaoke'. Ela cantava muito bem. Divertia-se imenso a cantar, tinha esse bichinho e tinha uma voz extraordinária". 

O Ministério Público luxemburguês confirmou ontem, em primeira mão ao Contacto, que a vítima era portuguesa e vivia no Grão-Ducado. Na sequência desta notícia, o Ministério Público de Nancy, em França, confirmou hoje, em comunicado, que as autoridades luxemburguesas tinham identificado o corpo graças às tatuagens e ao uso do ADN, que permitiu a confirmação da identidade.

O caso está a ser investigado pelas autoridades francesas e luxemburguesas.


Presidenciais brasileiras. Lula da Silva ganha no Luxemburgo

O antigo Presidente Lula da Silva foi também o candidato mais votado nas eleições Presidenciais brasileiras, realizadas no círculo eleitoral do Luxemburgo.

Na votação geral (em todos os círculos eleitorais), Lula da Silva venceu a primeira volta com mais de 48% dos votos, contra os mais de 43% do Presidente Jair Bolsonaro. Sem maioria absoluta, os dois candidatos vão disputar a segunda volta no dia 30 de outubro.

No Luxemburgo, segundo os boletins de voto partilhados no Facebook do Cônsul Honorário do Brasil no Luxemburgo, André Bezerril, Lula da Silva obteve 253 votos. Já o Presidente Jair Bolsonaro recebeu 174 votos, seguido pela candidata Simone Tebet, com 34.

Ciro Gomes teve 33 votos, Felipe d’Avila 17, Sofia Manzano 3 e Padre Kelmon, Constituinte Eymael e Vera Lúcia um voto cada.

Dos 760 inscritos para votar no Luxemburgo, foram apurados 539 votos, ou seja, uma taxa de participação de 70,9%. Desse total houve ainda 10 votos em branco e 12 nulos.


Mulher encontrada desmembrada em França é portuguesa e vivia no Luxemburgo

A mulher que foi encontrada desmembrada em Mont-Saint-Martin, comuna francesa junto à fronteira com o Luxemburgo, no dia 19 de setembro, é portuguesa e vivia no Grão-Ducado.

A informação foi confirmada ao jornal Contacto pelo Ministério Público luxemburguês, que está a investigar o caso.

O corpo desmembrado da mulher foi encontrado no dia 19 de setembro por um adolescente de 16 anos em Mont-Saint-Martin, no departamento Meurthe-et-Moselle.

Uns dias depois, as autoridades francesas divulgaram imagens das tatuagens encontradas no cadáver que poderiam conduzir à identificação da vítima. Uma das tatuagens mostrava o nome 'Kiko'.

O procurador de Nancy disse que a mulher teria entre 20 e 35 anos.


Luxemburgo sem novos casos de varíola dos macacos

O Luxemburgo continua sem registar novos casos de varíola dos macacos (Monkeypox). Até 27 de setembro, tinham sido comunicados 55 casos de varíola de macaco no país. No mais recente relatório semanal, o Ministério da Saúde relembra que "até agora todos os casos foram detetados em homens. Em média, os doentes tinham 37 anos".

Três das pessoas infetadas com o Monkeypox foram hospitalizados durante um curto período de tempo, "mas entretanto deixaram o hospital", disse ainda o ministério no mesmo relatório.

No Luxemburgo, a campanha de vacinação contra a varíola dos macacos teve início a 16 de agosto. Entre os vacinados, 673 receberam uma primeira dose e 310 pessoas uma segunda.


Três manifestantes anti-covid foram condenados no Luxemburgo

No último inverno, os protestos contra as medidas implementadas para combater a pandemia ganharam força no Grão-Ducado. Até ao momento, nove pessoas presentes nas manifestações foram ou estão a ser julgadas, de acordo com um anúncio feito pela ministra da Justiça, Sam Tanson em resposta parlamentar. Três já foram condenadas.

Na questão parlamentar, Kartheiser refere-se à manifestação de 15 de janeiro, em que cerca de 350 pessoas ocuparam o bairro da gare para reclamar "liberdade" contra as medidas anti-covid decretadas pelo governo, tendo havido vários momentos de tensão entre manifestantes e a polícia. Cerca de 30 participantes foram detidos e foram iniciados procedimentos legais em 16 casos.


Encontrada bomba da Segunda Guerra Mundial em Hosingen

Um dispositivo militar foi encontrado durante a realização de trabalhos de construção esta segunda-feira em Hosingen, no norte do Luxemburgo.

O entorno do local foi imediatamente encerrado ao trânsito. O serviço de desminagem do exército luxemburguês transportou o engenho para uma floresta próxima, onde procedeu à sua desativação.


Portugal entre os destinos preferidos dos residentes do Grão-Ducado

Apesar dos constrangimentos gerais no setor da aviação, o balanço da Luxair do verão passado foi positivo.

No balanço, a Luxair observa que "os destinos mediterrânicos foram muito populares". E Portugal está entre os cinco destinos preferidos dos residentes luxemburgueses.

O destino de eleição este verão foi Espanha (especialmente as Ilhas Canárias e Baleares), seguindo-se a Itália, França, e Portugal, no quarto lugar. respetivamente. A Grécia completa o top 5.

Apesar de um verão atribulado em vários aeroportos e companhias aéreas, com greves, falta de pessoal para corresponder à procura elevada, os voos da Luxair não foram gravemente afetados graças à "contratação de pessoal suficiente".


BCP alvo de ataque que dificultou acesso ao 'site' e aplicações

O BCP foi alvo de um ataque que condicionou o acesso à página na Internet e às aplicações do banco. A informação foi avançada por fonte oficial à agência Lusa. Neste momento a maior parte dos clientes já consegue aceder sem dificuldades.

O BCP garante que "tomou as medidas necessárias para mitigar os efeitos” do ataque.

Recorde-se que várias empresas portuguesas têm sido alvo de ciberataques, com o caso mais recente a ser o da TAP. Também a Vodafone, Impresa e a Lusa, entre outras, sofreram ataques informáticos.


FMI diz que 9.000 milhões de euros estão longe de acabar com crise alimentar

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou que cerca de 9.000 milhões de euros “estão muito longe” do necessário para acabar com a crise de segurança alimentar no mundo, à qual estão expostos “48 países”.

A afirmação foi feita pela diretora do FMI, Kristalina Georgieva, no decorrer de um fórum de segurança alimentar em Riade, na Arábia Saudita, onde recordou que as organizações humanitárias estimam que são necessários mais de 50.000 milhões de dólares (quase 51.000 milhões de euros) “só para evitar que as pessoas morram de fome”.

O FMI identificou três formas de abordar a crise, que são a inversão da produtividade agrícola, a proteção do produto para que chegue ao consumidor e os países conseguirem capacidade financeira para aceder a financiamento de baixo custo.


EUA, Japão e Coreia do Sul preparam "resposta robusta" a disparo de míssil norte-coreano

Os Estados Unidos estão a preparar com o Japão e a Coreia do Sul uma "resposta robusta" ao lançamento hoje de um míssil balístico norte-coreano sobre o Japão, afirmou a Casa Branca.

O Comando Ásia-Pacífico dos EUA condenou o disparo do míssil balístico e garantiu que os "compromissos de Washington com a defesa do Japão e da Coreia do Sul continuam inabaláveis".

O Presidente da Coreia do Sul, já prometeu uma "uma resposta firme".

O disparo do míssil, que sobrevoou o norte do Japão, desencadeou os primeiros alertas em cinco anos para moradores, aos quais foi pedido para abandonarem edifícios, de acordo com o governo japonês.

As autoridades japonesas adiantaram que o projétil terá caído no oceano Pacífico.


LC: FC Porto e Sporting procuram triunfos em momentos distintos

O FC Porto, à procura do primeiro, e o Sporting, em busca do pleno, vão tentar alcançar hoje o triunfo nos respetivos encontros da terceira jornada da Liga dos Campeões de futebol.

Os ‘dragões’, que saíram derrotados nas duas primeiras jornadas, diante de Atlético de Madrid (2-1) e Club Brugge (4-0), estão agora num momento de ‘tudo ou nada’, precisando de vencer na receção aos alemães do Bayer Leverkusen para se manterem na corrida aos oitavos de final.

Colocado num grupo um pouco mais complicado, o Sporting entrou bem e ganhou nas duas primeiras jornadas, frente a Eintracht Frankfurt (3-0) e Tottenham (2-0).

O Sporting defronta o Marselha a partir das 18:45, em jogo da terceira jornada do grupo D que será realizado à porta fechada, na sequência do castigo aplicado pela UEFA ao clube gaulês, enquanto o FC Porto recebe, para o grupo B, o Bayer Leverkusen, a partir das 21:00.

Casa Pia dá a volta ao Marítimo e sobe ao quarto lugar da I Liga

O Casa Pia subiu ontem ao quarto lugar da I Liga portuguesa de futebol, ao impor-se por 2-1 na visita ao Marítimo, último classificado, no jogo que encerrou a oitava jornada da prova.

O Casa Pia aproveitou as derrotas de Boavista e Portimonense para subir ao quarto posto, com 17 pontos, apenas menos dois do que FC Porto e Sporting de Braga, segundo e terceiro, respetivamente, enquanto o Marítimo mantém-se como única formação da I Liga sem qualquer ponto e no último lugar, após averbar o oitavo desaire no mesmo número de partidas.

Redação Latina | Contacto | LUSA |Foto: Shutterstock

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

ARCHIV - 24.01.2020, Baden-Württemberg, Sinsheim: Ein Lehrer unterrichtet in einem Klassenzimmer der Kraichgau-Realschule.     (zu dpa «Rund 4000 Lehrer im Südwesten werden über die Sommerferien arbeitslos») Foto: Marijan Murat/dpa +++ dpa-Bildfunk +++