Óscares. Filmes de Portugal e Luxemburgo fora da corrida, curta de animação lusa entre os finalistas
Radio Latina 3 2 min. 17.12.2019 Do nosso arquivo online

Óscares. Filmes de Portugal e Luxemburgo fora da corrida, curta de animação lusa entre os finalistas

Óscares. Filmes de Portugal e Luxemburgo fora da corrida, curta de animação lusa entre os finalistas

Foto: AFP
Radio Latina 3 2 min. 17.12.2019 Do nosso arquivo online

Óscares. Filmes de Portugal e Luxemburgo fora da corrida, curta de animação lusa entre os finalistas

O filme português 'A Herdade', protagonizado por Albano Jerónimo e Sandra Faleiro, ficou de fora da shortlist ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, assim como 'Tel Aviv on Fire' o representante luxemburguês.

O filme português 'A Herdade', realizado por Tiago Guedes e protagonizado por Albano Jerónimo e Sandra Faleiro, e o filme 'Tel Aviv on Fire', que representou o Luxemburgo, ficaram de fora da shortlist ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, na edição de 2020 dos prémios da Academia de Hollywood. 

A produção portuguesa, que estreou em setembro, conta a história de uma família proprietária de um dos maiores latifúndios da Europa, desde anos 40, atravessando a Revolução do 25 de Abril e até aos dias de hoje. 'A Herdade' foi a escolhida para representar Portugal na candidatura ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro. 

Foto: Divulgação

Com boas críticas internacionais e selecionado para os principais festivais de cinema do mundo - 'A Herdade' pôs novamente Portugal na competição principal do Festival de Veneza e foi distinguido com o Bisato d'Oro para Melhor Realização, atribuído por um júri da crítica independente -, o filme não conseguiu passar à fase seguinte e ficar no grupo dos 10 finalistas, que antecede a derradeira fase de seleção dos nomeados. 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

 Também 'Tel Aviv on Fire', o filme escolhido pelo Luxemburgo para representar o país nos nomeados a Melhor Filme Estrangeiro, ficou excluído da shortlist, anunciada esta segunda-feira, 16 de dezembro, pela Academia de Hollywood. 

Foto: Film Fund Luxembourg/Samsa Film

Realizado por Sameh Zoabi, o filme foi co-produzido por instituições luxemburguesas, entre as quais o Film Fund Luxembourg, tendo a maioria das cenas sido rodadas no Grão-Ducado. 

Venceu vários prémios na edição de 2018 do Festival de Veneza. 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

 Entre os selecionados a candidatos para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro incluem-se, por exemplo, o espanhol 'Dor e Glória', de Pedro Almodóvar e com António Banderas, o francês 'Les Misérables', de Ladj Ly, e o sul-coreano 'Parasitas'. 

Curta de animação de portuguesa continua nos favoritos às nomeações 

 Apesar das más notícias para as longas-metragens portuguesa e luxemburguesa, os lusitanos ainda têm um representante por quem torcer. 

Trata-te da curta-metragem de animação, 'Tio Tomás – A Contabilidade dos Dias', da portuguesa Regina Pessoa, que segue na lista dos favoritos a candidatos às nomeações finais, na categoria correspondente. 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

 A Academia anunciou também as shortlist das categorias de documentário, música e banda-sonora, maquilhagem, efeitos visuais e animação 'live-action'.

Clique aqui para ver a lista completa (em inglês).

Ana Tomás


Notícias relacionadas

Leonor Teles já venceu o urso de ouro na secção de curtas-metragens do Festival de Cinema de Berlim com o filme "Balada de um Batráquio.
“Sweet Country”, do australiano Warwick Thornton, é um dos filmes em competição no LuxFilmFest.
Quando a francesa Fanny Ardant dirige uma paleta de grandes actores europeus, o resultado chama-se “Cadências Obstinadas”