Projeções do FMI. Luxemburgo é o país mais rico do mundo em 2023
Radio Latina 12 min. 24.01.2023
Atualidade em síntese 24 JAN 2023

Projeções do FMI. Luxemburgo é o país mais rico do mundo em 2023

Atualidade em síntese 24 JAN 2023

Projeções do FMI. Luxemburgo é o país mais rico do mundo em 2023

Radio Latina 12 min. 24.01.2023
Atualidade em síntese 24 JAN 2023

Projeções do FMI. Luxemburgo é o país mais rico do mundo em 2023

O Grão-Ducado volta a ser citado como o país mais rico do mundo, mas agora para o ano de 2023 e segundo a classificação do Produto Interno Bruto (PIB) per capita.

De acordo com as estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI), o primeiro lugar neste ranking é ocupado pelo Grão-Ducado, com um PIB per capita na ordem dos 146.260 dólares.

Além de ser um dos principais centros bancários do mundo, o Luxemburgo conta com cerca de 200 mil trabalhadores transfronteiriços que contribuem para o crescimento do PIB do país, mas que não contam para o cálculo per capita, porque não residem no Grão-Ducado.

O PIB é a medida de riqueza dos bens e serviços de um país. Já o PIB per capita é a divisão do PIB pela quantidade de habitantes do país, o que proporciona uma ideia mais real do bem-estar económico e social.
O PIB é a medida de riqueza dos bens e serviços de um país. Já o PIB per capita é a divisão do PIB pela quantidade de habitantes do país, o que proporciona uma ideia mais real do bem-estar económico e social.
Foto: Shutterstock

Depois do Luxemburgo, o ‘top 10’ é constituído pela Singapura (140.280 dólares), Irlanda (139.840), Catar (123.040), o território de Macau (92.410), Suíça (87.520), Noruega (82.500), Emirados Árabes Unidos (81.750), Brunei (79.410) e os Estados Unidos (78.420).

Quanto ao ranking dos países mais ricos, segundo a classificação apenas do PIB, é liderado pelos Estados Unidos, com 25,035 biliões de dólares. Seguem-se a China (18,321), Japão (4,301), Alemanha (4,031), Índia (3,469), Reino Unido (3,199) e França (2,778).


Eleições 2023. Partidos, sem KPL, assinam acordo eleitoral


Igualdade (ou quase) no financiamento das campanhas eleitorais
Nas palavras e nos atos.

Os sete partidos com assento parlamentar (CSV, LASP, DP, Déi Gréng, ADR, Déi Lénk, Partido Pirata) juntamente com o Fokus e o Volt assinaram um acordo regulamenta as campanhas eleitorais das comuanais e das legislativas deste ano.  

Os partidos comprometem-se, por exemplo, a não desrespeitar os adversários e a não ultrapassar os 100.000 euros de investimento em campanhas publicitárias.


Legislativas 2023
Luxemburgueses escolhem os seus representantes parlamentares no dia 8 de outubro.

O acordo prevê ainda que a campanha eleitoral para as comunais deverá ter uma duração de quatro semanas, enquanto que a das legislativas não poderá exceder as cinco semanas.

O partido comunista KPL não quis assinar este acordo, explicando em comunicado que de qualquer forma o partido não dispõe de orçamento para ultrapassar os limites estipulados no documento.


Comunais 2023
Luxemburgueses e não-luxemburgueses residentes são chamados às urnas no dia 11 de junho de 2023.

Este acordo é estabelecido sob a base do voluntariado. Quem não respeitar as regras, não poderá ser sancionado legalmente.

As eleições comunais realizam-se no dia 11 de junho de 2023. As legislativas estão marcadas para o dia 8 de outubro de 2023. 


Bausch recomenda Sam Tanson para cabeça de lista do Déi Gréng

O partido ecologista Déi Gréng ainda não se pronunciou oficialmente sobre as eleições legislativas, mas o vice-primeiro-ministro, François Bausch, disse esta segunda-feira aos microfones da RTL que não pretende fazer parte do próximo Governo. No entanto, vai concorrer para o cargo de deputado.

Com a sua futura retirada do Executivo, François Bausch terá sugerido ao seu partido que a ministra da Cultura e da Justiça, Sam Tanson, seria "a pessoa mais adequada" para ser cabeça de lista dos Verdes às eleições legislativas de 8 de outubro.

No entanto, San Tanson lembrou recentemente à rádio estatal 100,7 que, segundo os estatutos do partido, não está previsto ter apenas um único cabeça de lista a nível nacional. Tradicionalmente, o partido tem apresentado uma liderança a dois, como nas legislativas de 2018, com Bausch e Tanson.

Até agora, apenas o partido socialista (LSAP) revelou o cabeça de lista: a ministra da Saúde, Paulette Lenert.


Ginecologista da capital sancionado por emitir faturas falsas

Um ginecologista da Cidade do Luxemburgo foi sancionado pelo Conselho dos Médicos por ter, durante anos, editado faturas em detrimento dos seus pacientes. Uma notícia avançada pela RTL que diz ainda tratar-se de um ginecologista especializado em tratamentos de fertilidade, usando a vulnerabilidade dos seus pacientes para chegar aos seus fins.

Consequência: o Conselho de Disciplina do Colégio dos Médicos decretou um ano de proibição de exercer a sua profissão, sendo que seis meses são com pena suspensa.

Ainda segundo a RTL, o ginecologista emitia faturas nas quais mencionava que não podiam ser enviadas para a Caixa Nacional de Saúde (CNS) porque não seriam reembolsadas. Ora, tratava-se de uma mentira, uma vez que os tratamentos de fertilidade são comparticipados sob certas condições pela CNS.


Centro do Consumidor ajuda a recuperar 568 mil euros para transfronteiriços do Luxemburgo

O Centro Europeu do Consumidor no Luxemburgo tratou, em 2022, 4.110 processos de ajuda aos consumidores residentes no Grão-Ducado que fizeram compras nos países vizinhos. O organismo refere que, à exceção de 2020, é o valor mais alto em termos de dossiers tratados.

Segundo o seu balanço anual, graças aos serviços de informação, aconselhamento e assistência, foi possível ajudar os consumidores transfronteiriços (do Luxemburgo) em litígio a recuperar 568.100 euros, sobretudo através do reembolso de comerciantes da Alemanha, França, Holanda e Bélgica.

A maioria dos litígios tratados, 28%, diz respeito ao setor do turismo, englobando viagens organizadas, alojamento e transportes públicos.

Seguem-se o transporte aéreo, com 14% das reclamações tratadas e 4,5% para casos de compra e reparação de viaturas usadas.


Novo vice-presidente do PE quer mais transparência e rigor 

O luxemburguês Marc Angel é o novo vice-presidente do Parlamento Europeu (PE). Foi eleito na semana passada, sucedendo à grega Eva Kaili, que foi detida por alegado envolvimento num caso de corrupção.

Marc Angel é licenciado em filosofia e estudou turismo em Viena. É tradutor qualificado. Integrou o PE em dezembro de 2019 para suceder a Nicolas Schmit (LASP), que foi nomeado comissário europeu do Trabalho. No Luxemburgo, entrou na Câmara dos Deputados em agosto de 2004. Foi reeleito em 2009 e 2013 e depois em 2018. Agora é um dos 14 vice-presidentes do PE.
Marc Angel é licenciado em filosofia e estudou turismo em Viena. É tradutor qualificado. Integrou o PE em dezembro de 2019 para suceder a Nicolas Schmit (LASP), que foi nomeado comissário europeu do Trabalho. No Luxemburgo, entrou na Câmara dos Deputados em agosto de 2004. Foi reeleito em 2009 e 2013 e depois em 2018. Agora é um dos 14 vice-presidentes do PE.
Foto: Frederick Florin/AFP

Mais transparência e rigor. São as palavras de ordem de Marc Angel para voltar a ganhar a confiança dos cidadãos nas instituições europeias.  

O Luxemburgo é o segundo país mais pequeno da União Europeia (UE), mas Marc Angel defende que o seu povo não deve ter complexos de inferioridade. O Grão-Ducado tem tido luxemburgueses em várias funções da UE, sem esquecer que é a sede de várias instituições europeias. Oiça aqui as declarações exclusivas do recém-eleito vice-presidente do PE à Rádio Latina.


Bruxelas quer que motoristas trabalhem mais. Sindicato LCGB está contra


Pour le responsable du réseau RGTR, «cette situation est tout simplement inacceptable»
Autocarros regionais vão ter cabines de proteção para os motoristas
Os autocarros das linhas RGTR vão ter cabines de proteção para os condutores em 2023.

O sindicato LCGB mostra-se contra a proposta recente da Comissão Europeia (CE) sobre os tempos de condução e repouso dos motoristas de autocarro. A central sindical, citada pelo jornal Contacto, considera mesmo que as novas diretivas de Bruxelas são um "passo na direção errada e põem em causa a segurança dos condutores e passageiros".

A LCGB adverte que a proposta europeia vai contra a realidade luxemburguesa onde se "luta por uma redução geral do horário de trabalho", e onde o setor retém cada vez menos trabalhadores apesar dos "salários atrativos". O órgão executivo da União Europeia propôs recentemente o alargamento dos dias de trabalho consecutivos para 12 dias, tanto nos trajetos nacionais como internacionais.


Dificuldades no acesso a casas de banho é “problema grave” – condutora de autocarro (C/ÁUDIO)
Dificuldades no acesso a casas de banho é “problema grave” – condutora de autocarro (C/ÁUDIO)

O sindicato luxemburguês considera ainda que estas medidas vão traduzir-se em amplitudes de trabalho prolongados por mais uma a duas horas e menos descanso entre dois dias úteis, com "consequências dramáticas e prejudiciais para todo o setor". A LCGB cita ainda um estudo europeu do sindicato dos transportes - ETF Road - de 2021 onde refere que entre 25 e 30% dos motoristas do bloco admitiram ter adormecido ao volante pelo menos uma vez nos últimos 12 meses.


Inclusão escolar para crianças com necessidades especiais tem de ser melhorada

Dez meses. É, em média, o tempo que uma criança com necessidades especiais tem de esperar para ter finalmente um acompanhamento escolar adaptado. Esta é uma das conclusões do relatório sobre a inclusão escolar, que estudou a aplicação da nova lei que entrou em vigor há cinco anos.


Lis de Pina nomeada mediadora da escola luxemburguesa
Lis de Pina nomeada mediadora da escola luxemburguesa

Para o ministro da Educação, Claude Meisch, este tempo de espera para ter apoio escolar tem de ser reduzido. Apesar de haver mais recursos humanos, graças à entrada em vigor da reforma, os tempos de espera continuam a ser demasiado longos. Claude Meisch sublinha que o problema não está nos processos administrativos, mas na elaboração de um diagnóstico, que pode levar até oito meses.

Sem diagnóstico, o ministério da Educação não pode assumir esse apoio escolar para as crianças com necessidades. Uma situação que o Governo quer melhorar, com um projeto de lei que deverá brevemente ser apresentado em Conselho de Ministros e que tem como objetivo encurtar o tempo para que um diagnóstico seja estabelecido. Note-se que desde a entrada em vigor da reforma, foram criados 700 postos de trabalho no enquadramento estas crianças.


Salão do Turismo poderá não voltar a realizar-se

Pelo terceiro ano consecutivo, a LuxExpo não acolhe este ano o tradicional Salão do Turismo. O evento, que chegou a atrair mais de 30.000 visitantes, poderá mesmo não voltar a realizar-se, de acordo com a revista Paperjam.

Em declarações à revista, Morgan Gromy, diretor da Luexpo, explicou que a decisão de não avançar com o evento este ano se deveu a questões de “timing”. Segundo o responsável, um evento desta dimensão pressupõe pelo menos seis meses de preparação, o que não foi possível dadas as incertezas em matéria de visibilidade do setor a médio prazo.

Já a União Luxemburguesa das Agências de Viagens, contactada também pela Paperjam, é mais categórica: uma nova edição do salão Vakanz “não está na ordem do dia”.


Turistas alemães continuam a ser os mais númerosos na Cidade do Luxemburgo

Os turistas alemães foram os que mais visitaram, no ano passado, a Cidade do Luxemburgo, segundo o Gabinete de Turismo da Cidade do Luxemburgo (Luxembourg City Tourist Office - LCTO).

Em 2022, 102.960 pessoas visitaram o espaço deste gabinete na Place Guillaume II.

Por país, os alemães foram os mais numerosos, com 27.248 visitantes, ou seja, 26% do total, seguidos por 17% de franceses (17.487), 14% de holandeses (14.808), 7% de luxemburgueses (7.210 residentes) e 6% de belgas (5.995).

A reabertura das Casamatas por baixo da "estátua da mulher dourada", no ano passado, foi um dos destaques com mais turistas; 8.504 visitantes.

Também houve 5.195 visitantes no Palácio Grão-Ducal, durante o verão, e 3.152 visitas guiadas com o gabinete de turismo da capital.


Compra de carros novos foi tão baixa como há 20 anos

A venda de carros novos no Luxemburgo recuou em 2022 pelo terceiro ano consecutivo. De acordo com o Contacto, que cita dados do Statec, esta tendência acompanha o conjunto da zona euro, e representou um declínio de 5% nas vendas face a 2021.

Em termos absolutos, houve 42.000 registos de viaturas novas em 2022, valor semelhante ao início dos anos 2000, "anos em que a população residente luxemburguesa era menos 40% do que a atual".

A produção da indústria automóvel europeia tem vindo a aumentar novamente desde a primavera de 2022.


Combustíveis mais caros a partir de quarta-feira

Os preços dos combustíveis vão novamente aumentar a partir da meia-noite.

O preço da gasolina sem chumbo 95 sobe 3,6 cêntimos para 1,58 euros por litro.

O litro da gasolina 98 octanas aumenta 4,3 cêntimos para 1,817 euros.

No caso do gasóleo, a subida é de 5,9 cêntimos para 1,707 euros por litro. 


Sétima arte “Made in Luxembourg” bem representada no Festival de Cinema de Berlim


Filme luxemburguês selecionado para Festival de Cinema de Berlim
A sétima arte "Made in Luxembourg" continua a dar cartas.

O Luxemburgo vai ter três coproduções no Festival de Cinema de Berlim. Depois do anúncio, na semana passada, da seleção da longa-metragem de animação "A Greyhound of a Girl", na secção Geração Kplus, há mais duas novidades.

A coprodução luxemburguesa, austríaca, alemã e suíça, "Ingeborg Bachmann – Reise in die Wüste" (Ingeborg Bachmann – Viagem ao Deserto) será apresentada em competição oficial e em estreia mundial.


Luxemburgo com três coproduções na Berlinale 2023
A sétima arte nacional a ser destacada além fronteiras.

Já a longa-metragem de animação "The Siren" (A Sereia), foi selecionada para a secção Panorama. Este filme é coproduzido pela luxemburguesa BAC Cinéma – David Grumbach, e tem design, layout, cenários, animação, composição, efeitos especiais e sonoros, e mixagem produzidos no Grão-Ducado.


UE disponibiliza mais 500 milhões de euros para apoiar Kiev

A União Europeia (UE) vai disponibilizar mais 500 milhões de euros para apoiar a Ucrânia, anunciou ontem o ministro dos Negócios Estrangeiros português, depois de uma reunião com os homólogos de todos os Estados-membros.

João Gomes Cravinho acrescentou que a este pacote de ajuda a Kiev, a UE vai juntar também 45 milhões de euros de investimento na “missão de assistência militar” à Ucrânia, uma iniciativa de treino de militares na Polónia e na Alemanha.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia também discutiram a “questão complexa” da criação de um tribunal para combater a impunidade pelos “crimes cometidos na Ucrânia de guerra ou o crime de agressão, que é mais amplo”.


Fernando Santos é o novo selecionador da Polónia

O treinador português Fernando Santos, campeão europeu em 2016 com Portugal, vai ser o novo selecionador da Polónia.

A apresentação do treinador acontece esta terça-feira, no Estádio Nacional Kazimierz Górski.

A federação polaca volta, assim, a apostar num treinador português para conduzir os destinos da seleção, depois de Paulo Sousa ter estado no cargo em 2021, acabando por sair para orientar os brasileiros Flamengo, numa decisão muito contestada pelos dirigentes polacos.


Taça da Liga: Sporting e Arouca disputam vaga na final

Sporting e Arouca disputam hoje uma vaga na final da Taça da Liga de futebol, em Leiria, na primeira meia-final da 16.ª edição da competição.

Os ‘leões’, vencedores de quatro troféus, procuram a sétima presença no jogo decisivo, frente aos arouquenses, estreantes nesta fase da prova.

O jogo entre Arouca e Sporting vai ser disputado no Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, a partir das 20h45, com transmissão em direto na Rádio Latina num simultâneo com a Antena 1.

Amanhã, o campeão nacional FC Porto procura a sua quinta final na competição, frente ao Académico de Viseu, da II Liga.

Textos: Redação Latina | LUSA || Foto: Anouk Antony/LW


Notícias relacionadas

Le Luxembourg n'a acquis sa souveraineté qu'en 1839, en vertu du traité de Londres avec la Belgique.
La moitié des emplois proposés au Luxembourg serait de nature "télétravaillable".
O consumo de água da torneira não está autorizado de momento em Villars-sur-Var, nos Alpes Marítimos
Les prix des logements continuent d'augmenter au Luxembourg et ne montrent aucun signe de ralentissement.

Por que é que o salário mínimo aumenta este mês?

Radio Latina por Henrique DE BURGO 8 min. 06.01.2023
Le feu s'est déclaré au premier étage d'une résidence de la rue du Commerce à Kayl.
Lokales, Referendum Leudelingen, Centre Culturel an der Eech, Wahlen, Foto: Lex Kleren/Luxemburger Wort
Pas de panique : ce loup se tient sagement debout dans le zoo Hexentanzplatz, dans les montagnes du Harz
La guerre en Ukraine a logiquement marqué l'année 2022, au Luxembourg comme ailleurs.
28.02.08 kaufkraft, kauf, geld,  inflation, wert, photo: Marc Wilwert