Perseguida pelos media. Será Meghan a nova princesa Diana?
Radio Latina 3 min. 13.02.2019

Perseguida pelos media. Será Meghan a nova princesa Diana?

Perseguida pelos media. Será Meghan a nova princesa Diana?

Foto: Adrian Dennis/AFP
Radio Latina 3 min. 13.02.2019

Perseguida pelos media. Será Meghan a nova princesa Diana?

Depois do alerta de George Clooney, ator e amigo próximo da duquesa de Sussex, os especialistas da realeza e jornalistas recusam que a imprensa esteja a perseguir a mulher do príncipe Harry. O tema traz à memória o "assédio" mediático à princesa Diana, mãe de Harry, desaparecida em 1997.

A questão foi levantada esta semana pelo ator norte-americano George Clooney. "Eles perseguem a Meghan Markle em todo o lado", disse em entrevista à revista australiana WHO.  "Estamos a falar de uma mulher grávida de sete meses que é perseguida e caluniada tal como Diana. E a história repete-se, sabemos como é que tudo acabou", referiu o ator à publicação.  

Penny Junor, especialista em assuntos da realeza britânica, refere à AFP que as duas situações "não são comparáveis". "Não tenho ouvido que a Meghan se tenha queixado dos paparazzi. Ela pode viver, passear no parque, ir a um restaurante e comportar-se como uma pessoa normal sem que seja perseguida por dezenas de paparazzi. A Diana não podia", explica.

A princesa Diana, mãe dos príncipes William e Harry morreu num acidente de automóvel em Paris em agosto de 1997, quando o carro onde se encontrava estava a ser perseguido por uma mota com paparazzi. A princesa tinha acabado de sair do Hotel Ritz onde jantou com o seu companheiro Dodi Al-Fayed. Os dois morreram no acidente num túnel da capital.   

Após a morte de Lady Di (como também era conhecida Diana), a imprensa reviu os seus códigos de conduta, criando regras mais apertadas em relação ao assédio mediático e ao respeito pela privacidade. Tais medidas puseram termo aos "piores excessos" dos últimos 25 anos quando "os paparazzi tinham muito maior liberdade de atuação", considera Junor. 

"O mais surpreendente é que esta comparação chega numa altura em que a vida privada da realeza numa foi tão respeitada pela imprensa", escreve hoje o The Daily Telegraph. Ao contrário da Diana, "ninguém anda atrás de Meghan quando vai ao ginásio, ninguém espia as suas conversas telefónicas, a sua vida privada não está exposta nos tablóides todas as semanas", pode ler-se no britânico The Times.

Um fotógrafo do The Telegraph, que acompanha a família real há mais de 40 anos, mostrou também alguma indignação pelas acusações de Clooney: "Que fotografias 'roubadas' vimos de Harry e Meghan na imprensa? Houve uma competição para conseguir a primeira fotografia dos dois juntos assim que a relação foi tornada pública e o Palácio de Kensington podia ter evitado isso enviando uma foto dos dois para a imprensa. (...) A partir daí deixámo-los completamente à vontade", referiu Arthur Edwards. 

"Não é a imprensa que a difama, é a própria família dela"

Logo após o anúncio do noivado, a princesa caiu nas boas graças da imprensa. Foi vista como uma lufada de ar fresco no seio de uma família real considerada conservadora. Meses depois, Meghan surgia na imprensa como uma "Duquesa Difícil", que teria levado à demissão de alguns membros de staff da família real com alguns comportamentos caprichosos.

Inevitavelmente a atriz de 37 anos enche as páginas dos jornais com notícias sobre as suas visitas oficiais, o que veste, a sua barriga de grávida ou os problemas com membros da sua família. Na última polémica associada a Markle, uma carta que a duquesa teria escrito ao pai, Thomas Markle, a pedir-lhe para parar de se vitimizar foi parar aos tablóides ingleses. 

Para a especialista em assuntos reais a imprensa não é uma preocupação para Markle. E refere, por exemplo, que a própria mulher do príncipe Harry permitiu a amigos próximos que prestassem declarações anonimamente para melhorar sua imagem na revista americana People.

"Desculpe George, mas Meghan não é a princesa Diana e não é a imprensa que a difama, é a própria família dela, que ela abandonou por celebridades como você", escreve a apresentadora Morgan Piers no inglês Daily Mail.  

Contacto com AFP


Notícias relacionadas