Parlamento vota hoje alterações à lei covid
Radio Latina 8 min. 11.01.2022
Atualidade em síntese 11 JAN 2022

Parlamento vota hoje alterações à lei covid

Atualidade em síntese 11 JAN 2022

Parlamento vota hoje alterações à lei covid

Radio Latina 8 min. 11.01.2022
Atualidade em síntese 11 JAN 2022

Parlamento vota hoje alterações à lei covid

O voto no Parlamento está previsto para as 14:30.

O Parlamento vota esta terça-feira à tarde algumas alterações à lei covid. O período de isolamento e a validade dos certificados de vacinação são as alterações principais previstas.

Segundo a proposta do Governo, os vacinados há menos de seis meses estarão dispensados de teste negativo para aceder aos restaurantes e cafés, ou a todos os locais onde é exigido o 2G+.

Assim ficam dispensados de apresentar teste negativo, os vacinados com a dose de reforço, quem tem esquema vacinal completo há menos de 180 dias, e quem recuperou da doença também há menos de 180 dias.

Também há novas regras previstas para o isolamento. Quem não tem vacinação completa tem de respeitar um isolamento de 10 dias.

Para os outros o período de isolamento é reduzido a um máximo de seis dias, desde que sejam feitos dois testes rápidos no quinto e sexto dia e que tenham um resultado negativo.

Quarentena de pessoas não vacinadas descontada dos dias de férias?

As pessoas não vacinadas que têm um contacto com alguém infetado com covid-19 têm de se colocar em quarentena em casa. Ou seja, durante cerca de uma semana ficam sem poder ir ao local de trabalho, beneficiando de uma baixa médica e continuando a ser pagas.

Em contrapartida, as pessoas vacinadas, que têm contacto com alguém infetado, podem continuar a ir trabalhar, ou seja, não são colocadas em quarentena.

Para o diretor da União das Empresas Luxemburguesas (UEL), Jean-Paul Olinger, esta situação não é “coerente”.

Numa publicação na sua conta Twitter, o diretor salienta que os dias de quarentena de uma pessoa não vacinada deveriam ser descontados dos dias de férias do trabalhador ou então que este deveria usufruir de uma licença sem vencimento para os dias em que não pode ir trabalhar.

Pop-Up. Veja onde pode aceder à vacinação sem marcação prévia

O objetivo do Governo continua a ser o de vacinar o máximo de pessoas para assim enfrentar da melhor forma a nova variante Ómicron, que tem provocado números recorde de novas infeções SARS-CoV-2 no país.

Daí a aposta do Executivo em continuar com a vacinação sem marcação nos diferentes Pop-Up espalhados por vários centros comerciais.

Os "Pop-Ups" de vacinação são centros especiais criados pelo Governo para que os cidadãos possam vacinar-se sem marcação antecipada. Basta apresentar o cartão de Segurança Social e um documento de identificação.

Esta terça-feira, as equipas de vacinação vão estar no centro comercial Copal, em Grevenmacher, no Cora em Foetz e também no bairro da Gare, na capital. Aliás, o centro no bairro da Gare vai estar operacional todos os dias desta semana.

Já na quarta-feira as pessoas interessadas podem também ser vacinadas no centro comercial Belle-Etoile, em Bertrange.

A 13 de janeiro, há possibilidade de ser inoculado com o fármaco contra a covid-19 no City Concorde e no Cactus de Grevenmacher.

A fechar a semana, ou seja, na sexta-feira as equipas de vacinação vão estar no centro comercial Opkorn, em Differdange e também na Cloche d’Or.

Os centros Pop-Up estão sempre abertos entre as 10h e as 16h.

Painel de peritos vai analisar obrigação vacinal no Luxemburgo

O Governo mandatou na sexta-feira passada um grupo de peritos independentes que nos próximos dias vão estudar a necessidade de tornar a vacinação obrigatória no Luxemburgo.

Já no final do ano passado, o primeiro-ministro, Xavier Bettel tinha formulado a necessidade de iniciar um debate construtivo à volta desta temática. No entanto esse debate não se vai limitar à Câmara dos Deputados. Na sexta-feira, Xavier Bettel declarou no Twitter “que é preciso encontrar uma resposta baseada em factos”.

Daí ter elaborado um grupo de peritos independentes que vai ter como missão dar o seu ponto de vista “científico” sobre a necessidade de estabelecer uma vacinação obrigatória, a fim de pôr um travão à pandemia.

Este painel de peritos é constituído cinco pessoas, ou seja, quatro médicos e um professor da Universidade do Luxemburgo, especializado em biomedicina.

Está ainda a ser elaborado um catálogo de perguntas, que será enviado a todos os “atores abrangidos”, a fim de iniciar um debate construtivo no seio do Parlamento.

Polícia regista cinco casos de violação do Covid-Check no setor horeca

A polícia grã-ducal dá conta de cinco casos de violação do regime CovidCheck nos estabelecimentos do setor da horeca, na primeira semana de janeiro.

Entre 3 e 9 de janeiro de 2022, os agentes efetuaram um total de cerca de 70 fiscalizações às regras sanitárias em vigor.

A polícia refere num relatório divulgado esta segunda-feira que o principal foco foi a aplicação do regulamento CovidCheck nos restaurantes, cafés, bares, hotéis e eventos organizados sob este regime. Do total, foram reportadas cinco violações no setor da horeca.

Os casos foram depois reencaminhados às autoridades competentes e as pessoas em causa receberam uma multa pelo incumprimento das normas.

Homem de 57 anos morre em incêndio numa casa em Steinsel

Um homem de 57 anos morreu ontem de manhã num incêndio na sua casa, em Steinsel.

O alerta para um incêndio numa casa na Rue de la Foret foi dado por volta das 8h20.

Os bombeiros conseguiram retirar a vítima da habitação, que estava inconsciente. Mas apesar dos esforços das equipas médicas, o homem acabaria por morrer no local.

Foi solicitada uma autópsia ao corpo e o departamento forense da polícia está a investigar as causas do incêndio.

Exército luxemburguês perto de atingir 1200 efetivos

O Exército luxemburguês acaba de reforçar o seu número de efetivos com mais 48 soldados, que passaram por quatro meses de formação.

Com este aumento, as forças militares somam agora perto de 1.200 efetivos, o maior número pelo menos nos últimos 30 anos.

Este aumento acontece numa altura em que o Exército é chamado a desempenhar novas missões no contexto da pandemia. Os cinco centros de testagem de Covid-19, que vão abrir as portas no próximo fim de semana, vão ser geridos pelo Exército, com perto de 200 efetivos no terreno. Os centros estarão localizados na LuxExpo, em Kirchberg, no P&R Howald, na Rotunda de Raemerich, no centro cultural de Junglinster e na Zona de Fridhaff.

Apesar do anúncio da obrigatoriedade de vacinação no Exército poder afastar alguns candidatos, as autoridades esperam um novo aumento de efetivos nos próximos anos, com a abertura de vários novos cargos para funções administrativas, técnicas ou de combate.

Atualmente, os soldados que fazem parte da “Unidade de Disponibilidade Operacional” são obrigados a ter vacinação completa e, desde 1 de janeiro de 2022, quem quiser entrar no Exército é também obrigado a ter vacinação completa.

Convenção coletiva. Luxlait com envelope total de 80 mil euros para trabalhadores com boa avaliação

Os sindicatos OGBL e LCGB e a direção da empresa Luxlait assinaram uma nova convenção coletiva de trabalho. O contrato é válido por mais três anos, com prazo até dezembro de 2024.

Entre as principais alterações, a Luxlait vai garantir um envelope de 80 mil euros a distribuir pelos cerca de 330 trabalhadores com boa avaliação ao final do ano. Já quem trabalha aos sábados vai ter um acréscimo de 10% por cada hora de trabalho nesse dia.

Outra mudança prende-se com os períodos de trabalho fixos e flexíveis, segundo o interesse dos trabalhadores que exercem atividades intelectuais.

Entre outras medidas negociadas, todos os funcionários que fazem trabalhos manuais vão ter um bónus máximo de reconhecimento até 400 euros e um subsídio anual de férias de 300 euros (além do complemento salarial do mês de junho). Estão também previstas medidas como remunerações por trabalho árduo e outras compensações.

Presidente do Parlamento Europeu morre aos 65 anos em hospital italiano

O presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, morreu esta noite aos 65 anos de idade, após mais de duas semanas num hospital em Itália, devido a uma disfunção do seu sistema imunitário.

Sassoli contraiu uma pneumonia em setembro de 2021, que o obrigou a receber tratamento hospitalar em Estrasburgo, França, e, embora tenha recebido alta hospitalar uma semana depois, prosseguiu a recuperação em Itália e esteve mais de dois meses ausente das sessões plenárias do Parlamento, regressando no final do ano.

Na próxima semana, na primeira sessão plenária do ano, o Parlamento Europeu deverá precisamente eleger um presidente da assembleia, algo que já estava previsto a meio da atual legislatura, e não relacionado com o estado de saúde de Sassoli.

Sporting e Leça discutem hoje acesso às “meias” da Taça de Portugal

O jogo entre o campeão Sporting e o ‘tomba gigantes’ Leça, do quarto escalão, abre hoje os quartos de final da Taça de Portugal de futebol, competição já sem Benfica e Sporting de Braga, o detentor do troféu.

O pontapé de saída está marcado para as 21:45. Nos outros três jogos dos quartos de final, o Rio Ave recebe amanhã o Tondela. Na quinta-feira jogam-se ainda o Portimonense-Mafra e o Vizela-Porto.

Redação Latina | Lusa | Foto Gerry Huberty

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O primeiro-ministro Xavier Bettel marcou para dia 19 o debate parlamentar sobre a vacinação obrigatória no Grão-Ducado.
Le 28 décembre 2020, la campagne de vaccination anti-covid luxembourgeoise débutait par l'injection du sérum à deux infirmiers.