Milhares de vagas de emprego. Nunca o Luxemburgo precisou de tanta mão-de-obra
Radio Latina 16 min. 18.10.2022
Atualidade em síntese 18 OUT 2022

Milhares de vagas de emprego. Nunca o Luxemburgo precisou de tanta mão-de-obra

Atualidade em síntese 18 OUT 2022

Milhares de vagas de emprego. Nunca o Luxemburgo precisou de tanta mão-de-obra

Foto:
Radio Latina 16 min. 18.10.2022
Atualidade em síntese 18 OUT 2022

Milhares de vagas de emprego. Nunca o Luxemburgo precisou de tanta mão-de-obra

A falta de trabalhadores é transversal a praticamente todos os setores.

É uma situação sem precedentes no Luxemburgo. As empresas luxemburguesas têm registado este ano números recorde de ofertas de emprego, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (Statec), compilados no relatório “Trabalho e Coesão Social”. Em julho, por exemplo, o número superava as 13.500 vagas.

No espaço de ano, entre o segundo trimestre de 2021 e igual período desde ano, o número total de vagas aumentou 50%. Os postos de trabalho por preencher tinham caído no segundo trimestre de 2020, devido à pandemia da covid-19, mas mais do que duplicaram desde então.

Há cinco setores que somam cerca de dois terços das ofertas de emprego. São eles o ramo das atividades especializadas, científicas e técnicas; o dos serviços administrativos e de apoio; o do ensino e saúde; o das atividades financeiras e de seguros; e o da informática e comunicação.


Niederkorn. Discussão entre vizinhos portugueses acaba em tragédia

O homem que matou duas pessoas na manhã de segunda-feira, em Niederkorn, tem 74 anos e é português. Uma das duas vítimas - o homem do casal assassinado - também é português. O casal - ela com 62 anos e ele, com 54 - vivia na casa ao lado do atirador. 

Os vizinhos tinham uma relação difícil há vários anos, segundo revelou ao jornal Contacto um dos moradores da rua Trévires, onde ocorreram os crimes. Foram disparados quatro tiros por volta das 10 horas. As primeiras equipas de intervenção chegaram poucos minutos depois e montaram um dispositivo de intervenção, com agentes equipados com coletes à prova de balas, capacetes e metralhadoras, que isolaram várias ruas perto da estação de Niederkorn.

"No local, os agentes encontraram os corpos de duas pessoas que tinham sido alvejadas a poucos passos de casa. As vítimas eram uma mulher de 62 anos e o marido de 54 anos", confirmou, mais tarde, através de comunicado, o Ministério Público. Por enquanto, não se conhecem as motivações do suposto atirador. O suspeito foi detido.


Caritas procura com urgência casa para os sem-abrigo

A Caritas está à procura de um novo edifício para acolher os sem-abrigo que dormem no Foyer Ulysse, em Bonnevoie, na capital. O edifício vai fechar durante dois anos para obras de renovação. E a organização já lançou um apelo à população. Qualquer proposta é bem-vinda.

A organização diz ter a sensação de que o Estado e autarquia a deixaram sozinha nesta tarefa que, ao que tudo indica, está a ser complicada.

As futuras instalações têm de ter capacidade para 45 pessoas. A localização ideal seria o centro da cidade, visto que é aí que está a maioria dos sem-abrigo.


Enovos. Risco de penúria em energia mantém-se

“O risco de que haja penúria de gás no mercado ainda subsiste”. Uma afirmação de Claude Simon, responsável pela venda de gás e eletricidade na Enovos, à rádio estatal 100,7.

Segundo este dirigente, em caso de um inverno frio e longo, as reservas atuais poderão não chegar, embora o stock esteja bem cheio. Daí lançar o apelo, para que a população e empresas continuem a poupar energia durante o inverno.

 Embora o governo tenha limitado o aumento do preço do gás a 15% do preço atual e garantido que o preço da eletricidade não vai subir, as pessoas têm de continuar a poupar, frisa Claude Simon, face às incertezas da guerra na Ucrânia e da relação com a Rússia.

Embora os preços da energia estejam a flutuar fortemente, em níveis elevados, a maior empresa de energia do Luxemburgo, diz que atualmente ainda não há a perceção de que os clientes não conseguem pagar as suas faturas.


Há acordo sobre teletrabalho na função pública

O ministro da Função Pública, Marc Hansen, e o presidente da Confederação-Geral da Função Pública (CGFP), Romain Wolf, apresentaram finalmente o acordo em matéria de teletrabalho para os trabalhadores do Estado.

O acordo prevê que o teletrabalho seja voluntário, ou seja não se pode obrigar um funcionário a trabalhar a partir de casa, e tem de haver uma igualdade de tratamento entre a pessoa que trabalha desde casa e aquela que se desloca ao seu local de trabalho. Para além disso, o acordo prevê que cabe a cada administração definir previamente quem pode ‘teletrabalhar’ e quantos dias podem ser pedidos.

O direito à desconexão, a proteção de dados e o dever de confidencialidade são outros elementos inscritos no acordo.


Covid-19. Ministério da Saúde apela à vigilância

Com o inverno a aproximar e as mudanças de temperaturas, há cada vez mais pessoas constipadas, com tosse ou com uma simples dor de garganta.

Ora, estes sintomas de uma constipação banal são os mesmos de uma gripe e de uma infeção por covid-19. Uma situação que leva o Ministério da Saúde a recomendar que as pessoas tomem precauções logo no início dos primeiros sintomas. O objetivo é limitar a propagação do SARS-CoV-2.

Numa publicação nas redes sociais, o ministério relembra que, em caso de um dos sintomas, deve fazer-se um autoteste em casa. Esse é o primeiro passo a dar. Caso não se tenha autotestes, deve-se evitar o contacto com outras pessoas. Quando o contacto interpessoal é inevitável, a recomendação é para o uso da mascara de proteção individual.

As autoridades também recomendam o teletrabalho, em caso de sintomas.


Testou positivo à covid-19? Ministério da Saúde lembra o que fazer

O período de isolamento das pessoas com covid-19 vai baixar e o rastreio de contactos dos infetados vai deixar de existir, mas as autoridades de saúde continuam a recomendar alguns comportamentos a quem testa positivo.

Numa publicação feita nas redes sociais, o Ministério da Saúda lembra que, em caso de teste positivo para a covid-19, as recomendações são as seguintes: proceder a um auto-isolamento, declarar o resultado do teste em covidtracing.lu, informar as pessoas com quem houve um contacto próximo e confirmar o resultado através de um teste PCR.

Para qualquer dúvida relacionada com o coronavírus, a Saúde tem uma linha telefónica ao dispor dos cidadãos. O número é o 247-65533.

Note-se que a nova ‘lei covi’ deverá entrar em vigor em novembro, mantendo-se válida até ao final de março de 2023.


Covid-19. Comissão Consultiva de Direitos Humanos saúda redução do período do isolamento

A Comissão Consultiva de Direitos Humanos (CCDH) saúda a decisão do Governo de reduzir o tempo de isolamento das pessoas infetadas com covid-19, de sete para quatro dias.

No seu parecer sobre a futura “lei covid”, esta comissão defende que o isolamento é uma forma de privar as pessoas da sua liberdade, ou seja interfere nos direitos fundamentais de cada ser humano.

O Governo vai manter a lei covid, embora com normas mínimas, até à primavera. As novas regras deverão entrar em vigor a 1 de novembro, um dia depois de a lei atual expirar, ficando válidas até ao final do mês de março de 2023. Caso haja novas variantes, ou a situação piore durante o inverno, o Governo garante que irá tomar novas medidas, mesmo antes da lei covid caducar.


Vacinação obrigatória para maiores de 50 anos só em “último caso”

As pessoas com mais de 50 anos só serão obrigadas a tomar a vacina contra a covid-19 em “último caso”. É a conclusão do debate realizado ontem, no Parlamento, na sequência de uma petição pública sobre a matéria.

Deputados e ministras da Saúde e da Justiça asseguraram que a vacinação obrigatória deste grupo etário não está prevista. A medida só será implementada em “último recurso”.

A petição pública na origem do debate foi lançada por Jean Marc Graul e recolheu mais de cinco mil assinaturas. Recorde-se que, depois de divulgado o parecer de um grupo de peritos sobre a vacinação obrigatória, em julho, o Governo anunciou a preparação de um ante-projeto de lei sobre a questão, adiantando que o texto só entraria em vigor em caso de agravamento da situação sanitária.


Relatório anual. CNS com mais despesas do que receitas

A Caixa Nacional da Saúde (CNS) terminou o ano de 2021 com um défice de 55,6 milhões de euros. Despesas em alta e menos receitas devido à diminuição da alocação do Estado, são algumas das causas apontadas para este défice.

De acordo com as contas anuais e o balanço de 2021 apresentado pela CNS, as despesas aumentaram 0,9% em comparação com o ano anterior, estabelecendo-se em 3.632 milhões de euros.

Do lado das receitas, a diminuição foi de 0,1%, representando 3.576,3 milhões de euros. Essa diminuição explica-se pelo facto de o Estado ter injetado menos verbas para ajudar a CNS a enfrentar a crise pandémica. A contribuição estatal passando de 1,73 mil milhões de euros, em 2020, para 1,43 mil milhões de euros, em 2021. Isto representa menos 308,3 milhões de euros.

Ainda segundo os números da CNS divulgados em comunicado, no final de 2021 havia 914.642 pessoas afiliadas. Trata-se de um aumento de 2% num ano.


Há cada vez mais pedidos de subsídio de vida cara

Há cada vez mais pedidos de subsídio de vida cara. De acordo com a ministra da Família, Corinne Cahen, no mês passado, o Fundo Nacional de Solidariedade já tinha recebido mais de 33 mil pedidos para o subsídio de vida e cara e para o de energia.

As famílias que recebem o subsídio de vida cara, que foi aumentado no início do ano, recebem automaticamente o subsídio de energia. Este último é uma quantia fixa entre 200 e 400 euros, dependendo da composição do agregado familiar. Tendo em conta a subida dos preços da energia o prazo para pedir estas ajudas foi estendido até dia 31 de outubro. Mais um mês do que o previsto.

As pessoas que não têm direito ao subsídio de vida cara podem, no entanto, requerer o subsídio de energia. Neste caso, o rendimento deve ser até 25% mais elevado do que o rendimento elegível para o subsídio de vida cara. 


Parentalidade deixa de ser sinónimo de interrupção de carreira no setor do ensino

“No futuro, deverá haver mais igualdade entre homens e mulheres no setor do ensino”. Uma afirmação do sindicato da educação da central sindical OGBL, o SEW, após uma reunião com o ministro da Função Pública, Marc Hansen.

Num comunicado, o SEW explica que finalmente vai ser adaptada a lei que gere os critérios de promoção dos professores. De facto, até agora, os docentes que tinham de interromper ou de reduzir a sua atividade profissional devido a uma licença de maternidade ou parental eram prejudicados, uma vez que não acediam ao último grau possível na Função Pública (carreira A), ao mesmo tempo que os colegas que trabalham sem interrupções.

Uma situação que prejudica sobretudo as mulheres, uma vez que são estas que continuam a interromper a sua carreira para educar os filhos. O SEW explica que o ministro da Função Pública comprometeu-se a alterar a lei, e que isso significa um passo importante na igualdade de tratamento nesta profissão.


Parlamento debate prolongamento da licença parental a 9 de novembro

A Câmara dos Deputados discute no próximo mês o prolongamento da licença parental de seis para nove meses. A sessão está marcada para 9 de novembro, às 10h30.

O debate público acontece na sequência de uma petição pública sobre a matéria, que recolheu 4.814 assinaturas.

A petição foi lançada por Michèle Senninger que argumenta que, com um prolongamento da licença parental, os pais teriam a possibilidade de ficar com os filhos em casa até estes completarem um ano de idade, facilitando a amamentação e a conjugação da vida familiar com o trabalho.


Nova embaixadora de Cabo Verde presente no Dia da Cultura e das Comunidades em Ettelbruck 

O Dia Nacional da Cultura e das Comunidades é assinalado esta terça-feira, 18 de outubro. Durante uma semana, até 26 de outubro, vão ser organizados vários eventos pelo Governo de Cabo Verde, a começar com a conferência internacional online “Diáspora Cabo-verdiana, Migrações e Desenvolvimento”, que iniciou ao meio-dia de hoje.

No Luxemburgo, a Federação das Associações Cabo-verdianas organiza um sarau cultural, alusivo à data, em parceria com os Veteranos do Norte, na sexta-feira, a partir das 18h, na sede desta associação (rue de la Coline, n° 26), em Ettelbruck.

A nova embaixadora de Cabo Verde no Luxemburgo, Edna Marta, vai estar presente neste evento, junto da comunidade cabo-verdiana. 


Próximas épocas de saldos já têm data marcada

As próximas épocas de saldos já têm data marcada. De acordo com a Confederação Luxemburguesa do Comércio (CLC), os saldos de inverno arrancam a 2 de janeiro de 2023 e terminam a 28 do mesmo mês. No verão, o período de descontos começa a 24 de junho e encerra a 22 de julho.

Na mesma nota, a CLC adianta que no próximo ano o domingo do tradicional “Fréijoersshopping”, que assinala o início da primavera, deverá calhar no domingo 26 de março, dia em que as lojas deverão então poder abrir as portas. O “Domingo dos Casacos”, por seu lado, está agendado para 22 de outubro.

A CLC faz também saber que já fez o pedido para que as lojas possam abrir até às 19h nestas datas e nos domingos dos saldos.

Bruxelas propõe novas medidas para UE enfrentar altos preços de energia e ruturas

A Comissão Europeia apresenta hoje um novo pacote de medidas para enfrentar os elevados preços da energia e eventuais ruturas no fornecimento de gás à União Europeia este inverno.

Segundo o rascunho das propostas citado pela agência Lusa, será proposta a criação de instrumentos legais para compras conjuntas de gás pelo bloco, mas que só deverá avançar na primavera de 2023.

Outra medida será a imposição de regras de solidariedade na União para disponibilizar gás a todos os Estados-membros em caso de emergência, assegurando que os países acedam às reservas de outros.


Colisão de caça com edifício na Rússia causou 13 mortos

Pelo menos 13 pessoas morreram, incluindo três crianças, após um avião militar russo ter caído num prédio na cidade de Yeisk, nas margens do mar Azov, perto da Ucrânia.

Num novo balanço do incidente, ocorrido na segunda-feira, a Sede de Operações de Emergência da região de Krasnodar referiu ainda que 19 pessoas ficaram feridas e que já terminaram as operações de busca e salvamento.

O Ministério da Defesa da Rússia havia informado que a causa do acidente foi a falha de um dos motores da aeronave.


Exumados mais de 600 corpos de civis em Kharkiv

As autoridades ucranianas já exumaram mais de 600 corpos de civis na região de Kharkiv, no nordeste do país, após a retirada das tropas russas.

De acordo com o ministro do Interior do país, não foi possível identificar todos os corpos de imediato. A identificação dos corpos é feita através de análise de DNA, que deve ser realizada em laboratórios especiais.

O líder da Administração Interna ucraniana alertou ainda que “qualquer território ocupado significa dezenas de civis torturados”, dizendo que é isso que o país “enfrenta todos os dias”.


Futebol. Miguel Correia abandona Fola d'Esch

Miguel Correia já não é treinador do Fola d'Esch, atual último classificado da Liga BGL de futebol, com 7 pontos em nove jornadas.

O clube publicou na sua rede social Facebook que "o Fola confirma a rescisão de contrato de comum acordo com o seu treinador principal Miguel Correia".

O clube de Esch agradece ainda os sete anos de serviço do técnico de origem portuguesa. O sucessor não foi ainda anunciado.

Esta é a terceira chicotada psicológica na Liga BGL, nos últimos três dias, depois de Henri Bossi ter saído da Jeunesse e de Pedro Resende ter abandonado o Differdange.


Mundial2022. Não vai haver ecrãs gigantes na Cidade do Luxemburgo

O campeonato mundial de futebol no Catar tem gerado várias polémicas, motivadas por questões sociais e ambientais.

À imagem do que já foi anunciado noutras cidades europeias, também a Cidade do Luxemburgo decidiu não instalar ecrãs gigantes para a visualização dos jogos na praça pública.

Falta cerca de um mês para o início da fase final do Mundial2022 no Catar. Arranca no dia 21 de novembro para terminar em 18 de dezembro.

Portugal está no grupo H e tem Uruguai, Coreia do Sul, de Paulo Bento, e Gana como adversários.


Bola de Ouro. Cristiano Ronaldo já não é o melhor português da lista

Cristiano Ronaldo ficou em 20.ª lugar na edição 2021/22 da Bola de Ouro da France Football, perdendo, para Rafael Leão, 14.º, o estatuto de melhor futebolista português na tabela, que ostentava desde 2007.

Desde que foi nomeado, o atual jogador do Manchester United, de 37 anos, tinha precisamente um 20.º posto como pior classificação, em 2005.

A Bola de Ouro para o melhor futebolista da época foi atribuída pela primeira vez ao avançado francês Karim Benzema.


Preço da gasolina 98 baixa e o do gasóleo aumenta

Mudanças nos preços dos combustíveis. O preço da gasolina 98 vai descer a partir da meia noite e o do gasóleo vai subir.

A gasolina 98 octanas vai baixar 9,6 cêntimos e vai passar a custar 1,958 euros por litro.

No sentido contrário, o gasóleo vai aumentar 3,6 cêntimos e vai passar a ser vendido a 2,074 euros por litro. 

Redação Latina | LUSA |Foto: Guy Wolff


Notícias relacionadas

In seiner Erklärung zur Lage des Landes betont Premier Xavier Bettel (DP) immerzu, dass seine Regierung Verantwortung übernommen hat - und weiter übernimmt, um den Krisen zu trotzen.
ARCHIV - 24.01.2020, Baden-Württemberg, Sinsheim: Ein Lehrer unterrichtet in einem Klassenzimmer der Kraichgau-Realschule.     (zu dpa «Rund 4000 Lehrer im Südwesten werden über die Sommerferien arbeitslos») Foto: Marijan Murat/dpa +++ dpa-Bildfunk +++