"Megxit". As reações ao anúncio da saída dos Duques de Sussex
Radio Latina 2 min. 09.01.2020

"Megxit". As reações ao anúncio da saída dos Duques de Sussex

"Megxit". As reações ao anúncio da saída dos Duques de Sussex

Gareth Fuller/PA Wire/dpa
Radio Latina 2 min. 09.01.2020

"Megxit". As reações ao anúncio da saída dos Duques de Sussex

O príncipe Harry e Meghan Markle deixaram de ser "membros sénior" da família real e pretendem viver na América do Norte. A internet não perdoa a "saída" do casal e as respostas não se fizeram esperar.

Na quarta-feira, 8, os duques de Sussex anunciaram o afastamento da família real britânica após "muitos meses de reflexão e discussão interna".  

"Escolhemos fazer este ano uma transição e começar progressivamente um novo papel desta instituição. Temos o objetivo de nos afastarmos como ‘membros seniores’ da família real e começar a trabalhar sermos financeiramente independentes, enquanto continuamos a apoiar completamente a Sua Majestade", esclarecem no comunicado que é destaque na imprensa de todo o mundo. 

Ver esta publicação no Instagram

“After many months of reflection and internal discussions, we have chosen to make a transition this year in starting to carve out a progressive new role within this institution. We intend to step back as ‘senior’ members of the Royal Family and work to become financially independent, while continuing to fully support Her Majesty The Queen. It is with your encouragement, particularly over the last few years, that we feel prepared to make this adjustment. We now plan to balance our time between the United Kingdom and North America, continuing to honour our duty to The Queen, the Commonwealth, and our patronages. This geographic balance will enable us to raise our son with an appreciation for the royal tradition into which he was born, while also providing our family with the space to focus on the next chapter, including the launch of our new charitable entity. We look forward to sharing the full details of this exciting next step in due course, as we continue to collaborate with Her Majesty The Queen, The Prince of Wales, The Duke of Cambridge and all relevant parties. Until then, please accept our deepest thanks for your continued support.” - The Duke and Duchess of Sussex For more information, please visit sussexroyal.com (link in bio) Image © PA

Uma publicação partilhada por The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) a

"Assuntos complicados"

Segundo a Sky News, fonte oficial do Palácio de Buckingham revelou que “as discussões com o duque e a duquesa de Sussex estão numa fase inicial. Compreendemos o desejo deles de assumirem uma abordagem diferente, mas estes são assuntos complicados e vão demorar a ser trabalhados”.  

Pa/PA Wire/dpa

A imprensa dá destaque ao anúncio e às reações da família real. Para o jornal o The Sun, Carlos, o pai de Harry, ficou “incandescente com a raiva” ao saber da decisão do casal. O The Daily Mirror garante que a rainha Isabel II não foi avisada de antemão e soube do assunto pela televisão.  

Já o New York Post criou, em jeito de paródia, o que seria uma vida "comum" para Meghan e Harry.

 O programa norte-americano The Daily Show não resistiu à brincadeira e "oferece emprego" ao casal. Entre os requisitos, os candidatos têm de ser "muito bons em acenar" ou "ter ido a casamento que envolveram espadas". 

O apresentador Piers Morgan não encarou de ânimo leve a decisão. Morgan, que sempre foi um crítico de Meghan, 'culpa-a' da decisão. "As pessoas dizem que sou muito crítico em relação a Meghan Markle - mas ela abandonou sua família, abandonou seu pai, abandonou a maioria de seus velhos amigos, separou Harry de William e agora separou-o da Família Real. Tenho dito". 

As redes sociais encheram-se de opiniões sobre o caso e chegaram até a comentar o "mau timing" dos duques de Sussex, tendo em conta a tensão EUA e Irão, que pode levar a uma guerra mundial. 

A série "The Crown", sobre a família real não foi esquecida pelos internautas, que sugeram já o possível guião de uma temporada. 

Existe também quem acredite que não tenha sido uma decisão do casal. Um dos utilizadores do Twitter escreve: "Se eu me tornar pai e tiver um filho que não se encaixar na família, quero o poder de exilá-lo noutro país, como o Príncipe Charles acabou de fazer."




Notícias relacionadas