Meghan é vítima das "mesmas forças poderosas" que perseguiram Diana
Radio Latina 2 3 min. 02.10.2019 Do nosso arquivo online

Meghan é vítima das "mesmas forças poderosas" que perseguiram Diana

Meghan é vítima das "mesmas forças poderosas" que perseguiram Diana

Radio Latina 2 3 min. 02.10.2019 Do nosso arquivo online

Meghan é vítima das "mesmas forças poderosas" que perseguiram Diana

"Perdi a minha mãe e agora vejo a minha mulher" a ser um alvo igual, disse o príncipe Harry que teme que a história se repita.

As notícias de que Meghan Markle tem sido alvo nos últimos meses, por parte de alguns tablóides britânicos, levaram a que o marido da ex-atriz, o príncipe Harry, comparasse a situação à que a sua mãe, a princesa Diana, viveu às mãos da imprensa, há mais de 20 anos.

"Perdi a minha mãe e agora vejo a minha mulher a ser vítima das mesmas forças poderosas", referiu, num comunicado publicado esta terça-feira, um de outubro, no site oficial dos Duques de Sussex.

O medo de Harry

Num texto emotivo, onde crítica a imprensa sensacionalista do Reino Unido e a acusa de bullying e de "destruir pessoas e vidas", Harry manifesta receio que a história se repita e que a pressão de que a sua mãe foi alvo, até à sua morte, possa afetar a mulher de forma semelhante. 

"Vi o que o que acontece quando alguém que amo é encarado como uma marca ao ponto de deixar de ser tratado e visto como uma pessoa real".

Processo por difamação

O príncipe confirma, na mesma publicação, que está em curso um processo judicial, pelos advogados de Meghan, contra aqueles que a difamaram. 

Ver esta publicação no Instagram

More images from Heritage Day in Bo Kaap. As part of their visit, Their Royal Highnesses visited the Auwal Mosque – the first and oldest Mosque in South Africa. Standing as a symbol of the freedom of former slaves to worship, the Mosque hosts events with Muslim, Christian and Jewish young leaders, and encourages friendship and understanding between South Africa's varied communities. The Duke and Duchess also got to view the first known manuscript of the Qu’ran in Africa, drafted by Tuan Guru from memory, whilst he was imprisoned on Robben Island. ••• Heritage Day celebrated the great diversity of cultures, beliefs and traditions that make up the rainbow nation. Bo Kaap streets filled with colour and music while Their Royal Highnesses were welcomed to one of the most vibrant neighbourhoods in Cape Town. The area has seen inter-community tension rise over the last few years, yet days like today show how faith, traditions, food and music bring people together, and celebrate the things that unite each and every one of us. #RoyalVisitSouthAfrica • Photo ©️ Shutterstock / PA images

Uma publicação partilhada por The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) a


O jornal visado, segundo diversos media internacionais, é o 'Mail on Sunday' - e o grupo a que pertence, o Associated Newspapers - que terá publicado, "ilegalmente", uma carta privada da duquesa, ao seu pai, e editado partes da mesma, distorcendo o contexto.

"Esta ação legal, em particular, debruça-se num incidente, inserido num longo e perturbador padrão da imprensa tablóide britânica. Os conteúdos de uma carta privada foram publicados ilegalmente e de uma maneira intencionalmente destrutiva para manipular os leitores (...). A acrescentar à publicação ilegal de um documento privado, eles induziram em erro, propositadamente, o leitor, ao omitirem estrategicamente parágrafos, frases especificas e até palavras, de forma a mascararem as mentiras que difundiram durante mais de um ano", escreve o príncipe e duque de Sussex, estendendo as suas críticas a todos os meios do género.

Príncipe acusa tablóides

Harry acusa os tablóides de terem feito uma "campanha brutal que escalou no último ano", durante a gravidez de Meghan e nos primeiros meses de vida do filho do casal, confessando que foi "doloroso" para os dois assistir a tudo sem reagir oficialmente.

"Eles também conseguiram criar mentiras atrás de mentiras às custas de Meghan por ela estar ausente [dos compromissos públicos] devido à licença de maternidade", criticou, acrescentando: "Ela é a mesma mulher que era há um ano, no nosso casamento, da mesma forma que é a mesma mulher que viram nesta tour em África".

A visita a África

O casal escolheu África para a sua primeira visita oficial, depois do nascimento do filho, Archie. Angola foi um dos países visitados, onde Harry percorreu os passos da mãe

O  príncipe esteve, na sexta-feira, 27 de setembro, no mesmo campo de minas terrestres que a princesa visitou em 1997, altura em que o país vivia ainda a guerra civil e em que as minas deixavam um rasto de morte e mutilação devastador.

Entretanto, a BBC revela, citando um porta-voz do Mail on Sunday, que o jornal mantém a versão que publicou e que irá a tribunal defendê-lo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Meghan Markle recebe apoio do parlamento inglês

Radio Latina por Ana Patrícia CARDOSO 2 min. 30.10.2019
Britain's Prince Harry (R) and his US fiancee Meghan Markle arrive to attend a service of commemoration and thanksgiving to mark Anzac Day in Westminster Abbey in London on April 25, 2018.
Anzac Day marks the anniversary of the first major military action fought by Australian and New Zealand forces during the First World War. The Australian and New Zealand Army Corps (ANZAC) landed at Gallipoli in Turkey during World War I. / AFP PHOTO / Adrian DENNIS