Seguro 'habitação' normal não cobre danos de inundação. É preciso um complemento
Radio Latina 29.07.2021
Mau tempo

Seguro 'habitação' normal não cobre danos de inundação. É preciso um complemento

Família em VIanden, uma das cidades mais afetadas pelas inundações de 14 e 15 de julho.
Mau tempo

Seguro 'habitação' normal não cobre danos de inundação. É preciso um complemento

Família em VIanden, uma das cidades mais afetadas pelas inundações de 14 e 15 de julho.
Foto: Gerry Huberty
Radio Latina 29.07.2021
Mau tempo

Seguro 'habitação' normal não cobre danos de inundação. É preciso um complemento

As inundações de 14 e 15 de julho no Grão-Ducado foram as piores na história do país e a catástrofe mais cara para as seguradoras. Danos ascendem aos 120 milhões de euros.

As famílias impactadas pelas inundações dos dias 14 e 15 de julho só terão cobertura dos danos causados pelas inundações se tiverem optado por um seguro complementar ao habitual seguro de habitação. 

A informação foi confirmada à Rádio Latina pela responsável de comunicação da Associação das Companhias de Seguros (ACA), Sarah Lentini e deve-se a uma alteração nas regras desde 2017. "Desde janeiro de 2017, as seguradoras luxemburguesas oferecem a cobertura opcional de 'inundação', que é uma extensão da garantia no âmbito do seguro contra incêndio/habitação".

Mesmo o seguro com a menção 'danos e fugas de água' não cobre os estragos causados pelas inundações. Segundo Sarah Lentini, este seguro inclui apenas fugas e derramamentos a partir de canos de água no interior do edifício ou infiltrações acidentais através do telhado, provenientes da chuva ou neve derretida.

No que respeita aos veículos, a responsável refere que o seguro 'danos materiais no veículo' (conhecido como Casco) cobre os danos causados pelas inundações. O valor da viatura que o proprietário poderá receber depende, no entanto, das condições contratuais deste tipo de seguro, que variam segundo a companhia.

O valor total será reembolsado ao proprietário caso esteja no contrato e na condição de o veículo avariado ter sido avaliado por um especialista como "economicamente irreparável".


Vianden
Inundações. 120 milhões de euros, a catástrofe mais cara da história dos seguros luxemburgueses
As primeiras estimativas apontavam para prejuízos no valor de 50 milhões de euros.

Ainda sobre os danos causados por deslizamentos de terra, Sarah Lentini esclarece que a cobertura de "inundação" também cobre os danos causados aos objetos segurados por um deslizamento de terra após as chuvas, que poderá ser um veículo por exemplo.

O balanço mais recente dos danos das intempéries de 14 e 15 de julho pela ACA mantém-se nos 120 milhões de euros. Há 6.000 casos relacionados com danos em habitações e mil veículos que deixaram de funcionar.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Vianden
Rosport