Mathilde (7 anos) feliz por regressar à escola mas com medo que haja mais infeções
Radio Latina 25.05.2020

Mathilde (7 anos) feliz por regressar à escola mas com medo que haja mais infeções

Mathilde (7 anos) feliz por regressar à escola mas com medo que haja mais infeções

AFP
Radio Latina 25.05.2020

Mathilde (7 anos) feliz por regressar à escola mas com medo que haja mais infeções

Milhares de crianças regressam hoje à escola no ensino fundamental.

Milhares de crianças regressam hoje à escola no ensino fundamental. As várias petições públicas que reivindicavam o encerramento dos estabelecimentos de ensino até ao mês de setembro não surtiram efeito e os alunos do ensino pré-escolar e primária voltam hoje a sentar-se na sala de aula.

No entanto, esse será o caso de apenas metade dos alunos do fundamental, uma vez que, com a divisão das turmas em dois grupos, a outra metade só regressa na quarta-feira. As crianças que voltam hoje e amanhã à escola ficarão depois em casa ou irão para as estruturas de acolhimento extracurricular.

Mathilde, de sete anos, é uma das crianças que regressa esta manhã à sua escola, no norte do país. Nas vésperas do regresso, confessou à Rádio Latina estar feliz com o reinício das aulas, sobretudo por sentir falta das amigas e da professora.

Com apenas sete anos, Mathilde tem consciência do perigo de uma segunda vaga de contágios. E este é o seu maior medo: que a escola volte a ter de fechar.

Precisamente para que haja o menor risco possível de propagação do coronavírus na escola, a aluna não se importa que a turma tenha sido dividida em dois grupos, mas confessa que vai sentir falta das amigas que ficaram no outro grupo e com quem já não brinca há muito tempo.

Mathilde aprendeu bem a lição antes de voltar à escola. O distanciamento social, o uso da máscara e as medidas de higiene vão fazer parte do seu dia-a-dia e da sua nova realidade, pelo menos durante a reta final deste ano letivo.

Depois de mais de dois meses de ensino à distância, Mathilde confessou ter gostado de estar em casa com a família, embora tivesse de estudar. Mas é com uma enorme alegria que regressa à escola, até porque, as saudades das amigas falam mais alto.

E são milhares as crianças que, como Mathilde, regressam hoje à escola. Uma escola diferente daquela que deixaram no mês de março.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

L'école internationale de Differdange débarque à Esch dès 2017/2018