Nova demissão no hospital do norte
Radio Latina 10 min. 11.10.2022
Atualidade em síntese 11 OUT 2022

Nova demissão no hospital do norte

Atualidade em síntese 11 OUT 2022

Nova demissão no hospital do norte

Radio Latina 10 min. 11.10.2022
Atualidade em síntese 11 OUT 2022

Nova demissão no hospital do norte

A vaga de demissões no Centro Hospitalar do Norte (CHdN) parece não ter fim.

O diretor médico-hospitalar, Robert Thill-Heusbourg, informou ontem que se demitia do cargo de diretor por razões pessoais. A informação é avançada pelo conselho de administração do hospital. O médico vai continuar a exercer enquanto neurologista no ChdN mas abandona o cargo de diretor.

No início deste mês, seis cardiologistas apresentaram demissão do hospital do norte, alegando que as condições para assegurar um serviço de qualidade não estavam reunidas.

A situação no CHdN vem uma vez mais confirmar a falta de médicos no país e particularmente no norte que tem sido mais afetado.


Ministra da Saúde apoia “lista negra” de pacientes do CHL

Face à polémica da existência de uma “lista negra” de pacientes no Centro Hospitalar do Luxemburgo (CHL), a ministra da Saúde, Paulette Lenert, diz que a medida é uma “proteção dos profissionais de saúde” e não uma sanção para os doentes.

Desde o mês passado que é de conhecimento público que há uma lista de cerca de uma dezena de pessoas que não podem entrar livremente no estabelecimento hospitalar por terem “ameaçado ou agredido verbal ou fisicamente o pessoal do CHL”. Os incidentes terão acontecido sobretudo no serviço de urgências.

Paulette Lenert diz agora, em resposta parlamentar, tal como já tinha sido defendido pela direção do CHL, que se trata de uma medida para proteger os profissionais de saúde de agressões físicas e verbais graves, e que essa lista é exclusiva daquele hospital.

A ministra garante ainda que não pode haver confusão nos pacientes abrangidos por esta medida até porque as pessoas são identificadas através do seu número de segurança social e não pelo nome.


Luxemburgo recomenda vacina contra ‘pneumococo’

A Direção da Saúde recomenda a vacinação contra doenças provocadas pela bactéria pneumococo (conhecida cientificamente como Streptococcus pneumoniae). A recomendação é emitida pelo Conselho Superior das Doenças Infecciosas e destinada às pessoas com mais de 65 anos e a todos os doentes crónicos de maioridade e considerados de alto risco.

Há longos anos que este fármaco integra o programa nacional de vacinação dos bebés, mas agora o Conselho Superior de Doenças Infecciosas do Luxemburgo entende que deve alargar a recomendação a outras faixas etárias. A razão prende-se com o facto de a bactéria se ter tornado ainda mais resistente aos antibióticos.

A bactéria pneumococo pode causar meningite, septicemia, pneumonia e diversas outras infeções com elevado grau de gravidade.


Governo apela à vacinação para travar ressurgimento de poliomielite

O governo luxemburguês apelou à toma das "vacinas básicas e de reforço" para travar o ressurgimento da doença infecciosa da poliomielite, que no início deste ano voltou a aparecer em países como os Estados Unidos, Reino Unido e Israel.

O Ministério da Saúde lembra à população que é importante realizar todas as vacinas básicas e de reforço, tanto em bebés e crianças pequenas como em adultos.

De acordo com a informação do mesmo comunicado, a poliomielite é uma doença viral contagiosa que afeta principalmente crianças pequenas, até aos 5 anos de idade. Esta doença ataca o sistema nervoso e pode paralisar os músculos, podendo causar a morte ou paralisia permanente.


Bullying. Como procedem as escolas?

No âmbito do caso de um aluno português vítima de bullying numa escola do norte do país, que divulgámos esta segunda-feira, a Rádio Latina pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

Escusando-se a revelar qualquer detalhe sobre o caso, por razões de confidencialidade, Marc Schreiner, da Direção do Ensino Fundamental da Região de Wiltz, explicou qual a forma de proceder das escolas perante um problema de bullying. Saiba quais os passos a seguir aqui.


Cerca de 50 restaurantes com água da torneira nas ementas

É um projeto-piloto lançado pela Horesca. Cerca de 50 restaurantes um pouco por todo o país vão propor nas suas ementas água da torneira, grátis. O objetivo é perceber se esta é uma opção que interessa aos clientes, segundo notícia avançada pela RTL.

O projeto-piloto lançado pela Horesca vai então servir para determinar o sucesso da iniciativa. Mesmo assim, no futuro, a decisão de oferecer ou não água da torneira deverá caber a cada restaurante. É pelo menos essa a posição atual da federação que representa hotéis, restaurantes e cafés, contactada pelo canal luxemburguês.

A oferta de água da torneira em restaurantes esteve no centro de uma petição pública, em 2019. Os apoiantes da iniciativa reivindicavam mesmo que o Governo legislasse sobre a matéria, algo que o ministro das Classes Médias e Turismo julga ser desnecessário.


Maioria dos empregos luxemburgueses pode ser efetuada à distância

É a taxa mais elevada da Europa. No Luxemburgo, 57% dos empregos podem ser efetuados à distância, de acordo com dados compilados pelo Conselho Económico e Social.

A percentagem elevada explica-se, em grande parte, pela “estrutura económica do Grão-Ducado, fortemente concentrada nos serviços e mais especificamente nos serviços financeiros”.

No outro extremo desta comparação europeia está a Roménia, onde apenas um em cada quatro trabalhadores pode potencialmente trabalhar de forma remota. No seu parecer, o CES refere que no pico da pandemia, o teletrabalho chegou aos 52%.


Ano parlamentar marcado por várias crises

A pandemia e a agressão da Rússia à Ucrânia marcaram o ano parlamentar que terminou esta segunda-feira. “No entanto, a Câmara dos Deputados reagiu bem aos desafios”. Uma afirmação do presidente do Parlamento, Fernand Etgen, numa conferência de imprensa que encerrou os trabalhos parlamentares.

O regresso da guerra em solo europeu marcou a atualidade no Parlamento, frisou Fernand Etgen, que culminou com a intervenção por vídeo do Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, em declaração aos deputados luxemburgueses. Etgen sublinhou que “a bandeira ucraniana vai continuar a ser hasteada na Câmara dos Deputados”.

Durante todo o ano parlamentar, os deputados estiveram 300 horas em plenário, onde debateram e votaram projetos de lei importantes para os residentes do Luxemburgo. No total, foram entregues 165 projetos de lei. Houve ainda 72 sessões públicas. Os deputados recorreram às questões parlamentares por escrito para interrogar o Governo sobre os mais variados temas. Ao todo foram colocadas 1.877 questões parlamentares.


Xavier Bettel faz discurso sobre o Estado da Nação esta terça-feira

Semana de rentrée parlamentar e discurso sobre o Estado da Nação. Xavier Bettel fala hoje ao país, num discurso que deverá ser marcado pela guerra na Ucrânia e pela elevada inflação.

Na quarta-feira, a ministra das Finanças, Yuriko Backes, entrega no Parlamento o projeto de lei sobre o Orçamento do Estado para 2023.

Nesta semana, destaque também para a entrada em funções de Elisabeth Margue, a nova deputada do CSV, que vai substituir Viviane Reding no cargo.


Luxemburgo junta-se à Áustria contra o rótulo "verde" para gás e energia nuclear

O Luxemburgo vai avançar para o Tribunal de Justiça da União Europeia contra a classificação "verde" do gás e da energia nuclear, aprovada pelo bloco comunitário.

O regulamento europeu que inclui a energia nuclear e o gás natural na "taxonomia verde" foi publicado em julho e vai entrar em vigor a 1 de janeiro de 2023.

Tal como a Áustria, que apresentou recurso no passado dia 7 e outubro, o Governo do Luxemburgo cumpriu a sua ameaça e anunciou esta segunda-feira que vai juntar-se à reclamação austríaca.

A nova classificação europeia de investimentos considerados supostamente "sustentáveis" inclui usinas nucleares com permissão de construção antes de 2045 e usinas a gás que emitem menos de 270 gramas de CO2 por quilowatt-hora até 2031 ou menos de 100 gramas ao longo da sua vida útil.


Supremo britânico analisa pedido de Escócia para novo referendo à independência

O Tribunal Supremo de Justiça britânico vai começar hoje a escutar a argumentação sobre se o governo autónomo da Escócia pode realizar um referendo à independência sem o consentimento do executivo britânico.

As audiências realizam-se entre hoje e quarta-feira e o resultado deverá ser conhecido até ao final do ano.

O Governo britânico recusou até agora autorizar uma repetição da consulta realizada em 2014, quando 55% dos eleitores rejeitaram a independência.

O executivo de Londres argumenta que as questões de soberania estão reservadas ao parlamento de Westminster, em Londres, de acordo com a Lei da autonomia da Escócia de 1998.


Zelensky garante que ataques russos não “intimidarão” ucranianos

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, assegurou que o seu país não ficará “intimidado” pelo bombardeamento maciço das forças russas a várias cidades da Ucrânia, que atingiram importantes infraestruturas de energia e causaram pelo menos 11 mortos.

O governante frisou que atualmente as forças de Moscovo não se podem opor às ucranianas no campo de batalha e que, por isso, recorrem “a este terror”. Zelensky explicou ainda que o trabalho de restauração está em andamento em todo o país, garantindo que as autoridades ucranianas irão restaurar “tudo o que foi danificado” pelo ataque de ontem.

A Rússia realizou estas iniciativas militares dois dias depois de um ataque numa ponte que liga a Crimeia à Rússia, pelo qual Moscovo acusa Kiev. A ponte é vista como um símbolo da anexação da Crimeia pela Rússia, em 2014, e, apesar dos danos sofridos no sábado, parte da infraestrutura continua a ser usada.


Aplicação móvel da Post Finance disponível em português

A aplicação móvel do serviço bancário do grupo Post Luxembourg, a “Eboo”, está agora disponível em língua portuguesa.

O anúncio foi feito pelo grupo, que frisa que a ferramenta fica assim disponível em cinco línguas: luxemburguês, francês, inglês, alemão e português.

Além disso, as ofertas da Post Finance estão descritas em 14 línguas e as agências e call-centers são multilingues, aspeto que, segundo a empresa, “favorece a inclusão financeira e visa uma simplificação e uma transparência máximas para os clientes particulares e profissionais”.

O grupo lembra também que através da aplicação móvel “Eboo” os clientes podem fazer transferências gratuitas. Podem também levantar dinheiro em qualquer multibanco sem terem de pagar taxas adicionais, seja no Luxemburgo ou no estrangeiro.


Portugal joga a 26 de março no Luxemburgo

A seleção portuguesa de futebol vai jogar no Luxemburgo no dia 26 de março, pelas 20:45, de acordo com o calendário definido para o Grupo J de apuramento para o Europeu de 2024.

Já em solo português, o jogo com os “leões vermelhos” está agendado para 11 de setembro.

Para conquistar um lugar na fase final do Euro2024, que se realiza na Alemanha, de 14 de junho a 14 de julho, é preciso ficar nos dois primeiros lugares do Grupo J.


Gasóleo vai aumentar mais de 11 cêntimos

O gasóleo vai ficar mais caro a partir da meia-noite.

Este combustível vai aumentar 11,3 cêntimos e vai passar a ser vendido a 2,083 euros por litro.     

Redação Latina | LUSA |Foto: Nico Muller/Arquivo LW

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

ARCHIV - 24.01.2020, Baden-Württemberg, Sinsheim: Ein Lehrer unterrichtet in einem Klassenzimmer der Kraichgau-Realschule.     (zu dpa «Rund 4000 Lehrer im Südwesten werden über die Sommerferien arbeitslos») Foto: Marijan Murat/dpa +++ dpa-Bildfunk +++