Luxemburgo. Portugueses são os que mais se sentem discriminados no trabalho
Radio Latina 14 min. 24.10.2022
Atualidade em síntese 24 OUT 2022

Luxemburgo. Portugueses são os que mais se sentem discriminados no trabalho

Atualidade em síntese 24 OUT 2022

Luxemburgo. Portugueses são os que mais se sentem discriminados no trabalho

Radio Latina 14 min. 24.10.2022
Atualidade em síntese 24 OUT 2022

Luxemburgo. Portugueses são os que mais se sentem discriminados no trabalho

Cerca de 15% dos trabalhadores, imigrantes ou não, sentem-se discriminados no trabalho, mais precisamente “nos contactos com colegas e/ou clientes”.

Em termos de nacionalidades, os residentes que mais se queixam do problema são os portugueses, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (Statec)

Segundo o relatório ‘Trabalho e Coesão Social’, os residentes de nacionalidade portuguesa, as mulheres e as pessoas sem curso superior são quem mais se sente afetado pelo problema.

O Statec avança que “os motivos avançados com mais frequência pelos discriminados estão ligados à origem estrangeira”.


Portugueses são os mais pobres do Luxemburgo

Os portugueses são a nacionalidade mais afetada pela pobreza no Luxemburgo. Cerca de 30% dos imigrantes portugueses têm um rendimento que não chega para suportar as despesas até ao final do mês.

Numa entrevista ao jornal Contacto, Guillaume Osier, do Instituto Nacional de Estatística (Statec), explica que os portugueses estão mais expostos ao risco de pobreza porque se “encontram nos setores da construção, saúde, serviços de apoio às pessoas, que têm uma remuneração menor que outros setores”.

Mas os portugueses não são os únicos nesta situação. Os indicadores permitem concluir que "a taxa de risco de pobreza para os estrangeiros é muito superior à dos luxemburgueses". Globalmente, 19,2% da população do país está em risco de pobreza.


Cantina social deverá abrir meados de novembro em Ettelbruck

A associação Stëmm vun der Stross ( A Voz da Rua, em português) vai abrir um novo restaurante social em Ettelbruck. Presente atualmente no centro (Cidade do Luxemburgo) e sul (Esch-sur-Alzette), a ideia de se instalar no norte do país já existia há vários anos.

Entre as ajudas oferecidas pela Stëmm vun der Strooss às pessoas mais vulneráveis estão o acesso a um restaurante social, a possibilidade de tomar duches e mudar de roupa, apoio na procura de emprego e realojamento ou consultas médicas gratuitas, além do auxílio na reintegração social e profissional daqueles que procuram associação.

Em comunicado, a organização informa que com o apoio do Ministério da Saúde, da cidade de Ettelbruck e de vários doadores, esse projeto vai finalmente ver a luz do dia. As instalações situam-se no número 47 da rua Prince Henri, perto da gare de Ettelbruck, e poderá servir uma trintena de pessoas ao mesmo tempo.


A indexação é de 2,5%, mas o aumento líquido não”, alerta OGBL

Alerta da OGBL. A indexação salarial é de 2,5%, mas o aumento líquido não.

O mecanismo de adaptação dos salários e pensões à inflação estipula um aumento de 2,5% quando o ‘index’ é acionado, mas, na prática, o aumento líquido não chega a 2,5%. Em causa está a tabela fiscal que não é adaptada à inflação, como explicou à Rádio Latina, Frédéric Krier, da OGBL.

Os salários e pensões são adaptados à inflação, mas os impostos não. Krier lembra que nem sempre foi assim e que a última vez que a tabela fiscal foi adaptada foi em 2017. Note-se que a próxima indexação dos salários e pensões está prevista para o início do próximo ano. É esperada uma tranche em fevereiro e uma em abril.


Transfronteiriços franceses poderão vir a ter 50 dias de teletrabalho por ano

Depois de a Bélgica ter aprovado 34 dias de teletrabalho por ano para os transfronteiriços, o acordo alcançado entre o Luxemburgo e a França vai permitir o mesmo cenário a partir de 1 de janeiro de 2023. Ou seja, os transfronteiriços residentes em França vão ter mais cinco dias.

No entanto, o Parlamento francês votou recentemente um novo projeto de lei que poderá alargar esse limite até 50 dias a partir de 2023, sem pôr em causa os impostos e a segurança social.

Esta possibilidade irá abrir novas negociações com o Luxemburgo.

Numa primeira reação a este cenário, o sindicato luxemburguês do setor Financeiro, ALEBA, refere num comunicado que defende "um desenvolvimento mais eficiente, para responder à realidade no terreno" e ao mesmo tempo uma "harmonização europeia dos aspetos fiscais e sociais".

O sindicato ALEBA acrescenta que é preciso "repensar o mundo do trabalho" e vê no teletrabalho uma forma de reorganização laboral, ditado pelo ambiente económico e climático.


Luxemburgo tem o melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal

Mil trezentos e oitenta e dois. É esta a média de horas que cada trabalhador faz por ano no Luxemburgo. Um dos fatores que coloca o Luxemburgo no topo dos países com melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal, segundo o site Compare the Market.

O estudo analisa fatores como a média de horas trabalhadas, licença de maternidade e paternidade, auxílio na doença e o grau de felicidade.Tudo somado, o Luxemburgo aparece no primeiro lugar do ranking, seguido pela Finlândia e pela Noruega.


Há pelo menos seis gangues juvenis no Luxemburgo

Serão pelo menos seis os gangues juvenis no Luxemburgo, de acordo com dados do Ministério Público, avançados no Parlamento.

Numa reunião no Parlamento com membros do Governo, do Ministério Público e da Polícia, sobre o tema da delinquência juvenil, a que a Rádio e Televisão do Luxemburgo (RTL) assistiu, as autoridades revelaram também que, no que toca à criminalidade juvenil, são instaurados cerca de 2.200 autos por ano. Trata-se dos chamados ‘procès verbaux’, uma sanção prevista no código penal luxemburguês, que, se o Ministério Público assim o entender, poderá levar a multas ou a um processo em tribunal.

As autoridades falam ainda em 1.469 episódios de criminalidade juvenil notificados às autoridades. Os números mantêm-se estáveis, segundo a ministra da Justiça. O que aumentou foi o número de casos notificados.


Stëmm vun der Strooss. Cantina social deverá abrir meados de novembro em Ettelbruck

A associação Stëmm vun der Stross ( A Voz da Rua, em português) vai abrir um novo restaurante social em Ettelbruck. Presente atualmente no centro (Cidade do Luxemburgo) e sul (Esch-sur-Alzette), a ideia de se instalar no norte do país já existia há vários anos.

Entre as ajudas oferecidas pela Stëmm vun der Strooss às pessoas mais vulneráveis estão o acesso a um restaurante social, a possibilidade de tomar duches e mudar de roupa, apoio na procura de emprego e realojamento ou consultas médicas gratuitas, além do auxílio na reintegração social e profissional daqueles que procuram associação.

Em comunicado, a organização informa que com o apoio do Ministério da Saúde, da cidade de Ettelbruck e de vários doadores, esse projeto vai finalmente ver a luz do dia.

As instalações situam-se no número 47 da rua Prince Henri, perto da gare de Ettelbruck, e poderá servir uma trintena de pessoas ao mesmo tempo.

Note-se que a associação já está presente no terreno em Ettelbruck desde o início deste ano afim de se familiarizar com as pessoas e estabelecer relações de proximidade. Desde 7 de março, que a Stëmm vun der Strooss começou a distribuir sopa às pessoas necessitadas, três vezes por semana, num parque de estacionamento em frente à estação ferroviária. Uma vintena de pessoas adeririam a esta iniciativa.

No verão, a sopa deu lugar às sandes, sendo que mais de 50 sandwiches foram distribuídas diariamente, o que demonstra a necessidade de criar uma cantina social, no norte do país.

Os trabalhos de renovação do local que vai acolher a associação começaram a 3 de outubro, sendo que espera-se que a cantina social poderá abrir definitivamente as suas portes em meados de novembro.


Luxemburgo oferece 3 milhões de euros para levar refeições a cantinas escolares em Cabo Verde

O Luxemburgo anunciou mais um apoio financeiro a Cabo Verde, no valor de três milhões de euros. O montante destina-se ao Programa Nacional das Cantinas Escolares. Espera-se que este apoio sirva para levar uma refeição quente a todas as crianças desde o ensino pré-escolar ao secundário.

A secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Miryan Vieira, agradeceu este apoio, precisamente numa altura em que Cabo Verde declarou a situação de emergência social e económica.

Da parte do Luxemburgo, o diretor-geral da Cooperação para o Desenvolvimento e Ação Humanitária, Christophe Schiltz, sublinhou que esta ajuda se destina a colmatar os impactos causados pela crise pandémica e pela guerra na Ucrânia.


Nova lei covid poderá levar a maior afluência dos médicos de família

A nova lei de combate à pandemia da covid-19, a chamada “lei covid”, adotada na semana passada no Parlamento, poderá levar a uma maior afluência dos médicos de família e das teleconsultas. Uma declaração do médico Jean-Paul Schwartz, do Círculo dos Médicos de Clínica Geral.

Com a nova lei covid, o período de isolamento desce de sete para quatro dias. Em caso de sintomas persistentes, o paciente deverá contactar o seu médico de família para que este possa prolongar a baixa médica. No entanto, o doutor sublinha que uma consulta física, ou seja no consultório médico, só é possível caso o paciente apresente um autoteste negativo. Caso contrário, é preciso recorrer à teleconsulta.

Jean-Paul Schwartz diz que cabe ao médico de família decidir, se a baixa médica é prolongada ou não, o que poderá levar a uma maior afluência nos consultórios, já sobrelotados com pacientes que sofrem de outras doenças.


Havia mais casamentos no Luxemburgo antes da pandemia

Em 2021, foram celebrados 1.945 casamentos no Luxemburgo. Houve um aumento face ao ano anterior – mais 142 –, mas o número continua ligeiramente abaixo dos níveis pré-pandemia. Entre 2017 e 2019, o país celebrava, em média, cerca de dois mil matrimónios por ano.

De acordo com o relatório Trabalho e Coesão, do Instituto Nacional de Estatística (Statec), em 97,6% dos casos trata-se de casamentos entre pessoas de sexos diferentes, ao passo que 2,4% das uniões dizem então respeito a pessoas do mesmo sexo. Sobre estes últimos, a maioria (69,4%) das uniões é celebrada entre mulheres.

Quanto a divórcios, foram contabilizados 1.400 no ano passado, menos 3,3% do que em 2020.


Registo de novas matrículas de carros em queda no Luxemburgo

Há menos placas de matrículas novas de carros a serem registadas no Luxemburgo. Em causa está a queda da produção de viaturas devido à falta de matérias-primas. O que, por sua vez, levou a uma quebra de 8,4% no registo de novas matrículas de veículos nos primeiros nove meses deste ano face ao mesmo período de 2021.

Os dados da House of Automobile, que agrupa as três federações e associações do setor automóvel no Grão-Ducado, demonstram contudo um aumento (+2,8%) no caderno de encomendas das empresas para substituir os veículos cujo “leasing” vai acabar no decorrer de 2023.

Relativamente à motorização, 14,3% são carros 100% elétricos, observando-se uma certa estagnação. Porém, o setor automóvel acredita que essa taxa aumente sobretudo devido à decisão do Governo de colocar um teto máximo no preço da eletricidade para os particulares. Uma medida que poderá ser um incentivo para os clientes recorrerem a automóveis elétricos.


Pessoa atropelada por comboio em Walferdange não sobreviveu aos ferimentos

A pessoa que ontem foi atropelada por um comboio, em Walferdange, não sobreviveu aos ferimentos sofridos, acabando por falecer. A notícia é avançada pela RTL, que cita fonte da polícia.

O acidente aconteceu no domingo, por volta das 20h30.

No boletim enviado às redações ao início da manhã de hoje, a Corporação Grã-Ducal de Incêndio e Socorro (CGDIS) dava conta do acidente, referindo que este tinha provocado um ferido e levado à intervenção dos serviços de socorro de Lorentzweiler, Steinsel, cidade do Luxemburgo, Walferdange e Lintgen.


Nelson Coelho recebe prémio "Videógrafo do ano" em Portugal

O videógrafo português residente no Luxemburgo, Nelson Coelho, conhecido pelos seus vídeos de casamento, recebeu mais um prémio internacional, desta vez em Portugal.

O prémio "Videógrafo do ano 2022" foi atribuído pela Associação Portuguesa dos Profissionais da Imagem (APPIMagem), no evento "The Way", que decorreu recentemente em Vila do Conde. Além do prémio de "Videógrafo do ano", Nelson Coelho foi ainda distinguido com o melhor vídeo nas categorias "Reportagem Social" e "Criação Livre".

Entre vários prémios, em 2015, foi premiado no Brasil com o primeiro e terceiro lugar em filmes de casamento e foi distinguido pela Federação Europeia de Fotógrafos Profissionais com o prémio Qualified European Videographer.


Boris Johnson desiste de nova candidatura a primeiro-ministro

No Reino Unido, Boris Johnson desistiu da candidatura a primeiro-ministro, deixando o caminho para o favorito Rishi Sunak, que anunciou ontem que será candidato à sucessão de Liz Truss.  

Johnson alega que tinha o apoio de 102 deputados, suficiente para se qualificar, mas que conclui que "não se pode governar eficazmente se não se tiver um partido unido no Parlamento".

Rishi Sunak vai ser o próximo primeiro-ministro britânico

O antigo ministro das Finanças Rishi Sunak será o novo primeiro-ministro do Reino Unido, e o primeiro não-branco na história britânica, graças ao apoio esmagador do grupo parlamentar do Partido Conservador, que fez desistir a única adversária.

O novo líder do Partido Conservador será indigitado, pelo Rei Carlos III, chefe do Governo pois os ’tories' mantêm uma maioria absoluta, mas ainda não é certo se tal acontecerá ainda esta segunda-feira.


Sporting repudia violência em Alvalade e 'corta' com Juventude Leonina

O Sporting repudiou a violência ocorrida no sábado no Estádio José Alvalade, durante o jogo da I Liga de futebol com o Casa Pia, e anunciou o ‘corte’ com a claque Juventude Leonina”.

Em comunicado, o clube informa que “irá colaborar ativamente com as autoridades para identificar todos os responsáveis pelas ocorrências” de sábado.

No sábado, o Sporting venceu em Alvalade o Casa Pia por 3-1.


Futebol. Líder da Liga BGL goleia por 7-0

O F91 Dudelange, líder da Liga BGL de futebol, registou a goleada da jornada, com um 7-0 em casa do Mondorf. Já o seu perseguidor direto, Hesperange, esteve empatado a uma bola, mas acabou por vencer, fora de portas, o Mondercange, por 2-1.

Nas outras partidas da 10ª jornada, o Differdange e o Kärjeng empataram 2-2, o Etzella perdeu em casa por 2-1 frente ao Wiltz e o Titus Pétange não foi além de um nulo contra a Jeunesse.

O Niederkorn foi vencer o Strassen por 1-0 e o Racing ganhou ao Hostert por 2-1. No jogo entre os dois últimos, o Fola de Esch venceu o Rosport por 4-1, depois da saída do treinador Miguel Correia (Fola).

O F91 Dudelange continua líder, agora com 30 pontos, mais dois do que o Hesperange, enquanto o Rosport é agora o ‘lanterna vermelha’, com 7 pontos.


Luxemburgo. Kim Clijsters vence primeira edição do Ladies Tennis Masters

A veterana tenista belga Kim Clijsters venceu a primeira edição do Luxembourg Ladies Tennis Masters, na final disputada este domingo, no pavilhão Coque, em Kirchberg.

Este torneio juntou no Luxemburgo oito antigas campeãs de ténis durante quatro dias.

Aos 39 anos, Kim Clijsters venceu a final contra a suíça Martina Hingis, de 42 anos, igualmente antiga número 1 mundial. As duas tenistas defrontaram-se pela última vez há 15 anos, na Austrália.

Com esta vitória a tenista belga assegura uma presença na edição de 2023 do Luxembourg Ladies Tennis Masters, que veio substituir o antigo torneio WTA de Kockelscheuer.

Redação Latina | LUSA |Foto: Shutterstock


Notícias relacionadas

In seiner Erklärung zur Lage des Landes betont Premier Xavier Bettel (DP) immerzu, dass seine Regierung Verantwortung übernommen hat - und weiter übernimmt, um den Krisen zu trotzen.
ARCHIV - 24.01.2020, Baden-Württemberg, Sinsheim: Ein Lehrer unterrichtet in einem Klassenzimmer der Kraichgau-Realschule.     (zu dpa «Rund 4000 Lehrer im Südwesten werden über die Sommerferien arbeitslos») Foto: Marijan Murat/dpa +++ dpa-Bildfunk +++