Luxemburgo. Legumes, pão e leite cada vez mais caros
Radio Latina 12 min. 09.11.2022
Atualidade em síntese 09 NOV 2022

Luxemburgo. Legumes, pão e leite cada vez mais caros

Atualidade em síntese 09 NOV 2022

Luxemburgo. Legumes, pão e leite cada vez mais caros

Radio Latina 12 min. 09.11.2022
Atualidade em síntese 09 NOV 2022

Luxemburgo. Legumes, pão e leite cada vez mais caros

O custo de vida está a aumentar a olhos vistos. As idas aos supermercados ‘pesam’ cada vez mais na carteira dos consumidores.

Os preços dos legumes frescos subiram 5% num mês no Luxemburgo. Mais concretamente entre setembro e outubro. O pão e os cereais também ficaram 2,7% mais caros. Já os preços dos produtos lácteos – como leite, manteiga ou queijo – aumentaram 1, 9%. Do outro lado da balança, os preços do marisco (-5.3%) e do azeite (-1.6%) baixaram. Feitas as contas, o cabaz alimentar aumentou 1,7% no mês passado. Mas na comparação anual (entre outubro de 2021 e outubro de 2022), a subida é de 10,9%.

Se os preços dos produtos alimentares estão em progressão constante, o mesmo aplica-se aos produtos petrolíferos, embora numa escala muito superior. Os preços do ‘ouro negro’ aumentaram 35,2% num ano, no Grão-Ducado, e 8,8% nem apenas um mês.

Esmiuçando essa percentagem mensal (+8,8% entre outubro e setembro últimos), nos postos de combustível, o gasóleo ficou 7% mais caro e o aumento da gasolina foi de 5,1%. Já aquecer a casa com gasóleo de aquecimento (mazout, em francês) ficou 8,6% mais caro. No caso do gás canalizado observou-se uma subida de 13,6%. Trata-se aqui, segundo o Instituto Nacional de Estatísticas (Statec), de um aumento “moderado” graças ao pacote de medidas acordado por Governo e parceiros sociais e que limita a subida do gás a 15% com base custo deste combustível em setembro. A taxa anual de inflação fixou-se em 6,9% em outubro.


Descida dos preços dos combustíveis

O preço da gasolina sem chumbo de 98 octanas baixou 3,9 cêntimos nesta quarta-feira. Este combustível custa agora 1,972 euros por litro.    

Já os preços dos outros combustíveis também caem a partir desta quinta-feira. A gasolina sem chumbo 95 vai baixar 7,5 cêntimos por litro e vai passar a custar 1,723 euros por litro.

O gasóleo vai diminuir 6,3 cêntimos e passará a custar 1,825 euros por litro. 


Index. Os serviços que ficam mais caros após a indexação

Diz a sabedoria popular que, depois de um ‘index’ – acionado por causa do aumento dos preços –, fica tudo mais caro outra vez. A Rádio Latina falou com o Statec para saber o que dizem as estatísticas.

De acordo com Marc Ferring, do departamento de Índice dos Preços do Instituto Nacional de Estatísticas (Statec), há um setor onde os preços aumentam automaticamente 2,5% sempre que os salários e pensões são indexados. Trata-se dos serviços de saúde, cuja subida está estipulada na lei. Mas, segundo o especialista, o impacto deste aumento na inflação é muito reduzido. Oiça aqui as declarações.


ULC insta comerciantes a dar troco ao pagamento com vales-refeição

A União Luxemburguesa dos Consumidores (ULC) apela os lojistas a aceitarem os chamados "chèques-repas" (vales-refeição, em português) e a devolverem o troco a quem usa os vales em papel. Este método de pagamento é atribuído por algumas empresas aos seus funcionários para pagar refeições ou comprar alimentos.

Mas segundo a ULC, há cada vez mais comerciantes a recusar os vales-refeição ou, pelo menos, a recusar devolver o troco do valor da compra pago através do vale em papel. Um comportamento "inadmissível", denuncia a ULC em comunicado, apesar de aceitar que as lojas estabeleçam um valor mínimo de compra para dar o troco.

A ULC pede ainda às autoridades para clarificarem esta e outras questões sobre os vales-refeição. Apesar de algumas empresas oferecerem já os "chèques-repas" em formato de cartão bancário, a ULC lembra que a modernização deste mecanismo ainda está pendente.


Inundações 2021. UE desbloqueia 1,8 milhões de euros para o Luxemburgo

O Conselho da União Europeia (UE) deu o seu aval para desbloquear uma ajuda financeira de 1,8 milhões de euros em prol do Luxemburgo. O objetivo é contribuir ao financiamento da reparação dos danos causados pelas inundações que assolaram o Grão-Ducado em meados de julho de 2021.

Uma informação avançada pelo Ministério das Finanças que sublinha que a ajuda financeira provém do fundo de solidariedade, e que será transferida logo que o Parlamento Europeu der luz verde. Este fundo existe desde 2002 e já foi ativado cerca de 80 vezes devido a catástrofes naturais, como inundações, incêndios ou ainda tempestades.

A ministra das Finanças, Yuriko Backes, mostra-se satisfeita com esta decisão, acrescentando que se trata de “um gesto fortemente apreciado que demonstra a solidariedade europeia para com o Grão-Ducado”. As inundações dos dias 14 e 15 de julho de 2021 provocaram danos no valor de cerca de 120 milhões de euros no Luxemburgo.


Golpe para Bruxelas. Fiat ilibada de devolver benefícios fiscais do Luxemburgo

A fabricante de automóveis Fiat não vai ter de reembolsar os benefícios fiscais de 30 milhões de euros obtidos no Luxemburgo e exigidos pela Comissão Europeia.

A decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia, com sede no Luxemburgo, anula assim a decisão de Bruxelas de 2015, que reclamava à fabricante o pagamento destes benefícios fiscais que considera "ilegais".

A decisão do tribunal é mais um golpe para a Comissão Europeia, semelhante a casos que já tinha perdido para a Apple, Amazon e Starbucks noutras disputas fiscais na Irlanda, Luxemburgo e Países Baixos.


Convenção coletiva. Trabalhadores da Adler Pelzer recuperam direitos perdidos

A empresa Adler Pelzer, de Eselborn, assinou um novo contrato de trabalho coletivo com os sindicados LCGB e OGBL. O acordo é válido até 30 de setembro de 2025 e abrange 75 trabalhadores da empresa especializada em componentes acústicos do setor automóvel.

Depois de um período difícil, em que os trabalhadores aceitaram a redução dos seus direitos para evitar o fecho da empresa, a nova convenção coletiva prevê a retoma dos direitos temporariamente perdidos.

O novo acordo inclui a reposição de férias, a reintegração do prémio de antiguidade e a reposição de folgas adicionais.


COP27. Xavier Bettel apela à solidariedade entre as nações

“As nações têm de demonstrar solidariedade entre si”. Palavras do primeiro-ministro, Xavier Bettel, no discurso proferido em Sharm el-Sheikh, no Egito, cidade onde decorre desde domingo, e até 18 de novembro, a 27.ª cimeira da ONU sobre alterações climáticas (COP27).

O chefe do Governo diz que “o mundo enfrenta atualmente uma série de crises, nomeadamente uma guerra no continente europeu, com consequências para além da Europa”. Mas as alterações climáticas são, segundo Xavier Bettel, a maior crise mundial.

Para lutar contra o aquecimento global, Bettel deu exemplos do que o Grão-Ducado tem feito, nomeadamente a gratuitidade dos transportes públicos e a instalação de painéis solares nos telhados dos novos edifícios públicos. O líder do Executivo acrescentou ainda que o Luxemburgo contribui com um envelope de 220 milhões de euros para ajudar os países que menos poluem mas que mais sofrem com as alterações climáticas.


Ação Inverno. Instalações para sem-abrigo abrem a 15 de novembro

A Ação Inverno deste ano começa a 15 de novembro em vez de dia 1 de dezembro, como habitualmente. As estruturas temporárias encontram-se junto do aeroporto do Findel. No projeto criado em 2012, os sem-abrigo podem ter acesso a refeições quentes, chuveiro, acompanhamento médico e estadia durante a noite. A iniciativa dura até 15 de abril do próximo ano e pretende evitar que quem não tem domicílio fixo seja vítima de hipotermia durante o inverno.

Ao todo, as instalações dispõem de 250 camas, das quais 18 para mulheres. Segundo a ministra da Família e da Integração, Corinne Cahen, as capacidades máximas de albergue ainda nunca foram atingidas.

A ação é levada a cabo por quatro associações humanitárias: a Caritas, Cruz Vermelha, a Inter-Actions e a associação “Dräieck”. A volta de 20 profissionais vão estar operacionais, sendo que a ação só é possível com a ajuda de voluntários.


Luxemburgo é dos países com menos mulheres inventoras

O Luxemburgo é um dos países europeus com menor percentagem de mulheres inventoras.Segundo os dados revelados pelo Instituto Europeu de Patentes (IEP), referentes a 2019, só 10% dos luxemburgueses que pediram uma patente são mulheres.

Pior do que o Luxemburgo estão a Áustria, com 8%, e o Liechtenstein, com 9,6%. No outro extremo, a Letónia é o país europeu com a maior taxa de inventoras, com 30,6%, seguida de Portugal, com 26,8% e Croácia, com 25,8%.

Uma das conclusões do estudo refere que a média de mulheres inventoras na Europa aumentou dos 2% em 1970 para 13% em 2019, mas ainda está bastante abaixo da paridade com a dos inventores homens.


Capital. Nova embaixadora de Cabo Verde encontra-se com comunidade

A nova embaixadora de Cabo Verde no Luxemburgo, Edna Marta, vai encontrar-se com a comunidade cabo-verdiana no Grão-Ducado, esta sexta-feira.

De acordo com Embaixada de Cabo Verde, o encontro será realizado no Cercle Cité (auditório Henri Beck), na capital, às 18h30.

O primeiro encontro oficial com a comunidade vai servir para apresentar a nova embaixadora e para ouvir a comunidade. Edna Marta é a segunda embaixadora residente no Luxemburgo e substitui Carlos Semedo.


Autoridades lançam aplicação que informa sobre níveis de água e inundações

A Administração da Gestão da Água lançou uma nova aplicação que informa os usuários sobre os níveis de água e as inundações de forma ainda mais fácil e direcionada. Trata-se da aplicação “Meine Pegel”, que vai ampliar as informações disponibilizadas pelo site "floods.lu".

O site já fornece informações em tempo real sobre os níveis de água das 36 estações de medição no Luxemburgo, mas com a aplicação “Meine Pegel”, os usuários podem escolher a partir de que limite desejam ser informados.Graças às configurações personalizadas, pode-se adaptar os alertas de inundação em função de cada caso pessoal.

Além dos níveis de água, é possível ainda saber a temperatura ao longo do ano. A aplicação, está disponível em cinco idiomas para os sistemas Google Android e Apple iOS.


Turismo nos parques de campismo recuperou bem em 2022

O turismo nos parques de campismo do Luxemburgo está a recuperar. Uma boa notícia para um setor duramente afetado pela crise sanitária pelas cheias inundações de 2020.

Segundo a federação dos parques de campismo do Grão-Ducado, Camprilux, a maioria dos seus membros diz-se satisfeita com o número de turistas recebidos neste verão. O tempo ensolarado foi uma das razões que atraíram os turistas, sobretudo oriundos da Holanda, para o Luxemburgo.

No entanto, segundo a Camprilux, o balanço positivo não vai ser proporcional ao volume de negócios, uma vez que o aumento dos preços da energia também tem repercussões neste setor. A Camprilux acrescenta ainda, que também os parques de campismo sofrem atualmente com a falta de mão-de-obra.


Câmaras profissionais criticam projeto de licenças extraordinárias para trabalhadores

A Câmara de Comércio e a Câmara dos Ofícios não concordam com as licenças extraordinárias que o Governo quer implementar e que visam transpor para direito nacional uma diretiva europeia para a conciliação entre a vida profissional e familiar.

Num parecer, as duas instituições criticam o facto de o Governo querer ir mais longe do que o estipulado na diretiva europeia. A crítica visa nomeadamente o projeto de licença de um dia por ano “por razões de força maior relacionadas com questões familiares urgentes em caso de doença ou acidente de um membro da família que necessite da presença de um familiar”. A segunda licença extraordinária dá direito a cinco dias por ano para prestar cuidados ou assistência a um familiar ou a uma pessoa que viva no mesmo agregado. O desacordo situa-se na remuneração destas licenças.

Embora a diretiva europeia só estipule o direito do trabalhador a essa licença, o projeto de lei luxemburguês vai mais longe propondo que o dia de licença seja pago pelo empregador. As duas Câmaras lamentam ainda que o projeto de lei tenha sido elaborado sem consulta dos parceiros sociais.


Portugal e Itália empatam a dois no Mundial de hóquei em patins

A seleção portuguesa de hóquei em patins empatou ontem a dois golos com a sua congénere de Itália, em encontro da segunda jornada do Grupo A do Mundial2022, a decorrer em San Juan, na Argentina.

Na primeira jornada, as duas formações tinham somado triunfos, a seleção das ‘quinas’ face à França (5-1) e a Itália face ao Chile (8-3), que Portugal defronta esta quarta-feira.


FC Porto vence em Mafra e está nos 'oitavos' da Taça de Portugal

O FC Porto, detentor do título, qualificou-se ontem para os oitavos de final da Taça de Portugal em futebol, ao vencer fora o Mafra, da II Liga, por 3-0, em encontro da quarta eliminatória.

A formação portista, que soma 18 troféus, junta-se nos oitavos de final a Arouca (I Liga) e a Vilaverdense e Varzim (ambos da Liga 3).


Benfica visita Estoril Praia para a Taça em busca de 24.º jogo sem perder

O Benfica, recordista de vitórias na prova, visita hoje o Estoril Praia, em jogo da quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, num dos dois encontros do dia entre equipas da I Liga.

Num encontro marcado para as 21:45, o Benfica pode somar o quarto triunfo em casa do Estoril Praia em outros tantos encontros na Taça de Portugal.

Antes do encontro entre 'encarnados' e 'canarinhos', outros duas equipas da I Liga encontram-se às 19:45, com o Vitória de Guimarães a receber o Vizela.

Redação Latina | LUSA |Foto: Marc Wilwert


Notícias relacionadas

Les prix des logements connaissent une hausse croissante depuis 2015 en Europe.
In seiner Erklärung zur Lage des Landes betont Premier Xavier Bettel (DP) immerzu, dass seine Regierung Verantwortung übernommen hat - und weiter übernimmt, um den Krisen zu trotzen.