Luxair levanta parcialmente obrigação de usar máscara nos aviões
Radio Latina 8 min. 13.05.2022
Atualidade em síntese 13 MAI 2022

Luxair levanta parcialmente obrigação de usar máscara nos aviões

Atualidade em síntese 13 MAI 2022

Luxair levanta parcialmente obrigação de usar máscara nos aviões

Radio Latina 8 min. 13.05.2022
Atualidade em síntese 13 MAI 2022

Luxair levanta parcialmente obrigação de usar máscara nos aviões

Nos voos em direção a Portugal, o uso da máscara continua a ser obrigatório, tanto no avião, como no aeroporto.

A partir de segunda-feira (16 de maio) deixa de ser obrigatório usar máscara de proteção nos aviões da Luxair. No entanto, só para os destinos que o permitem.

Num comunicado, a companhia aérea luxemburguesa informa que a partir de segunda-feira as pessoas não têm de usar máscaras nos aviões da Luxair em direção ao Luxemburgo, mas também com destino a países que o permitem.

Daí a recomendação para que os passageiros se informem antes de partirem de viagem. O diretor executivo da Luxair, Gilles Feith, lamenta que a União Europeia não tenha chegado a um consenso nesta matéria.

Segundo a Luxair, a lei covid não se aplica ao avião, uma vez que este meio de transporte não é qualificado de “transporte público”. Tanto nos autocarros, como comboios ou elétrico continua a obrigação de usar máscara de proteção.

Esta semana a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) e o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) já tinham emitido um parecer em que deixavam de recomendar a máscara obrigatória em aeroportos e voos europeus.

Note-se que nos voos em direção a Portugal, o uso da máscara continua a ser obrigatório, tanto no avião, como no aeroporto.

OGBL e déi Lénk unidos contra mexidas no índex

A OGBL e o partido déi Lénk estão alinhados e não cedem às mexidas na indexação dos salários. A presidente da OGBL, Nora Back, e uma delegação da central sindical estiveram reunidas recentemente com os deputados do partido de esquerda para "reforçar a cooperação na luta pela defesa dos benefícios sociais dos trabalhadores e reformados".

Num comunicado conjunto, as duas partes reiteram que é "inadmissível" a manipulação na indexação salarial e no chamado “pacote de solidariedade”, que estão a afetar o poder de compra dos reformados e trabalhadores, com a explosão de preços de energia e de alimentos.

A OGBL e o déi Lénk lembram que o "índex" é tido como a única ferramenta para adaptar salários e pensões ao custo de vida real. Ao mesmo tempo denunciam que esta manipulação, que adiou a segunda tranche da indexação para 2023, ocorre num momento em que a inflação está num dos seus níveis mais altos em décadas.

As mexidas no "índex" afetam ainda os mais jovens, já que este mecanismo mexe também nos subsídios de aprendizagem e na remuneração mínima do estágio.

População do Luxemburgo aumenta em 2021 e portugueses continuam a ser a maior comunidade estrangeira

A população do Luxemburgo aumentou durante o ano de 2021, depois de um abrandamento demográfico em 2020, o primeiro ano da pandemia de covid-19.

A 1 de janeiro de 2022 viviam no Grão-Ducado 645.397 pessoas, mais 10.667 (+1.7%) que no ano anterior, segundo os resultados demográficos publicados esta quinta-feira, pelo Statec, que mostra que há mais homens (325.064) a viver no Grão-Ducado do que mulheres (320.333), uma inversão do peso dos géneros que acontece pela primeira vez desde 1981.

Segundo o instituto de estatísticas luxemburguês, este aumento da população deveu-se mais à imigração, do que ao número de novos nascimentos. Com o abrandamento das medidas sanitárias a imigração regressou a níveis próximos dos observados antes da covid-19, durante 2021, sinaliza o organismo.

O peso da população estrangeira é quase metade do total, correspondendo a 47,1% (304.167 em 645.397) e os portugueses continuam a ser a maior comunidade dentro deste grupo de residentes.

Os portugueses são a maior comunidade estrangeira no país, representando 30,8% desse total , seguidos dos franceses (16,2%) e italianos (7,9%).

Cerca de 4.700 doses da AstraZeneca vão para o lixo

O Luxemburgo vai destruir à volta de 4.700 doses da vacina AstraZeneca porque a data de validade destes fármacos caduca no final deste mês. A informação foi avançada pela ministra da Saúde, Paulette Lenert, em resposta parlamentar ao deputado Sven Clement, do Partido Pirata.

A ministra acrescenta que a 1 de junho também caducam doses da marca Johnson&Johnson e também estas deverão ir para o lixo.

Paulette Lenert explica que nenhum país mostrou interesse nestas vacinas. A responsável pela pasta da Saúde acrescenta que o Luxemburgo tem tentado transferir doses de vacinas que estão prestes a caducar, através do mecanismo mundial Covax (destinado a garantir um acesso equitativo e justo a vacinas seguras e eficazes), mas que isso nem sempre resulta.

Lenert aponta duas razões: ou porque a população não quer ser vacinada, ou porque já têm doses anti-covid suficientes.

Já no mês de dezembro do ano passado, o Luxemburgo deitou mais de 13 mil doses da AstraZeneca ao lixo. Devido às polémicas que surgiram à volta desta vacina, nomeadamente os casos raros de coágulos sanguíneos, esta deixou de ser administrada desde 5 de novembro de 2021 na população do Luxemburgo.

Grão-duque diz que "acolhimento dos portugueses foi extraordinário"

Depois de dois dias de visita de Estado a Portugal, o Grão-Duque Henri afirma que "o acolhimento foi extraordinário".

O soberano frisou que as relações são muito boas e que o que falta são as relações económicas entre o Luxemburgo e Portugal e que é nesse campo que se necessita de fazer esforços para desenvolver esses laços.

Sobre a cidade de Lisboa, o grão-duque fala numa cidade absolutamente maravilhosa onde é bom viver. Daí muitas pessoas se estarem a instalar na capital de Portugal.

Schuttrange e Troisvierges aderem ao “pacto da convivência”

As comunas de Schuttrange e Troisvierges assinaram o "pacto da convivência", conhecido como "Pakt vum Zesummeliewen".

O número de comunas que aderiram a este pacto, em concertação com o Ministério da Família e o sindicato das comunas, Syvicol, sobe para 25.

Durante as cerimónias de assinatura, a ministra da Família e Integração, Corinne Cahen, felicitou as duas autarquias pelo seu empenho e reiterou o compromisso do ministério em apoiar as comunas signatárias.

O "pacto da convivência" foi criado em 2021 e visa "um processo de integração mais dinâmico e plurianual". As comunas comprometem-se a apostar na comunicação, no acesso à informação e na participação de todas as pessoas que residem ou trabalham no seu território.

João Rendeiro encontrado morto na prisão

O antigo presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, foi encontrado morto esta sexta-feira na cadeia onde estava detido, em Durban, na África do Sul.

A advogada de Rendeiro disse que as autoridades estão a investigar as circunstâncias do que aconteceu.

O ex-banqueiro aguardava uma decisão sobre o processo de extradição para Portugal. Tinha sido condenado em três processos distintos relacionados com o colapso do Banco Privado Português (BPP), tendo o tribunal dado como provado que retirou do banco 13,61 milhões de euros. Das três condenações, apenas uma já tinha transitado em julgado.

O colapso do BPP, em 2010, lesou milhares de clientes e causou perdas de centenas de milhões de euros ao Estado.

Zelensky disponível para falar com Putin, mas sem ultimatos

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse , durante uma entrevista que está disponível para conversar com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, "mas sem ultimatos".

Zelensky explicou que as negociações com Moscovo são complicadas porque "todos os dias os russos ocupam aldeias, muitas pessoas deixaram as casas, foram mortas pelos russos" e os cidadãos ucranianos estão a sofrer "torturas e assassínios".

O Presidente ucraniano defendeu que o exército russo deve deixar o país o mais depressa possível e responder pelo que fez, rejeitando que deva ser procurada "uma saída para a Rússia".

Depois do 1.º caso, Coreia do Norte confirma 1.ª morte por Covid-19

Apenas um dia depois de confirmar o primeiro caso oficial de covid-19 no país, as autoridades de saúde da Coreia do Norte anunciaram a primeira morte desde o início da pandemia.

A morte surge depois do país impor o primeiro confinamento devido à doença, que até agora terá conseguido controlar ao manter-se praticamente fechado e isolado do resto do mundo.

Segundo a agência estatal de notícias, cerca de 187 mil pessoas estão isoladas e a ser tratadas por uma "febre" cuja origem é desconhecida.

Além disso, cerca de 350 mil norte-coreanos apresentaram sintomas de doença, que se começou a propagar no final de abril, e 162 mil já recuperaram.

Futebol. F91 Dudelange recebe Hamm Benfica com os olhos no título

A 29a e penúltima jornada da Liga BGL joga-se este domingo, com todas as partidas agendadas para as 16h. O líder, F91 Dudelange, vai receber o último classificado, Hamm Benfica, numa altura em que tem três pontos de vantagem sobre o Fola de Esch.

Nos outros jogos, o Fola vai visitar o Titus Pétange, o Niederkorn recebe o Wiltz e a Jeunesse faz o mesmo ao Rodange.

O Hostert acolhe o Hesperange, o Differdange vai jogar no terreno do Etzella e há ainda os embates Racing - Strassen e Mondorf - Rosport.

O F91 Dudelange lidera com 61 pontos, o Fola tem 58 e o Differdange 56. O Hamm Benfica é último com 4 pontos.

Cristiano Ronaldo eleito melhor jogador do mês da Premier League

O português Cristiano Ronaldo, do Manchester United, foi eleito o melhor jogador do mês de abril da Liga inglesa de futebol, depois de ter marcado cinco golos durante esse período.

Ronaldo, de 37 anos, leva 18 golos em 30 jogos esta época na Premier League.

Na corrida para o prémio de melhor de abril estavam também Bruno Fernandes, compatriota e colega de Ronaldo no Manchester United, o belga Kevin de Bruyne e o brasileiro Gabriel Jesus, ambos do Manchester City.

Redação Latina | Lusa | Foto Shutterstock


Notícias relacionadas