Johnny Depp acusa ex-mulher de violência doméstica
Radio Latina 30.07.2019

Johnny Depp acusa ex-mulher de violência doméstica

Johnny Depp acusa ex-mulher de violência doméstica

Foto: Shutterstock
Radio Latina 30.07.2019

Johnny Depp acusa ex-mulher de violência doméstica

O advogado da atriz Amber Heard considera a alegação "absurda, ofensiva e categoricamente falsa".

Quatro anos depois do atribulado divórcio entre os atores com mútuas acusações de violência doméstica, surge agora uma testemunha que garante que Depp foi agredido por Heard, durante uma discussão na Austrália, em 2015. 

O ator afirma que Heard terá apagado um cigarro na bochecha direita, num momento de raiva. Para além disso, diz ainda que Heard lhe atirou duas garrafas que terão causado ferimentos num dedo. Foi divulgada uma fotografia em que este surge numa maca com um lenço enrolado na mão e o que parece ser uma mancha de sangue na cara. 

Segundo documentos obtidos pelo site The Blast, Tara Roberts, que desde 2008 trabalha como gerente da ilha do ator nas Bahamas, deu um testemunho que corrobora a história do ator na ação judicial de 44 milhões de euros, apresentada por Depp contra Heard. O ator quer processar a ex-mulher por difamação. 

Roberts assistiu a uma discussão em que "Amber insultou-o e chamou-lhe vários nomes e eu ouvi -a dizer especificamente 'a tua carreira acabou', 'ninguém te vai contratar', 'gordo', 'vais morrer um homem solitário', e outras coisas que eram incompreensíveis'. A gerente garante que Depp só respondeu "vai embora" e "deixa-me em paz". 

O advogado de Heard, Eric George, negou a acusação. "Esta alegação é absurda, ofensiva e categoricamente falsa. Esta fotografia não prova nada - além do fato de que Johnny Depp está desesperado para jogar fora qualquer alegação estranha para desviar a atenção de seu abuso físico e psicológico contínuo de Amber Heard.

Depp e Heard foram casados entre 2015 e 2017. A atriz acusou-o de mais de uma dúzia de incidentes abusivos, antes e durante o seu breve casamento. O ator foi acusado de esmurrar, bater, sufocar e chutar a mulher enquanto estava sob a influência de drogas ou álcool. O processo contra Heard ainda não tem ainda julgamento marcado. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas