Holandesa vence concurso de talentos a cantar fado
Radio Latina 1 21.08.2020

Holandesa vence concurso de talentos a cantar fado

Holandesa vence concurso de talentos a cantar fado

Radio Latina 1 21.08.2020

Holandesa vence concurso de talentos a cantar fado

Iris Feijen levou ao concurso fados cantados por Camané, Mariza ou Carminho e interpretou-os num português irrepreensível.

A holandesa Iris Feijen venceu o concurso de talentos dos Países Baixos, 'We Want More', cantando um fado de Camané.

A cantora interpretou o tema 'Sei de Um Rio' na final da competição e conquistou o primeiro prémio, no última gala, no passado domingo.

Acompanhada, na guitarra clássica, pelo português Tiago Lageira, com quem criou, em 2017, o projeto 'Fado pelos 2', Iris Feijen, não se limitou a cantar fado apenas na final.

Nas eliminatórias, levou ao palco do programa holandês fados interpretados por  Carminho ('Meu Amor Marinheiro') e Mariza ('Meu Fado').

Foi, de resto, um DVD desta fadista, oferecido por um amigo, quando tinha apenas 13 anos, que a despertou para a canção portuguesa, da qual nunca mais se desligou.

"Quando vi o vídeo [de 'Concerto em Lisboa'], decidi que queria estar lá e que um dia cantaria o fado. O fado é a minha vida.", disse numa entrevista, transmitida pela RTP.

Além do sentimento com que canta o fado, Iris Feijen destaca-se pela interpretação num português praticamente perfeito, sem sotaque e com as sílabas corretamente pronunciadas. E não o faz de cor, nem por imitação. faz questão de conhecer previamente o significado as letras a que dá voz. 

"Sempre que vamos cantar um fado novo, falamos da letra. Primeiro tento traduzi-las para mim, porque tive aulas de português. E depois o Tiago fala-me mais sobre a canção, porque às vezes as frases podem ter dois sentidos".

Veja em baixo, o vídeo de atuação na final do concurso:

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

"O povo português é afável e de emoções fortes, como o fado também é", diz Katia Guerreiro