Habitação. 449 despejos de inquilinos desde o fim de estado de emergência da Covid-19
Radio Latina 12 min. 19.05.2022
Atualidade em síntese 19 MAI 2022

Habitação. 449 despejos de inquilinos desde o fim de estado de emergência da Covid-19

Atualidade em síntese 19 MAI 2022

Habitação. 449 despejos de inquilinos desde o fim de estado de emergência da Covid-19

Radio Latina 12 min. 19.05.2022
Atualidade em síntese 19 MAI 2022

Habitação. 449 despejos de inquilinos desde o fim de estado de emergência da Covid-19

Devido aos efeitos da pandemia da Covid-19, houve duas fases de suspensão de despejos, em 2020 e 2021.

Desde o recomeço dos despejos de inquilinos, a partir de 1 de abril de 2021, foram registados 449 casos de despejo no Luxemburgo. O número foi divulgado pelo ministro da Habitação, Henri Kox, numa resposta parlamentar ao partido déi Lénk, com dados ainda provisórios.

Devido aos efeitos da pandemia da Covid-19, houve duas fases de suspensão de despejos em 2020 e 2021, mas depois de 1 de abril do ano passado os proprietários voltaram a poder expulsar os inquilinos.

Do total de 449 casos, 200 sentenças foram pronunciadas pelos Juízes de Paz da Cidade do Luxemburgo, 119 pela comarca de Esch-sur-Alzette e 104 pela comarca de Diekirch, mas neste caso com dados até 20 de abril de 2022.

Segundo os números divulgados pelo ministro da Habitação, atualmente há 227 procedimentos de autorização de despejo em andamento nos tribunais, sendo que os números apresentados pela comarca de Diekirch reportam-se até 20 de abril de 2022. Os Juízes de Paz suspenderam ainda 26 decisões de despejo desde abril do ano passado.

Paulette Lenert diz que fim das máscaras nos transportes pode estar próximo

É mais um passo em frente na flexibilização das medidas sanitárias e no esperado regresso à normalidade. Depois de, no início do ano, deixar cair muitas restrições, nomeadamente a apresentação do CovidCheck para aceder à maioria dos locais, o Luxemburgo prepara-se agora para deixar cair a máscara nos transportes públicos. 

"Ainda vamos avaliar a situação nos hospitais, onde existem populações mais sensíveis. Também estamos a ver o que está a acontecer no estrangeiro", explicou Paulette Lenert.

A ministra da Saúde revelou que está a ser redigido um texto "curto" que legislará o fim da obrigatoriedade do uso da máscara. A alteração à atual lei covid foi antecipada, já que as medidas sanitárias só deveriam expirar a 30 de junho.

De acordo com a governante, o projeto de lei poderá ser apresentado aos deputados ainda esta semana. O objetivo é levantar a medida "muito em breve", já que a pandemia continua a recuar no Grão-Ducado, com o número de infeções e hospitalizações estável.

Nesse sentido, será debatida também uma petição que pede a suspensão dos planos do governo para introduzir a vacinação obrigatória para maiores de 50 anos, que obteve assinaturas suficientes para ser levada ao parlamento.

Governo lança campanha de apelo ao voto dos portugueses nas comunais

O Governo luxemburguês vai lançar uma "grande campanha" de apelo ao voto dos portugueses nas eleições comunais que se realizam em junho de 2023. O anúncio foi feito pela ministra da Família e Integração, Corinne Cahen.

O executivo luxemburguês pediu ao Governo de Portugal para apoiar esta campanha de sensibilização. "Uma campanha para dizer às pessoas que se inscrevam para votar nas próximas eleições, para serem atores da sua integração e para que participem mais", apelou Corinne Cahen.

Durante a recente visita de Estado do casal grão-ducal a Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa também apelou à participação dos portugueses nas eleições comunais no Luxemburgo.

A ministra da Família e integração refere que um aumento da participação política será uma das formas de combater a discriminação de que os portugueses se sentem alvos. De acordo com o último inquérito sobre o racismo no Luxemburgo, um em cada três portugueses sente-se vítima de discriminação no acesso ao mercado de trabalho, no emprego e no acesso à habitação.

Kiev rejeita negociar novo cessar-fogo mas Moscovo quer continuar

O Governo ucraniano anunciou hoje que não quer negociar com a Rússia mais nenhum cessar-fogo e exigiu a retirada completa das tropas russas, enquanto Moscovo se afirmou disponível para retomar as negociações desde que Kiev o peça.

Sublinhando que o objetivo da Ucrânia não é interromper momentaneamente a invasão do país, mas sim que o exército invasor abandone todo o território, o conselheiro de Volodymyr Zelensky, Mykhailo Podoliak, garantiu que “até que [a Rússia] esteja pronta para libertar por completo” a Ucrânia, a “plataforma de negociação [dos ucranianos] são armas, sanções e dinheiro”.

Entretanto, em Moscovo, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Andrei Rudenko, afirmou que o país está disponível para continuar as negociações para um cessar-fogo na Ucrânia.

Na quarta-feira, o Kremlin afirmou que as negociações entre Moscovo e Kiev estão atualmente interrompidas devido à “absoluta falta de vontade” da Ucrânia.

A Rússia atribui esta posição da Ucrânia à influência dos Estados Unidos e do Reino Unido no processo de negociação.

Luxair à espera de reforçar frota de aviões para investir em Cabo Verde

A Luxair manifestou ao Governo de Cabo Verde o interesse em reforçar a sua presença no arquipélago, com mais voos e mais destinos.

O Governo cabo-verdiano refere numa nota publicada no seu site que a Luxair tem os "olhos postos nas ilhas de São Vicente, Sal, Boavista e Santiago".

No entanto, devido à falta de aviões suficientes, a Luxair deverá apostar mais em Cabo Verde só depois de aumentar a sua frota de aviões. Recentemente, a companhia aérea luxemburguesa chegou mesmo a alugar um aparelho da German Airways para libertar os Boeing 737 para rotas mais longas, com destinos de férias populares.

Esta é uma das garantias que terão sido transmitidas ao ministro do Turismo e dos Transportes de Cabo Verde, Carlos Jorge Santos, que teve um encontro de trabalho esta quarta-feira com a direção da Luxair, no Grão-Ducado.

Para a Luxair, Cabo Verde foi o destino que sofreu menos impactos com a pandemia, tendo mesmo registado um crescimento de 135% em 2019-2020 e de 53% em 2021-2022.

A Luxair terá garantido também a sua presença no Fórum de Investimento, na ilha do Sal, no próximo mês de junho, e uma viagem ao arquipélago em novembro com operadores turísticos e agências de viagens.

Além do reforço das ligações do país com o estrangeiro, o Governo cabo-verdiano anunciou que o ministro esteve reunido na terça-feira com a Cargolux, com o objetivo de desenvolver o centro de transporte aéreo da ilha do Sal.

Carlos Jorge Santos visitou ainda as empresas SuperDrecksKëscht (reciclagem de resíduos) e L.E.E. (bio-energia), e teve um encontro com quadros e representantes da comunidade cabo-verdiana no Luxemburgo.

Ameaças a Bettel e Lenert. Ministério Público pede dois anos de prisão

Um homem de 37 anos compareceu ontem em tribunal para ser ouvido na sequência de ameaças de morte dirigidas a funcionários do governo e mostrou-se arrependido das suas ações.

O caso remonta ao verão de 2021, quando Bettel e Lenert receberam cartas com ameaças de morte. As ameaças surgiram após o Governo ter apresentado as novas medidas sanitárias contra a covid-19, nomeadamente o uso generalizado do CovidCheck.

O Ministério Público pediu uma pena de prisão de dois anos, com eventual pena suspensa e uma multa. A sentença será conhecida a 16 de junho.

Programação informática. Escola do futuro chega ao Luxemburgo

O Luxemburgo vai acolher uma filial de uma das melhores escolas de programação informática do mundo. Conhecida como 'Escola 42', ela tem cerca de 10 mil alunos em mais de 20 países.

O conceito passa por uma aprendizagem diferente, com criação de projetos práticos em grupo, sem professores, ganhando pontos e passando de nível, como se fosse um jogo.

A escola estará aberta 24 sobre 24 horas, durante todos os dias da semana, com formação gratuita feita ao longo de três anos e equivalência ao BAC+3 (formação superior de três anos com um total de 180 créditos do Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos - ECTS).

O ministro da Educação, Claude Meisch, e a diretora geral da 'Escola 42', Sophie Viger, assinaram um acordo de parceria esta segunda-feira, no âmbito da apresentação do Centro de Aprendizagem Digital (Digital Learning Hub - DLH).

Este centro vai estar instalado no edifício Terres Rouges, em Belval, vai acolher a 'Escola 42', mas também servir como local de partilha de conhecimento entre alunos e profissionais.

O foco da ‘Escola 42’ é a formação de programadores informáticos. Os candidatos devem ser maiores de idade e podem seguir o processo de inscrição no site www.dlh.lu.

O centro de aprendizagem digital irá ainda disponibilizar formação em cibersegurança, banco de dados Blockchain e Design Thinking (abordagem de resolução de problemáticas em diversas áreas empresariais). Estas três formações têm inscrições abertas e as formações são gratuitas até ao mês de agosto. A partir do semestre de inverno serão a pagar.

Luxemburgo foi o país da UE onde a taxa de divórcio mais recuou no primeiro ano da pandemia

O Luxemburgo é um dos países da União Europeia com mais divórcios por mil habitantes, mas no ano de 2020 foi o Estado-membro onde se registou o maior recuo no fim dos casamentos, face a 2019.

Segundo um estudo publicado pelo Eurostat, no primeiro ano da pandemia as maiores diminuições nas taxas de divórcio, em comparação com os 12 meses anteriores, foram registadas no Luxemburgo (-0,8 divórcios por mil pessoas). Seguiram-se a Roménia, Lituânia, Letónia e Eslovénia (todos com -0,4).

O único país que registou um aumento, nesse ano, foi a Dinamarca (+0,9).

Já em termos absolutos, e apesar dessa descida, o Luxemburgo continuou a estar entre o grupo de países da UE com as taxas mais elevadas de divórcio, logo a seguir à Letónia, Lituânia e Dinamarca. No Grão-Ducado, a taxa foi de 2,3 divórcios por mil habitantes.

Post. Volume de negócios de quase 900 milhões de euros no ano passado

O grupo Post conseguiu alcançar, no ano passado, um volume de negócios de quase 900 milhões de euros, um aumento de cerca de 4% em comparação com 2020.

No entanto, segundo o relatório anual, o benefício diminuiu para 28,7 milhões de euros, menos 7,5 milhões que no ano anterior.

As atividades de telecomunicações são as que mais entradas de dinheiro têm gerado e também é aí que mais se tem investido, nomeadamente na expansão da rede móvel de quinta geração.

O serviço postal, nomeadamente o envio de cartas, ficou estável em comparação com 2020. Mas segundo o relatório, isto graças às 11 milhões de cartas enviadas pelas autoridades da Saúde no contexto da pandemia covid-19.

“Schueberfouer” regressa em formato pré-crise sanitária

Após dois anos de pandemia devido à covid-19, a feira popular (Schueberfouer) regressa no verão à capital no formato antigo, ou seja, como era organizada antes da crise sanitária.

Um anúncio feito esta quarta-feira pela burgomestre da Cidade do Luxemburgo, Lydie Polfer.

Há dois anos, a tradicional Schueberfouer, com as suas inúmeras atrações foi completamente anulada, enquanto no ano passado ocorreu em formato reduzido e com plano sanitário.

A feira popular anima pequenos e graúdos durante três semanas, no parque de estacionamento do Glacis, em Limpertsberg, sendo que se esperam à volta de dois milhões de visitantes.

Meteorologia. Luxemburgo em alerta amarelo por trovoada e chuva

O Luxemburgo está sob alerta amarelo até às 20h desta quinta-feira, devido a forte chuva e trovoada.

O alerta do instituto de meteorologia sobre 'potencial perigo' inclui todo o território do país.

O Meteolux refere no seu site que há risco de trovoada acompanhada de forte chuva (25 l/m²), granizo entre um a três centímetros e ventos fortes.

As temperaturas vão variar entre os 16 e os 27 graus.

O tempo vai melhorar amanhã, sexta-feira.

Jean Asselborn discute migração em Nova Iorque

O ministro dos Negócios Estrangeiros, da Imigração e Asilo, Jean Asselborn, efetua uma visita de trabalho às Nações Unidas, em Nova Iorque, entre esta quinta e sexta-feira.

Asselborn vai participar no primeiro Fórum Internacional de Revisão de Migração, que faz parte do Pacto Global.

O chefe da diplomacia luxemburguesa fará ainda uma declaração durante o debate público do Conselho de Segurança das Nações Unidas, que será dedicado à ligação entre conflitos e segurança alimentar, com destaque para a guerra na Ucrânia.

Da agenda fazem parte ainda vários encontros bilaterais e reuniões com o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, e com o diretor-geral da Organização Internacional para as Migrações, António Vitorino.

Roger Schmidt é o novo treinador do Benfica e assina por duas temporadas

O alemão Roger Schmidt vai ser o novo treinador da equipa de futebol do Benfica, tendo assinado um contrato para as próximas duas temporadas, anunciou ontem o clube em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Roger Schmidt, de 55 anos, orientou os neerlandeses do PSV Eindhoven desde 2020/21 até ao final desta época, depois de ter comandado clubes como Beijing Guoan, Bayer Leverkusen, Salzburgo e Paderborn.

Em abril, os ‘encarnados’ já tinham comunicado um princípio de acordo com o treinador, que vai substituir no cargo Nélson Veríssimo, técnico que orientou a equipa desde dezembro de 2021, depois da saída de Jorge Jesus.

Eintracht Frankfurt conquista Liga Europa ao bater Rangers nos penáltis

Os alemães do Eintracht Frankfurt conquistaram ontem a Liga Europa de futebol, depois de vencerem os escoceses do Rangers por 5-4 no desempate por penáltis, após o empate 1-1 no final do tempo regulamentar e do prolongamento.

No desempate por penáltis, os alemães foram mais fortes e conquistaram o troféu, 42 anos depois de vencerem a Taça UEFA em 1980, garantindo também o apuramento direto para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Redação Latina | Lusa | Foto Chris Shutterstock


Notícias relacionadas

Bereits mit Heizstufe 3 erreicht man eine angenehme Raumtemperatur.
Les salaires vont augmenter de 2,5%.