Grammy. Lágrimas e sorrisos nos prémios onde Billie Eilish fez história
Radio Latina 6 1 3 min. 27.01.2020 Do nosso arquivo online

Grammy. Lágrimas e sorrisos nos prémios onde Billie Eilish fez história

Grammy. Lágrimas e sorrisos nos prémios onde Billie Eilish fez história

Foto: AFP
Radio Latina 6 1 3 min. 27.01.2020 Do nosso arquivo online

Grammy. Lágrimas e sorrisos nos prémios onde Billie Eilish fez história

Da vitória histórica da cantora de 18 anos à homenagem a Kobe Bryant, a 62ª. edição dos Grammy teve vários momentos emocionantes.

 A edição deste ano dos Prémios Grammy, onde Billie Eilish fez história, foi marcada por muita emoção. A cerimónia realizou-se no domingo, 26 de janeiro, em Los Angeles, no Staples Center, casa dos Lakers, a equipa de sempre do basquetebolista Kobe Bryant, que morreu horas antes do evento, num acidente de helicóptero.

Por esse motivo, os Grammy começaram com uma homenagem ao campeão olímpico, de 41 anos. O tributo foi protagonizado por Alicia Keys - a quem coube apresentar a cerimónia - e pelos Boys II Men. Em conjunto, os artistas cantaram o tema do grupo, 'It’s So Hard To say Goodbye to Yesterday', depois de um breve discurso de homenagem feito pela cantora e anfitriã dos prémios.

"Todos nós estamos a sentir uma grande tristeza porque, hoje, Los Angeles, a América e o mundo todo perderam um herói”, começou por dizer Alicia Keys, ao mesmo tempo que os ecrãs ao fundo, no cenário, exibiam uma imagem do falecido jogador. 

“Estamos destroçados, na casa que Kobe Bryant construiu (...) Nem num milhão de anos, imaginaríamos que teríamos de começar a cerimónia assim", afirmou emocionada. 

O emotivo regresso de Demi Lovato   

As lágrimas marcaram também o regresso de Demi Lovato à cena musical, depois de se ter retirado durante mais de um ano para fazer um tratamento de reabilitação, na sequência de um internamento por overdose, em julho de 2018.

No palco dos Grammy, a cantora de 27 anos apresentou uma nova música, intitulada 'Anyone', que fala, precisamente sobre a sua luta contra as dependências e o sentimento de solidão que experimentou durante esse período. 

Lovato não conteve as lágrimas e demorou algum tempo a controlar as emoções, antes de fazer uma poderosa interpretação da usa nova balada.

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

 Na sua página de Instagram, a cantora quis eternizar o momento que assinalou o seu retorno "em quase dois anos" de ausência.

"Que noite inacreditável. O meu primeiro regresso ao palco em quase dois anos. Foi tão emocionante para mim. Obrigada por todo o amor, apoio e por partilharem este momento comigo", escreveu a cantora. 

História nos prémios

No que toca aos prémios propriamente ditos a noite também foi especial, com Billie Eilish a conquistar as quatro categorias principais dos Grammy, levando para casa os troféus de Álbum do Ano ('When We All Fall Asleep, Where Do We Go?'), Gravação do Ano e Canção do Ano ('Bad Guy') e Artista Revelação. 

Billie Eilish
Billie Eilish
Foto: AFP

A cantora de 18 anos tornou-se assim na mais jovem artista de sempre a ganhar essas quatro categorias.

Billie Eilish conquistou ainda a categoria Melhor Álbum de Vocal Pop Solo e o seu irmão e produtor, Finneas O'Connell, a categoria de Melhor Produtor Não Clássico.

 Billie Eilish e o irmão Finneas O'Connell
Billie Eilish e o irmão Finneas O'Connell
Foto: AFP

No lote dos vencedores da noite, destacaram-se também Lizzo, que era a favorita na corrida, com oito nomeações, e que ganhou três prémios no domingo, incluindo o de Melhor Performance Solo de Pop, Melhor Álbum Urbano Contemporâneo e Melhor Performance Tradicional de R&B.

 Lil Nas X, outro dos favoritos, conquistou os primeiros Grammy da sua carreira, ao ganhar dois prémios, os de Melhor Videoclipe e de Melhor Performance de um Duo ou Grupo Pop, pelo dueto com Billie Ray Cyrus, no tema 'Old Town Road' .

 Michelle Obama ganha um Grammy

A antiga primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, também fez parte de lista de vencedores da 62ª. edição dos Grammy Awards, ao vencer na categoria de Melhor Álbum de Spoken Work, pelo audiobook do seu livro memórias, 'Becoming'.

Veja aqui a lista completa dos vencedores dos Grammys.

Ana Tomás


Notícias relacionadas

Taylor Swift foi uma das premiadas.
Billie Eilish