Grã-Duquesa Charlotte homenageada em filme
Radio Latina 20.11.2019 Do nosso arquivo online

Grã-Duquesa Charlotte homenageada em filme

Grã-Duquesa Charlotte homenageada em filme

Radio Latina 20.11.2019 Do nosso arquivo online

Grã-Duquesa Charlotte homenageada em filme

'Léif Lëtzebuerger' é o filme escolhido para assinalar os 100 anos da coroação. A projeção que conta com a presença dos Grão-Duques tem entrada gratuita.

 Para assinalar os 100 anos da ascensão ao trono de Sua Alteza Real a Grã-Duquesa do Luxemburgo, Charlotte, a Philarmonie acolhe, no próximo dia 26 de novembro, pelas 16h, a projeção do filme 'Léif Lëtzebuerger', de Ray Tostevin.

A exibição do filme contará com a presença da família grã-ducal e será seguida de uma receção aos convidados. A projeção é aberta ao público e a entrada é gratuita, mediante inscrição prévia, neste site. As portas abrem às 15h30.

Grã-duquesa com ligações a Portugal

Durante a Segunda Guerra Mundial, a grã-duquesa refugiou-se com a família e com elementos do governo luxemburguês, em França. Contudo, após a ocupação deste país pelos nazis, obtiveram vistos junto do cônsul português Aristides de Sousa Mendes, em Bordéus, e viajaram para Portugal, onde o então presidente do Conselho, António de Oliveira Salazar, atribuiu à grã-duquesa e aos seus ministros o estatuto de refugiados, desde que se abstivessem de participar em qualquer atividade ou proferir declarações políticas.

Inicialmente, a grã-duquesa e a família real foram instalados no Buçaco, mas depois mudaram-se para Cascais, que na altura se oferecia como um refúgio para vários monarcas. 

Charlotte acabou por ficar no exílio em Londres, regressando ao Luxemburo em 1945, depois de os Aliados terem libertado o país da anexação nazi.

Em Portugal recebeu duas condecorações. A primeira ainda em 1933, quando lhe foi atribuída a Grã-Cruz da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito. Da segunda vez, já em 1949, foi agraciada com a Grã-Cruz da Banda das Duas Ordens de Portugal. 

Ana Tomás