Foi enganado por um taxista? Faça queixa
Radio Latina 11 min. 28.06.2022
Atualidade em síntese 28 JUN 2022

Foi enganado por um taxista? Faça queixa

Atualidade em síntese 28 JUN 2022

Foi enganado por um taxista? Faça queixa

Foto: Pierre Matgé
Radio Latina 11 min. 28.06.2022
Atualidade em síntese 28 JUN 2022

Foi enganado por um taxista? Faça queixa

Acha que o seu taxista cobrou mais do que aquilo que devia? Andou às voltas durante o trajeto? Teve um comportamento estranho? Desde 2016 que o Luxemburgo tem um serviço de reclamações. Basta enviar um e-mail e o motorista será chamado à atenção.

Em declarações prestadas à Rádio Latina, o presidente da Federação dos Táxis, Paulo Leitão, adiantou que, embora o ‘Serviço dos Táxis’ exista há vários anos – desde a última reforma da lei que rege o setor –, ainda é pouco conhecido entre os utentes.

Quem o gere é o Ministério da Mobilidade e Obras Públicas e o grande objetivo é melhorar a qualidade do serviço de táxi. Para isso, todos os utentes, condutores ou empresas podem contactá-lo para partilhar feedback ou sugestões ou para fazer uma queixa.

Se se tratar de uma reclamação, o cliente deve apresentar um talão ou recibo e fornecer o máximo possível de informações: número de licença do táxi, nome do condutor, empresa e matrícula. Recorde-se que a última reforma da lei dos táxis introduziu, por exemplo, o “princípio do trajeto mais curto”, mas esta é uma área onde pode haver abusos, sobretudo quando o cliente não conhece bem o local.

As reclamações ou sugestões devem ser enviadas para reclamation@infotaxi.lu. O serviço pode também ser contactado através do número de telefone (+352) 247-74444. Já o atendimento nos balcões do Serviço dos Táxis (4, place de l’Europe, L-1499 Luxemburgo) faz-se através de marcação.

Quase 100% das pessoas infetadas com varíola dos macacos são homens

Praticamente todas as pessoas infetadas com a varíola dos macacos na União Europeia (UE) são homens. De acordo com uma resposta parlamentar da ministra da Saúde, Paulette Lenert, dos 1.786 casos reportados este ano na UE 1.786 são homens, ou seja, 99,4%.

Ainda de segundo os números da Organização Mundial da Saúde (OMS) citados pela ministra, dos 676 casos em que a orientação sexual foi notificada, 672 pessoas identificaram-se como homens que tiveram relações sexuais com homens, ou seja, também 99,4%.

Na sua questão parlamentar, o partido 'os Verdes' acusa o Ministério da Saúde de estigmatizar a comunidade LGBT ao divulgar que "pessoas com múltiplos parceiros" e "homens que tiveram relações sexuais com outros homens" têm um risco acrescido de infeção.

Paulette Lenert explica que não se trata de estigmatizar um grupo, mas informar com dados factuais para proteger as pessoas de maior risco. A própria OMS fez um folheto dirigido a este grupo de risco.

No Luxemburgo foram detetados até agora três casos. Segundo o Ministério da Saúde, a quarentena prevista para os infetados é de 21 dias.

O tempo de incubação do vírus pode ir de duas a três semanas. Os sinais de infeção são principalmente problemas de pele na região genital, mas também febre, dores de cabeça, dores musculares, dores de costas ou cansaço. As autoridades luxemburguesas encomendaram 2.500 doses de vacinas, suficientes para tratar 1.250 pessoas.

Em caso de suspeita de infeção, as pessoas devem contactar o Serviço Nacional de Doenças Infeciosas (telefone: 4411-3091) e obter mais informações no site www.sante.lu. 

“O Inverno vai ser muito duro para os luxemburgueses”, diz ministro

O ministro da Energia do Grão-Ducado, Claude Turmes, lançou o alerta sobre a falta de gás no próximo inverno e aconselha os residentes a poupar.

Os problemas de abastecimento de gás nos países europeus, devido à guerra na Ucrânia e consequentes cortes russos de fornecimento, foram o tema central da reunião entre os 27 ministros da União europeia, que decorreu ontem em Kirchberg.

“Penso que a situação atual é muito grave”, declarou ontem em conferência de imprensa Claude Turmes, citado pela edição francesa do Wort.

O problema tenderá a agravar-se na próxima estação mais fria. “Será um inverno muito duro para todos os luxemburgueses, para todos os europeus. É por isso que é importante trabalharmos juntos no país, mas também fora das fronteiras”, realçou o governante.

Apesar de o Luxemburgo depender pouco do fornecimento do gás russo, já que compra sobretudo ao mercado belga, poderá ser afetado pelas reservas de gás que tem na Alemanha.

Por isso, Claude Turmes aconselha os luxemburgueses a poupar cerca de 10% no consumo quando o frio chegar. O governante assumiu que está preocupado com o aumento dos custos de energia, sobretudo com a dificuldade das famílias mais desfavorecidas.

Luxemburgo. Mais dois meses de vida se o ar não fosse poluído

Os efeitos da poluição no ar estão a reduzir a expectativa média de vida global, de acordo com o mais recente estudo “Air Quality Life Index” da Universidade de Chicago. "A poluição tem um impacto comparável ao tabagismo e muito pior do que o do VIH ou terrorismo", alerta o estudo.

Mais de 97% da população mundial vive em áreas onde a poluição do ar excede os níveis recomendados, com minúsculas partículas em suspensão no ar que danificam os pulmões. 

O novo estudo permite observar, por exemplo, que no Luxemburgo a poluição tem vindo a diminuir entre 2010 e 2020. Mas mesmo assim, o estudo defende que se houvesse menos poluição de partículas finas, cada luxemburguês ganharia uma média de mais dois meses de vida.

Segundo o último relatório da Agência Europeia do Ambiente, em 2019, as partículas finas de poluição provocaram a morte prematura de 200 pessoas no Grão-Ducado.

Beber café antes de ir às compras? Vai gastar muito mais dinheiro

Quem bebe um café antes de ir às compras gasta mais 50% do que o desejado e compra mais 30% de bens que não precisa.

Um estudo, realizado por uma equipa de cientistas da Universidade do Sul da Flórida, indica que a cafeína, como um poderoso estimulante, libera dopamina no cérebro, o que excita a mente e o corpo. Isso leva a um estado energético mais alto, que por sua vez aumenta a impulsividade e diminui o autocontrole.

Para o estudo, os investigadores instalaram máquinas de café à entrada de três lojas, duas em França e num centro comercial em Espanha. Mais de 300 clientes foram convidados a beber um café antes das suas compras, metade bebeu café com 100mg cafeína e a outra metade, saboreou um descafeinado. No final das compras entregaram as faturas aos investigadores. Quem foi estimulado pela cafeína gastou mais 50% na despesa e adquiriu mais 30% de artigos.

A investigação revelou que o café também influencia o tipo de bens que se compra. Quem estava estimulado pela cafeína não resistiu a adquirir bens não essenciais, como velas aromáticas ou fragâncias. 

Xavier Bettel, François Bausch e Jean Asselborn participam na cimeira da NATO

O Luxemburgo vai estar representado por três governantes na cimeira da NATO, que decorre entre esta terça e quinta-feira, em Madrid.

Na cimeira da Aliança Atlântica vão estar o primeiro-ministro e ministro do Estado, Xavier Bettel, o ministro da Defesa, François Bausch, e o ministro dos Negócios Estrangeiros e Europeus, Jean Asselborn.

A segurança europeia e transatlântica vai ser o principal tema da cimeira, refere o Ministério de Estado em comunicado.

Os representantes dos países membros da NATO vão debater o próximo conceito estratégico da Aliança Atlântica, a nova postura de dissuasão e de defesa, o apoio à Ucrânia, a repartição das despesas e a adesão da Finlândia e da Suécia.

Ucrânia: Número de mortos em ataque a centro comercial sobe para 16

O número de mortos no ataque de mísseis russo a um centro comercial na cidade ucraniana de Kremenchuk subiu para 16, segundo um balanço atualizado pelas autoridades locais.

Vinte e cinco dos 59 feridos foram hospitalizados, acrescentaram as autoridades, que prosseguem os trabalhos de resgate e remoção dos destroços.

O ataque atingiu um centro comercial em Krementchuk, no centro da Ucrânia, no segundo dia da cimeira das grandes potências económicas do G7, nos Alpes da Baviera, no sul da Alemanha, um encontro em grande parte dominado pela guerra desencadeada pela Rússia.

A guerra na Ucrânia teve início com a invasão russa a 24 de fevereiro. A ONU já confirmou a morte de mais de 4.600 civis, alertando, contudo, que o balanço real será consideravelmente superior. 

Um morto e nove feridos em tornado no sudoeste dos Países Baixos

Uma pessoa morreu, na segunda-feira, e nove ficaram feridas na cidade costeira de Zierik--zee, no sudoeste dos Países Baixos, devido a um tornado. 

O fenómeno, o primeiro deste tipo a causar vítimas mortais em três décadas, ocorreu no início da época turística naquela cidade e deixou um rasto de destruição, com telhados de casas arrancados e árvores derrubadas

Segundo a polícia local, a vítima mortal era uma turista de 73 anos, oriunda de Wassenaar, uma cidade perto de Haia.

Os Países Baixos, cujas terras planas se encontram mesmo acima do nível do mar, são muito vulneráveis a eventos climáticos extremos, mas o último tornado a causar vítimas mortais ocorreu em 1992, de acordo com a agência meteorológica holandesa. 

Cerca de 10% dos cancros da Europa estão ligados à poluição

Alerta Agência Europeia do Ambiente. Cerca de 10% dos cancros na Europa estão ligados à poluição, nas suas diversas formas, e eram evitáveis na maioria dos casos.

Na origem dos casos estão a exposição à poluição do ar, ao tabagismo passivo, aos raios ultravioletas, ao amianto, a alguns produtos químicos e a outros poluentes.

Em comunicado, a organização sublinha que este número pode contudo diminuir de forma drástica se as políticas existentes forem objeto de uma atualização rigorosa, nomeadamente na luta contra a poluição. 

Ponte em Lultzhausen reabriu esta tarde, mas acessos ao lago podem ficar mais difíceis

A ponte flutuante em Lultz--hausen já reabriu, três dias antes da data inicialmente apontada, de acordo com a Administração das Pontes e Estradas.

A estrutura tinha sido fechada ao público por razões de segurança, na sequência de atos de vandalismo ocorridos no fim de semana de 18 e 19 de junho no lago de Esch-sur-Sûre, marcado por temperaturas elevadas. 

As enchentes provocaram distúrbios no trânsito e estacionamento ilegal, levando as autoridades a fechar os acessos a várias praias fluviais. O resultado da sobrelotação também se viu no lixo acumulado no espaço, além dos danos causados na ponte flutuante.

De acordo com a RTL, uma comissão especial deverá reunir-se no próximo dia 6 de julho para propor novas medidas sobre o controlo da afluência de multidões.

Ainda não são conhecidas as novas regras, em concreto, mas de acordo com a RTL parece estar descartado, para já, o regresso do sistema de reservas, implementado no início da pandemia.

O ministro estará a equacinonar, por exemplo, a "contagem do número de lugares de estacionamento" para saber quantos carros poderiam ocupar esse espaço, o que permitiria gerir parte do problema.

Reforçar a segurança e a prevenção de atos de vandalismo com agentes municipais ou agentes de segurança de empresas privadas, nas alturas em que houver maior afluência é outra das possibilidades em cima da mesa. 

Futebol feminino. Seleção do Luxemburgo joga amistoso contra Bélgica

A seleção feminina de futebol do Luxemburgo joga esta noite na Bélgica num amigável, que vai servir como jogo preparação para o próximo embate a contar para a fase de qualificação para o Mundial.

O jogo Bélgica - Luxemburgo vai ser disputado a partir das 20h desta terça-feira, no estádio Herman-Vanderpoorten, em Lier, perto de Antuérpia.$

O selecionador Dan Santos tem à sua disposição 22 jogadoras.

A seleção feminina do Luxemburgo está no quarto lugar do grupo D com 9 pontos em oito jogos. O grupo é liderado pela Inglaterra, com oito vitórias em tantos jogos (24 pontos), seguida pela Áustria com 19 pontos e Irlanda do Norte, com 13.

Abaixo do Luxemburgo estão a Macedónia do Norte e a Letónia, com três pontos.

No último jogo, a 24 de junho, o Luxemburgo perdeu na Letónia por 1-0 e antes, no dia 19 de junho, ganhou Cabo Verde, num amigável, por 2-1, em Bettembourg.

Temperaturas sobem aos 28 graus no fim de semana

É a "montanha russa" da meteorologia a animar o Luxemburgo. Amanhã, quarta-feira, vai estar calor, com máximas de 27 graus para deixar o país mais bem-disposto.

Já na quinta-feira, não saia à rua sem guarda-chuva. As previsões meteorológicas anunciam possibilidades de trovoada e chuva.

Há que esperar pelo fim de semana para desfrutar do calor, com as máximas a chegar aos 26 graus no sábado e 28 no domingo, indica o Meteolux.

Redação Latina | Lusa 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas