Federação Horesca resignada com obrigação de CovidCheck nos restaurantes e cafés
Radio Latina 12.10.2021
Covid-19

Federação Horesca resignada com obrigação de CovidCheck nos restaurantes e cafés

Covid-19

Federação Horesca resignada com obrigação de CovidCheck nos restaurantes e cafés

Foto: Arquivo LW
Radio Latina 12.10.2021
Covid-19

Federação Horesca resignada com obrigação de CovidCheck nos restaurantes e cafés

A federação Horesca, que representa a hotelaria, a restauração e a cafetaria, diz-se contra o fim dos testes rápidos e a obrigação do regime CovidCheck no setor horeca, a partir de 1 de novembro, mas por outro lado garante que não pode fazer nada.

A Rádio Latina confrontou o secretário-geral da federação com as medidas anunciadas na semana passada pelo primeiro-ministro, Xavier Bettel. François Koepp diz que tentou defender o CovidCheck também com testes rápidos, mas lamenta as decisões tomadas.

A nova lei vai entrar em vigor no dia 19 de outubro, mas até ao final do mês as pessoas ainda podem entrar nos restaurantes com testes rápidos. Apesar de não ser favorável às novas mudanças no setor, François Koepp diz que teve de aceitá-las, já que é o Estado quem está a apoiar o relançamento do setor.

A partir de 1 de novembro só entram nos restaurantes quem se submeter ao CovidCheck, ou seja, a partir da entrada em vigor da nova lei, o Governo vai dar mais 12 dias aos 23% de não vacinados para se inocularem até essa data.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A federação Horesca diz-se contra o fim dos testes rápidos e a obrigação do regime CovidCheck no setor.

Setor da Horeca espera e desespera

Luxemburgo por Susy MARTINS 10.12.2020