Fazer as decorações de Natal mais cedo torna-nos mais felizes, diz a ciência
Radio Latina 2 min. 04.11.2019 Do nosso arquivo online

Fazer as decorações de Natal mais cedo torna-nos mais felizes, diz a ciência

Fazer as decorações de Natal mais cedo torna-nos mais felizes, diz a ciência

Radio Latina 2 min. 04.11.2019 Do nosso arquivo online

Fazer as decorações de Natal mais cedo torna-nos mais felizes, diz a ciência

Pode começar já a desempacotar os objetos para encher a casa de espírito natalício, sem complexos.

Se é daquelas pessoas que enfeita a casa com os motivos de Natal mal chegam as decorações às lojas, ou assim que muda a hora para o horário de inverno, já não tem de se sentir diferente por estar um passo à frente da maioria. Pelo contrário, é a própria ciência a apoiar esse espírito natalício precoce. 

Fazer as decorações de Natal antes de tempo pode tornar as pessoas mais felizes, garantem os psicólogos.

Uma das razões apontadas é o factor nostalgia. Quando as pessoas sentem o ambiente à sua volta particularmente stressante, querem estar rodeadas de objetos que lhes evoquem felicidade e lhes tragam memórias de momentos mais simples e descontraídos. E, por norma, a quadra natalícia encaixa nesse conceito. 

Nesse sentido, começar as decorações natalícias um pouco antes do habitual pode funcionar "simplesmente com uma âncora ou um caminho para aquela excitação e emoção mágica de infância", afirmou à Unilad, o psicanalista Steve McKeown.

Por outro lado, o próprio cérebro atua de maneira diferente quando a pessoa adere ao espírito natalício e o materializa em atividades manuais, como as decorações de Natal, que podem contribuir para aumentar a dopamina, responsável por várias emoções, como o humor, a motivação e a sensação de recompensa. 

Como apontou a psicóloga Deborah Serani, no programa de televisão americano Today, "tudo aquilo que saia fora dos hábitos normais, do conceito de dia sim, dia não...deixa alerta os nossos sentidos, e eles depois vão medir se isso é aprazível ou não".

Para quem não gosta do Natal também há opções

Nos casos em que o Natal está associado a memórias dolorosas, os seus símbolos, onde se incluem as decorações, acabam por produzir o efeito oposto ao de felicidade e retardar ao máximo entrar no espírito pode ser uma possibilidade para o contornar. 

Porém, também aí existem algumas estratégias que, segundo os psicólogos, podem facilitar a vivência desses dias. Por exemplo, criar novas tradições ou costumes próprios e alternativos para essa quadra, obtendo assim uma espécie de mundo paralelo ao frenesim da maioria.

A vantagem dos novos hábitos criados para a quadra é que ajudam a desenvolver outras associações a esta época de festas e celebrações, que decorre um pouco por toda a parte, e também a acumular memórias mais positivas. 

Com o tempo estas podem substituir ou contribuir para relativizar as memórias negativas, dando lugar a associações mais felizes com o Natal. 

Mercados de Natal começam este mês

À medida que os dias 24 e 25 de dezembro se vão aproximando chegam também os tradicionais mercados de Natal. No Luxemburgo, começam a partir do dia 21 de novembro. 

Com eles vêm também as luzes e iluminações natalícias e todos os pequenos pormenores que dão cor e cheiros à quadra, desde as pequenas casas que acolhem os pontos venda, aos bonecos de madeira pintados e decorados com as cores da época, passando pelos produtos gastronómicos tradicionais desta quadra.  Veja mais informações aqui

Ana Tomás 


Notícias relacionadas

Une centaine de chalets sont installés dans le centre de la capitale
Place de la Constitution, Gelle Fra, cidade do Luxemburgo