Eurovisão. Falhas nas votações poderão ter prejudicado canção portuguesa
A comitiva portuguesa na "green room", na noite da primeira seminfinal.

Eurovisão. Falhas nas votações poderão ter prejudicado canção portuguesa

Foto: Thomas Hanses (eurovision.tv)
A comitiva portuguesa na "green room", na noite da primeira seminfinal.
Radio Latina 2 3 min. 16.05.2019

Eurovisão. Falhas nas votações poderão ter prejudicado canção portuguesa

A onda de indignação aumentou esta quinta-feira, com críticas ao sistema de votação e o lançamento de uma petição online.

A revolta com a eliminação de Conan Osiris, na terça-feira, continua. Além das críticas à organização, este ano a cargo de Israel, há quem invoque dificuldades com o sistema de televoto, segundo o jornal Sol.

De acordo com alguns dos comentários divulgados quer nas redes sociais da Eurovisão, não era possível efetuar chamadas para o número divulgado para votar na canção portuguesa a partir de diferentes países integrantes da União Europeia de Radiodifusão. "As linhas de voto por Portugal foram bloqueadas em alguns países (faziam chamada e recebiam mensagem de volta a dizer 'ERROR'), nomeadamente em Espanha", referiu um utilizador na página de OGAE Portugal (Associação de Fãs do Festival RTP da Canção e do Festival Eurovisão da Canção). De acordo com o jornal Correio da Manhã, o representante que gere a página Festival da Canção confirmou que recebeu mais mensagens a denunciar a mesma situação.

Ainda de acordo com o mesmo jornal, Carla Bugalho, chefe da delegação portuguesa na Eurovisão, vai tentar perceber junto da organização da Eurovisão o sucedido. Mas os fãs do candidato português acreditam que houve também erros na receção dos votos, e já pediram que a Eurovisão que averigue a situação e assuma o problema. É o que exige uma petição como o propósito de serem reconhecidos pela organização os erros reportados por vários telespetadores e que entretanto têm chegado quer à RTP como à EBU. No início da tarde desta quinta-feira, a petição contava já com 1750 assinaturas.

As horas que se seguiram à semifinal ficaram ainda marcada pelas declarações que Jon Ola Sand, responsável pelo concurso, que referiu na sua conta do Twitter que a diferença entre o 10.º (apurado) e o 11.º (não apurado) posicionados foi de apenas dois pontos. Imformação que logo deu aso às mais diversas teorias por parte dos fãs. Entre elas, a de que a canção portuguesa poderá ter ficado a uma "unha negra" da passagem à final.

Portugal falhou a passagem à final do 64.º Festival Eurovisão da Canção. A exclusão de Portugal da final, marcada para sábado, já era expectável, a avaliar pela média de várias casas de apostas, calculada pelo site Eurovision World, especializado no concurso. Ainda assim, no dia da semifinal, e depois de se fazer notar na cerimónia da "orange carpet", grangeando a simpatia dos jornalistas e fãs, a canção portuguesa foi apontada como favorita à passagem numa live poll realizada pelo conhecido site ESC Today.

A "orange carpet" marcou o arranque o festival, com a presença de todas as delegações em concurso e foi acompanhada pela televisão pública portuguesa.

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

Este ano assinala-se a 64.ª edição do concurso. Portugal participou pela primeira vez no concurso em 1964, tendo, entretanto, estado ausente em cinco edições (1970, 2000, 2002, 2013 e 2016). Esta é a nona vez que Portugal falha uma passagem à final do Festival Eurovisão da Canção. Entre 2004 e 2007, inclusive, e em 2011, 2012, 2014 e 2015, Portugal falhou a final. 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

O vídeo da atuação, publicado horas após o evento de terça-feira, é já um dos mais populares da semifinal e contava ao início da tarde desta quinta-feira com mais de 580 mil visualizações.

Marco António Ribeiro (com Lusa)


Notícias relacionadas

Xavier Bettel esteve hoje nas instalações do editor do Contacto, o grupo saint-paul, para ser "chefe de redação por um dia" do Luxemburger Wort.
Salvador Sobral
Salvador Sobral