Eduardo Beauté. Filhos adotados não sabem com quem vão ficar
Radio Latina 2 min. 10.09.2019

Eduardo Beauté. Filhos adotados não sabem com quem vão ficar

Eduardo Beauté. Filhos adotados não sabem com quem vão ficar

Radio Latina 2 min. 10.09.2019

Eduardo Beauté. Filhos adotados não sabem com quem vão ficar

Padrinhos das crianças, os atores Fernanda Serrano e António Pedro Cerdeira, poderão ficar encarregues dos menores.

Eduardo Beauté morreu no passado sábado, 7, em circunstâncias ainda por apurar

O cabeleireiro das celebridades deixou, assim, os três filhos adoptivos com um futuro incerto. Isto porque Beauté e o modelo Luís Borges, durante o seu casamento de cinco anos, decidiram adotar três crianças: Bernardo, 9, Lurdes, 7, e Edu, 4. 

No entanto, apesar de considerarem Luís como um dos pais, legalmente, eram apenas filhos do cabeleireiro. Ou seja, o óbito de Beauté torna-as orfãs, perante a lei, e terá de lhes ser nomeado um tutor legal. A tarefa está a cargo do Ministério Público. 

As três crianças não estão na mesma situação. Bernardo, o filho mais velho, não é legalmente filho de Beauté, este é apenas o seu tutor legal. Em 2012, o cabeleireiro assumiu esta responsabilidade quando os pais biológicos da criança, com trissomia 21, se declararam incapazes de o fazer. 

Por enquanto, os três permanecem com o modelo e ex-marido e Alice, governante e amiga de longa data de Eduardo, com quem já costumavam passar grande parte do tempo. 

Ao Correio da Manhã, Dulce Rocha, presidente do Instituto de Apoio à Criança (IAC), disse que “nestes casos, o Ministério Público instaura um processo para definir quem está em melhores condições para ser o tutor, o responsável por estas crianças, até financeiramente, e sempre tendo em conta o superior interesse das mesmas”

Padrinhos são opção

Uma outra opção está em cima da mesa. Os filhos ficarem com os respetivos padrinhos. O ator António Pedro Cerdeira é o padrinho de Edu e Fernanda Serrano é madrinha de Lurdes.

No batizado de ambos, em 2017, Beauté afirmou à Flash que "os padrinhos são os segundos pais, porque se eu ou o Luis faltarmos, eles serão os substitutos, e acho que não haveria melhores pessoas a quem pudesse confiar os meus filhos". 

Na mesma ocasião, Cerdeira sentiu-se "muito feliz, emocionado e honrado. O Eduardo é um amigo, um senhor, um grande homem e uma pessoa de quem gosto muito. Se ele me deu o privilégio de ser padrinho de um filho dele só tenho de estar muito agradecido".

"Sermos padrinhos da Lu é uma grande responsabilidade, que aceitámos com o maior prazer. Aquilo que mais desejo é que ela tenha uma vida longa, linda e muito feliz. É o que desejo todos os dias, peço e agradeço, para mim e para as pessoas de quem mais gosto. Faz todo o sentido estender esse apreço, essa estima e esse agradecimento a uma das pessoas mais importantes da minha vida", disse a atriz no batismo. 



Notícias relacionadas