Dino junta-se a Madonna nos concertos de Lisboa
Radio Latina 3 min. 15.01.2020 Do nosso arquivo online

Dino junta-se a Madonna nos concertos de Lisboa

Dino junta-se a Madonna nos concertos de Lisboa

Foto: Instagram de Dino d'Santiago
Radio Latina 3 min. 15.01.2020 Do nosso arquivo online

Dino junta-se a Madonna nos concertos de Lisboa

O cantor é um dos convidados da digressão. Nos concertos do Coliseu interpretou em dueto com a rainha da pop um clássico da morna.

Os concertos de 'Madame X Tour' em Lisboa contaram com uma participação especial. Madonna convidou aquele, que, segundo a própria, foi  “fundamental”na criação do disco que inspirou a sua mais recente tournée mundial: Dino d' Santiago.

O cantor atuou nos primeiros dois concertos da rainha da pop no Coliseu dos Recreios, no passado domingo, 12, e na terça-feira, 14, juntando-se assim a um leque de músicos lusófonos que inclui o jovem guitarrista de fado, Gaspar Varela, e a Orquestra de Batukadeiras.

Um dueto para recordar Cesária Évora

Apesar de ainda não haver vídeos públicos da participação do cantor - Madonna tem preferido usar o seu Instagram, onde costuma partilhar fotos da tournée, para matar saudades de Lisboa e  publicar imagens das ruas da capital - a imprensa portuguesa assistiu ao concerto e relata a atuação.

Tanto no domingo, como esta terça-feira, Dino subiu ao palco do Coliseu para cantar em dueto com Madonna uma versão de 'Sodade', o tema imortalizado por Cesária Évora, conta a reportagem da Blitz.

Uma das poucas imagens de Dino, divulgadas por Madonna nos seus Instastories e partilhada pelo cantor na sua rede social.
Uma das poucas imagens de Dino, divulgadas por Madonna nos seus Instastories e partilhada pelo cantor na sua rede social.
Foto: Instagram de Dino d'Santiago


"Ansiosa por voltar a Lisboa, a minha segunda casa"

A reportagem da revista 'Sábado' dá também conta da homenagem da cantora à cidade que escolheu para morar, desde 2017, e ao fado.

 "Estava ansiosa por voltar a Lisboa, a minha segunda casa, onde comecei este disco, inspirada pela música do fado. Finalmente estou num lugar onde não tenho de explicar o que isso é", disse perante uma grande ovação do público presente.

A rainha da pop contou algumas histórias daquela que é a sua vida na capital portuguesa de há cerca de há três anos para cá, quando decidiu mudar-se para que o seu filho, David Banda, pudesse jogar nos iniciados do Benfica.

Madonna falou também um pouco em português e interpretou uns versos do 'Fado Pechincha', acompanhada por Gaspar Varela.

Depois do primeiro concerto, no domingo, Madonna mostrou ainda que a reconhecido género musical português não está só no palco do seu espetáculo. 

Com um dia de descanso entre o primeiro e o segundo concerto da etapa lisboeta de 'Madame X', a rainha da pop estendeu a noite e foi matar saudades do fado tradicional, numa casa de fados da cidade.

Foto: Instagram de Madonna


Trump não foi esquecido

Provocadora e inconformista, Madonna fez destes concertos megafone para intervenções políticas, como, de resto, tem acontecido ao longo de toda a sua carreira.

Além das mensagens feministas que o próprio disco, 'Madame X', oferece, a cantora chegou a congratular os portugueses por não terem um presidente como Trump, segundo refere a Sábado.

Uma festa em família

No palco do Coliseu dos Recreios estiveram também os filhos que vivem com Madonna em Lisboa. 

No tema 'Human Nature', chamou as três filhas mais novas, Mercy James e as gémeas Esther e Stella para o palco. David Banda juntou-se na parte em que Madonna cantou com Dino o tema 'Sodade'. 

Momentos que se deverão repetir nos outros concertos de Lisboa, que decorrem até dia 23 de janeiro. São mais seis datas, num total de oito espetáculos que a cantora agendou para a capital portuguesa. 

Seguem-se depois Paris e Londres na etapa europeia de 'Madame X'.

Ana Tomás


Notícias relacionadas

Madonna volta a cancelar concertos

Radio Latina por Ana TOMÁS 2 min. 26.12.2019
"O povo português é afável e de emoções fortes, como o fado também é", diz Katia Guerreiro
António Zambujo - Philharmonie (Festival Atlântico) / Foto: Ivo GUIMARAES