Depois da prisão, atriz Felicity Huffman inicia serviço comunitário
Radio Latina 04.11.2019 Do nosso arquivo online

Depois da prisão, atriz Felicity Huffman inicia serviço comunitário

Depois da prisão, atriz Felicity Huffman inicia serviço comunitário

Foto: DR
Radio Latina 04.11.2019 Do nosso arquivo online

Depois da prisão, atriz Felicity Huffman inicia serviço comunitário

Huffman terá de cumprir 250 horas num centro de acolhimento a mulheres em risco de tráfico sexual ou sem abrigo.

Este é o último passo da sentença de Felicity Huffman. A atriz começou a cumprir o serviço comunitário no domingo passado, 3, depois de passar 11 dias na prisão, após ter sido considerada culpada no maior golpe de admissão universitária descoberto na história dos Estados Unidos da América. 

Serão 250 horas passadas no 'The Teen Project' ('Projeto Adolescente'), um centro de tratamento para mulheres em risco de tráfico sexual e sem abrigo.   

O escândalo

A atriz admitiu ter pago 15 mil dólares (cerca de 13.300 euros) a uma instituição de caridade falsa para branquear o suborno com o qual pretendia aumentar a pontuação do exame de admissão à faculdade da sua filha nos EUA.  

O escândalo foi tornado público em março e ficou conhecido como "Operação Varsity Blues". 50 pessoas foram acusadas de pagar um total de 25 milhões de dólares em subornos (cerca de 22 milhões de euros) para os filhos entrarem nas melhores universidades norte-americanas, como Yale ou Georgetown. 

Huffman foi condenada a passar 14 dias na prisão federal (passou apenas 11), a pagar uma multa de 30 mil dólares (26 mil euros) e 250 horas de serviço comunitário (que cumpre agora).

O site TMZ conseguiu imagens da atriz durante o tempo que esteve presa, durante uma visita da família. 

A atriz, que ficou conhecida pela série"Desperate Housewives", cumpriu 11 dias no 'Federal Correctional Institution', uma prisão de baixa segurança com aproximadamente 1.200 detentas do sexo feminino, em Dublin, na Califórnia. 




Notícias relacionadas