Covid-19. Estado disponibiliza-se para transporte de trabalhadores da construção civil
Radio Latina 17.04.2020

Covid-19. Estado disponibiliza-se para transporte de trabalhadores da construção civil

Covid-19. Estado disponibiliza-se para transporte de trabalhadores da construção civil

Foto: Chris Karaba
Radio Latina 17.04.2020

Covid-19. Estado disponibiliza-se para transporte de trabalhadores da construção civil

Questionado pela Rádio Latina sobre se o Estado tenciona intervir para facilitar o transporte de operários, o ministro da Mobilidade, François Bausch, assegurou que “o governo está disposto a disponibilizar carrinhas da rede RGTR, como por exemplo as carrinhas do serviço Adapto.

O setor da construção civil retoma a sua atividade na próxima segunda-feira, depois de um mês de paralisação decretada pelo governo para evitar o contágio do novo coronavírus.

A retoma da atividade nos estaleiros será tudo menos normal. A pandemia da covid-19 ainda não acabou e como tal há que respeitar várias regras de segurança. O distanciamento social de dois metros deve ser a regra, também nos estaleiros. Mas sempre que essa regra não possa ser respeitada o uso de uma proteção bocal [máscara cirúrgica ou caseira, lenço, cachecol] é obrigatório. Uma medida que entrará em vigor na segunda-feira e que, de resto, abrange toda a população.


Covid-19. Pandemia vai durar mais tempo do que o estado de emergência
“A pandemia da covid-19 vai durar mais tempo do que o estado de emergência”, disse esta tarde o vice-primeiro-ministro e ministro do Trabalho, Dan Kersch, em videoconferência de imprensa.

A proteção da boca também será obrigatória nos transportes públicos – mesmo que só haja um utente no autocarro ou comboio – e as carrinhas que transportam os operários desde a sede da empresa até aos estaleiros não serão exceção. Neste caso, o ministro do Trabalho, Dan Kersch, revelou esta tarde que “patrões e sindicatos estão a negociar um acordo para limitar o transporte de operários nessas carrinhas”.

Questionado pela Rádio Latina sobre se o Estado tenciona intervir para facilitar o transporte de operários, o ministro da Mobilidade, François Bausch, assegurou que “o governo está disposto a disponibilizar carrinhas da rede RGTR, como por exemplo as carrinhas do serviço Adapto, para o setor da construção civil, caso haja esse pedido.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas