Condutor acusado de homicídio involuntário no caso do agente morto em perseguição policial

Condutor acusado de homicídio involuntário no caso do agente morto em perseguição policial

Radio Latina 20.04.2018

Condutor acusado de homicídio involuntário no caso do agente morto em perseguição policial

Foi detido e acusado de homicídio involuntário o condutor que, no sábado, despoletou uma perseguição policial na qual um dos agentes perdeu a vida.

O Ministério Público de Diekirch informou que o indivíduo, identificado e detido, foi ouvido ontem, ao final da tarde, por um juiz de instrução. O homem de 37 anos, residente no norte do país, confessou a fuga, estando consciente de que conduzia sob o efeito de álcool.

O caso remonta à noite de sexta-feira para sábado, na N7, perto de Lausdorn. O automobilista terá recusado submeter-se a um controlo, dando origem uma perseguição policial com duas viaturas da polícia. Um dos agentes morreu e os outros quatro ficaram feridos.

Além do crime de homicídio involuntário, o homem de 37 anos foi acusado de conduzir sob influência de álcool.

O indivíduo ficou em prisão preventiva. A investigação está a cargo da Inspeção Geral da Polícia (IGP).

Redação Latina (Foto: Polícia grã-ducal)