Co-produção luxemburguesa em destaque em festival de cinema português
Radio Latina 1 2 min. 03.08.2020 Do nosso arquivo online

Co-produção luxemburguesa em destaque em festival de cinema português

Co-produção luxemburguesa em destaque em festival de cinema português

Foto: Les Films Fauves
Radio Latina 1 2 min. 03.08.2020 Do nosso arquivo online

Co-produção luxemburguesa em destaque em festival de cinema português

'Jumbo' é destaque no Festival de Novos Realizadores Novos Filmes (FEST), que este ano conta também com sessões no Porto em Lisboa.

Para muitas produções cinematográficas o ano de 2020 é um ano perdido. Com o encerramento das salas durante o confinamento e a lotação reduzida até que seja encontrada uma vacina ou um tratamento eficaz contra a covid-19 as datas das estreias têm sido adiadas para 2021 e ainda sem data definida.

Em alguns casos, a distribuição comercial mundial dos filmes também tem ficado comprometida. 

Os festivais de cinema são agora umas das escassas oportunidades para as produções, sobretudo independentes, fazerem as suas exibições internacionais.

E é aí que estão filmes como 'Jumbo', uma co-produção entre Luxemburgo, França e Bélgica, realizada por Zoé Wittock, que faz parte da programação do Festival de Novos Realizadores Novos Filmes (FEST), a decorrer em Espinho e, este ano, também no Porto, até dia 9 de agosto, e em Lisboa, de 6 a 12.

O filme integra a competição principal - o Lince de Ouro de Ficção - e será exibido a 7 de agosto, na Junta de Freguesia de Espinho, cidade que acolhe o festival há 16 edições.

'Jumbo' conta a história de Jeanne, uma jovem rapariga tímida que trabalha no parque de diversões local e vive sozinha com a sua mãe.  O seu fascínio por carrosséis assume proporções surreais, quando começa a desenvolver um interesse obsessivo por Jumbo, a principal atração do parque, apaixonando-se por esse objecto inanimado.

O conceito do filme, que se posiciona nos limites do absurdo, fez de 'Jumbo' uma das obras, com co-produção luxemburguesa, mais esperadas de 2020. Na sua estreia, no prestigiado Festival de Sundance, foi louvado pela sua ousadia, estética ambiciosa e estrutura narrativa. Misturando elementos do realismo social com o cinema fantástico, o filme "perfila-se para se tornar numa obra de culto, como há muito não acontecia no cinema europeu", defende a nota do festival.

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

Pelo FEST vão passar mais de 230 filmes. Em Espinho, as sessões decorrem no Auditório da Junta de Freguesia e num cinema drive-in instalado no Parque de Estacionamento da Nave Desportiva de Espinho. Pela primeira vez, o festival estende-se a Lisboa e Porto, com sessões no Cinema Ideal e Cinema Trindade, respetivamente, e com a projeção de curtas na Casa Comum da Reitoria da Universidade do Porto.  

Além de Espinho, 'Jumbo' será também exibido nessas duas outras cidades: no dia 6 em Lisboa, no Cinema Ideal, e dia 9 no Cinema Trindade, no Porto.

Mais informações aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

“A Canção de Lisboa” é um dos maiores êxitos de bilheteira de 2016. O filme será projetado no Luxemburgo no dia 15 de novembro.
Um dos filmes portugueses presentes no Festival de Cinema da Cidade do
Luxemburgo é “Porto”, do realizador Gabe Klinger.
"A hora do lobo", do realizador francês Jean-Jacques Annaud, é baseado no romance semi-biográfico do escritor chinês Jiang Rong