Charlene conta que ser mãe de gémeos é "exaustivo mas estimulante"
Radio Latina 3 4 min. 26.11.2019 Do nosso arquivo online

Charlene conta que ser mãe de gémeos é "exaustivo mas estimulante"

Charlene conta que ser mãe de gémeos é "exaustivo mas estimulante"

AFP
Radio Latina 3 4 min. 26.11.2019 Do nosso arquivo online

Charlene conta que ser mãe de gémeos é "exaustivo mas estimulante"

A princesa do Mónaco revela em que idiomas ela e Alberto falam com os filhos, Jacques e Gabriella, quem os leva à escola e outras rotinas da família.

A princesa Charlene deu uma entrevista onde, pela primeira vez, falou abertamente sobre como é ser mãe de gémeos e o seu dia a dia no principado. Garantiu ainda que o príncipe Alberto “nasceu para ser pai”.

 A princesa concedeu um exclusivo à revista francesa 'Point de Vue', em que revelou detalhes da vida quotidiana da família e da experiência como mãe. Os gémeos Jacques e Gabriella estão prestes a completar cinco anos no próximo dia 10 de dezembro e espera-se uma festa à medida para comemorar a data.

A Princesa considera-se uma mãe protetora e reconhece que o papel "é muitas vezes exaustivo, mas é também muito estimulante em muitas áreas”.

Quando estão os quatro, os pais falam inglês com os gémeos “mas Jacques e Gabriella falam muito bem francês na escola", admitiu. 

Um dia na vida da família real

Charlene acaba por revelar ao pormenor como é a rotina diária e como concilia todas as funções oficiais com a educação dos pequenos. 

"De manhã, o pai leva-os à escola. Quando voltam para casa, o meu trabalho começa e dura até ao dia seguinte. As tardes são normalmente agitadas. Quando estou sozinha com eles, as crianças lutam para ver quem vai dormir com a mãe. Eles adoram entrar na nossa cama, por isso, muitas vezes ficamos um pouco apertados na lotada. E tudo isso sem contar com os nossos dois cães, Poppy e Harley!”

A mulher de Alberto parece dar prioridade ao tempo que passa com os gémeos e em família. É o "nosso santuário", disse, reconhecendo que o ambiente onde crescem os filhos "não é o lugar mais natural para crescer e, por isso, protegemos-os muito, embora me surpreenda a forma como se adaptam a todas as situações".

Alberto “nasceu para ser pai”

A princesa garante que o seu marido “nasceu para ser pai". 

“Alberto é um pai extraordinário, maravilhoso e engraçado que escuta e encoraja. Ele passa muito tempo com Jacques e Gabriella e cuida deles sempre que pode”, afirma. 

No entanto, acaba por admitir que gostaria que estivessem mais tempo juntos.

"Infelizmente, não podemos passar muito tempo juntos. O príncipe tem muito trabalho para fazer e eu também. Foi por isso que Alberto levou os gémeos sozinho para o Japão no final de outubro [na entronização do imperador do Japão e do Mundial de Raguebi], porque eu tinha obrigações no Mónaco. As crianças vão comigo nalgumas viagens e vão com o pai noutras. Elas sentem-se confortáveis em todos os lugares. Quando nós os quatro estamos juntos, não importa onde estamos, porque é onde está a nossa casa.”

África no sangue

Charlene ficou muito feliz quando os gémeos visitaram a África do Sul pela primeira vez..  "Há muito que sonhava em levá-los para lá. As crianças estavam ansiosas por ver os avós e brincar com os primos. Também os levámos para ver rinocerontes. Esses momentos ficarão para sempre na minha memória", diz a princesa. A mãe de Jacques e Gabriella contou também como os meninos são unidos: "Eles falam o tempo todo, às vezes podem ser um pouco duros um com o outro, mas apoiam-se incondicionalmente um no outro".

 O trabalho na Fundação 

A mulher de Alberto diz que a prioridade da fundação agora é conseguir fundos através de doações para que continue a funcionar em pleno. A instituição está estabelecida nos cinco continentes e já "conseguiu reunir várias centenas de milhares de pessoas, principalmente crianças, que beneficiaram de programas de treino de natação e prevenção de afogamentos".

“Queremos proporcionar os meios para chegar a mais pessoas, para que a opinião pública em todo o mundo esteja ciente dos riscos do ambiente aquático e da necessidade de saber atuar para salvar vidas”, explicou a princesa.  

No desporto, a princesa encoraja os seus filhos a experimentarem de tudo. "Jacques e Gabriella gostam da atividade física e ainda bem. O facto de terem aprendido a nadar muito cedo, tanto pela sua segurança como pela minha paz de espírito, foi provavelmente um fator determinante. Veremos nos próximos dois ou três anos qual é a disciplina que mais os atrai.”

Charlene, que vibrou com a vitória da África do Sul no Mundial de Raguebi, assegura que este desporto "une a África do Sul" e que a seleção do seu país natal "teve de trabalhar muito para alcançar o resultado".

Recentemente, a princesa causou polémica porque foi ver a final com o irmão a para um bar no Mónaco, onde ficou a festejar a vitória da África do Sul. O video da princesa no bar com outros clientes, muito descontraída, em vez de estar com o marido, que assistia à partida no estádio, no Japão, tornou-se viral.

Ana Patrícia Cardoso


Notícias relacionadas