Cem detidos em quarentena na cadeia de Schrassig
Radio Latina 2 min. 08.11.2021
Atualidade em síntese 08 NOV 2021

Cem detidos em quarentena na cadeia de Schrassig

Atualidade em síntese 08 NOV 2021

Cem detidos em quarentena na cadeia de Schrassig

Radio Latina 2 min. 08.11.2021
Atualidade em síntese 08 NOV 2021

Cem detidos em quarentena na cadeia de Schrassig

Surto de covid-19 atrás das grades.

Oito reclusos do Centro Penitenciário do Luxemburgo estão infetados com o novo coronavírus. Além das oito infeções confirmadas, há 100 detidos em quarentena.

Já foram tomadas medidas para evitar a propagação do vírus na cadeia de Schrassig. Estão canceladas todas as atividades que requerem a intervenção de pessoas externas. A nível interno, as movimentações são limitas ao “mínimo necessário”.

A Administração Penitenciária mantém, contudo, as visitas aos reclusos. São permitidos até dois visitantes, incluindo crianças, por preso, mas sem contacto físico. O recluso e os visitantes podem apenas comunicar através de uma divisória em acrílico.

Censos 2021 também em português

O recenseamento da população arranca esta segunda-feira no Grão-Ducado. Os censos são organizados pelo Instituto Nacional de Estatística (Statec), em colaboração com o balcão digital do cidadão Guichet.lu e as comunas do país.

A recolha de dados sobre a população, os agregados familiares e a habitação visa, entre outros, antecipar as necessidades de ordenamento do território, escolas, creches, hospitais ou lares de idosos. Em suma, é uma ferramenta para o Governo adaptar as suas políticas em diferentes domínios.

Os Censos 2021 decorrem entre hoje e o próximo dia 5 de dezembro, mas a participação online só será possível até ao dia 28 de novembro. O formulário no portal Guichet.lu pode ser preenchido em cinco línguas, incluindo em português.

A oferta linguística também é proposta aos cidadãos que optem pelo questionário em papel. Os recenseadores, mandatados pelas autarquias, entrarão em contacto com os residentes que não participaram via online.

Para esclarecimento de dúvidas foi ativada a hotline 8802 2121. As informações sobre a campanha de recenseamento estão acessíveis no site rp2021.lu.

Amazon polui cinco vezes mais do que o Luxemburgo

A multinacional norte-americana de vendas online emitiu 51 milhões de toneladas de dióxido de carbono, em 2019.

Desde o transporte de encomendas, armazenamento de dados e fabrico dos 15 mil milhões de produtos vendidos no site, o modelo de negócio da Amazon gera impactos muito pesados sobre o ambiente.

Um valor superior às emissões de um país como Portugal ou cinco vezes mais do que o Luxemburgo.

O gigante norte-americano é um dos principais produtores de gases com efeito de estufa, os principais responsáveis pelas alterações climáticas.

Só nos transportes, estima-se que a Amazon emita perto de 19 milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano - o dobro das emissões anuais do Luxemburgo. 


Notícias relacionadas