Bertrange. Polícia agarra detido pela cabeça e bate com ela contra carrinha policial
Radio Latina 14 min. 29.11.2022
Atualidade em síntese 29 NOV 2022

Bertrange. Polícia agarra detido pela cabeça e bate com ela contra carrinha policial

Atualidade em síntese 29 NOV 2022

Bertrange. Polícia agarra detido pela cabeça e bate com ela contra carrinha policial

Radio Latina 14 min. 29.11.2022
Atualidade em síntese 29 NOV 2022

Bertrange. Polícia agarra detido pela cabeça e bate com ela contra carrinha policial

A polícia grã-ducal reagiu a um vídeo que circula nas redes sociais, desde sábado.

Trata-se de um caso que ocorreu no mercado de Natal, em Bertrange, no sábado passado, por volta das 21:00. Nas imagens, vê-se vários agentes da polícia a tentarem algemar um homem. Durante a operação de detenção, um dos polícias agarra na cabeça do indivíduo e bate com ela, por duas vezes, contra a janela da carrinha policial. O impacto é tão violento que o homem começa a sangrar.

Face à indignação gerada nas redes sociais, a Polícia reage em comunicado, afirmando que o suspeito estava alcoolizado e não cooperou com os agentes, provocando-os. Uma vez que a situação estava a escalar, as autoridades decidiram detê-lo.

As autoridades frisam que foi nesse momento que ocorreram os factos que se podem ver nas imagens do vídeo que está a circular nas redes sociais. O Ministério Público e a Inspeção-Geral da Polícia estão a investigar o caso.


Ferido grave após alegado ataque com faca em Pétange

Uma pessoa ficou gravemente ferida depois de alegadamente ter sido atacada com uma faca, esta manhã, na rue d’Athus, em Pétange.

De acordo com a polícia, as autoridades foram chamadas ao local por volta das 5h35. O agressor pôs-se em fuga levando os agentes a lançarem uma caça ao homem. A rue d’Athus continua fechada ao trânsito, pelo que a polícia apela à população que evite a zona.

Sobre a vítima, sabe-se apenas que sofreu ferimentos graves e que foi levada para o hospital.


191 licenças parentais canceladas desde 2016 devido à morte dos bebés

Desde 2016, 191 pedidos de licenças parentais foram cancelados ou interrompidos devido à morte da criança. O número foi revelado pela ministra da Família, Corinne Cahen, a pedido do deputado Marc Goergen (Partido Pirata).

Na curta resposta, divulgada no site da Câmara dos Deputados, Cahen indica que, nos últimos sete anos, 191 pedidos para beneficiar da licença parental, que já tinham sido aceites, acabaram por ser anulados. Trata-se de “casos trágicos”, escreve a ministra, em que a mãe sofreu um aborto, em que o bebé nasceu sem vida ou em que a criança morreu antes do início da licença parental.

A ministra acrescenta que, desde 2016, há registo de nove casos de licença parental, cujos pedidos já tinham sido aceites, que tiveram de ser interrompidos porque a criança morreu.Corinne Cahen refere ainda que a Caixa para o Futuro das Crianças (‘Zukunftkeess’, em luxemburguês) não dispõe de dados anteriores ao ano de 2016.


Diretora de antiga creche em Bous responde em tribunal por agressões a crianças

A antiga diretora da creche "Léiwe Léiw", em Bous, será presente a tribunal esta tarde para ser julgada por maus tratos e agressão a crianças, avança a RTL.

O caso foi conhecido em outubro 2017, quando foi divulgada a investigação do Ministério Público que apontava para riscos ao bem-estar das crianças que estavam na instituição. Na altura, estavam matriculadas na creche 20 crianças, com idades entre os 0 e os 4 anos.

A diretora foi acusada de agredir intencionalmente os menores e de reter alimentos e negligenciar a prestação de cuidados. Na sequência dessas acusações, o Ministério da Educação retirou, na altura, a licença do estabelecimento, que acabou por encerrar.

Em março de 2018, como noticiou a Rádio 100.7, a diretora da Léiwe Léiw foi formalmente acusada pela justiça.


Poder pagar com ‘cash’. “O meu seguro não tem de saber que comprei uma Coca-Cola ou tabaco”

Mais de quatro mil pessoas já assinaram a petição sobre os pagamentos com dinheiro, lançada por Jorge Simões. Centenas fizeram-no na semana passada, quando um problema técnico no Luxemburgo condicionou os pagamentos e levantamentos de dinheiro com cartão durante várias horas. Por essas e por outras, o luso-luxemburguês quer que o direito a pagar com ‘cash’ seja inscrito na constituição luxemburguesa e que todos os comércios, associações e instituições privadas ou públicas sejam obrigadas a aceitar notas e moedas.

Em entrevista à Rádio Latina, o empresário de 57 anos contou que aquilo que o levou a lançar a petição foi um incidente, há uns tempos, envolvendo um amigo. Devido a um erro, o colega ficou com as contas bloqueadas entre sexta e segunda-feira. “Teve de me pedir 100 euros porque não conseguia fazer nada, nem levantar dinheiro”, conta. Jorge nunca se esqueceu desse episódio, mas a ideia de lançar uma iniciativa concreta surgiu ao ter conhecimento de uma petição pela preservação dos pagamentos com dinheiro na Áustria. Como está a par do sistema de petição pública no Luxemburgo, decidiu avançar. Em menos de uma semana, conseguiu mais de mil assinaturas. Oiça aqui a entrevista.


Tribunal de Contas preocupado com a dívida pública

O Tribunal de Contas diz-se preocupado com a evolução da dívida pública no Luxemburgo. As intervenções públicas para ajudar as empresas e a população a manterem o poder de compra fez “triplicar a dívida em 15 anos”, sublinha o Tribunal de Contas no seu parecer sobre o Orçamento de Estado para 2023.

A instituição defende que o Governo “não pode continuar no mesmo ritmo, dos últimos 15 anos”. Durante uma reunião com a comissão parlamentar das Finanças, disse mesmo “estar muito preocupada com essa evolução”. Há vários anos, que o tribunal tem alertado para um aumento da dívida pública, demasiado elevada e que poderá colocar em risco a sustentabilidade das finanças públicas, o que, segundo defende, restringe a margem de manobra do Estado.

A dívida pública deverá subir para 26,3% do PIB, em 2023, e para cerca de 30%, em 2026. Atualmente a taxa de endividamento é de 24,6%. Na declaração sobre o Estado da Nação em outubro último, o primeiro-ministro, Xavier Bettel, garantiu que não há razão para preocupações e que as finanças públicas estão controladas.


Associação de jornalistas e déi Lénk criticam fim de acesso público ao Registo de Beneficiários

A Associação Luxemburguesa de Jornalistas Profissionais e o partido déi Lénk lamentam a abolição do acesso público ao Registo de Beneficiários Efetivos (RBE) e criticam a postura das autoridades luxemburguesas.

Após uma denúncia apresentada por uma empresa luxemburguesa, o Tribunal de Justiça da União Europeia acaba de invalidar o acesso público a este tipo de registo, que contém informações sobre os beneficiários finais de todas as empresas registadas no Grão-Ducado.

Segundo o tribunal, trata-se de uma ingerência nos direitos fundamentais de respeito à privacidade das pessoas em questão. A decisão levou o Governo e o Luxembourg Business Registers a bloquear o acesso à RBE ao público, aos jornalistas e aos profissionais do setor que o utilizam para cumprir suas funções de combate à lavagem de dinheiro.

Numa primeira reação, o déi Lénk pede ao Governo que faça os possíveis, a nível nacional e europeu, para restaurar o acesso ao RBE.

A associação de jornalistas também faz o mesmo pedido, mas vai mais longe ao acusar as autoridades luxemburguesas de obediência servil ao tribunal europeu. Segundo o organismo de defesa dos jornalistas, a ministra da Justiça, Sam Tanson, atirou a "transparência para a idade da pedra", dando primazia aos interesses do centro financeiro em detrimento do direito à investigação jornalística.


Excessos de velocidade diminuem nos radares-semáforo de Hollerich

Os excessos de velocidade detetados pelos radares-semáforo de Hollerich diminuíram de setembro para outubro, ainda na fase de testes. De acordo com o Ministério da Mobilidade, foram detetados em outubro 24.500 casos de viaturas que ultrapassaram o limite máximo de 50 km/h, um valor menor do que as 28.900 infrações de setembro.

Ainda segundo os números das autoridades, houve 265 incumprimentos de paragem ao sinal vermelho, menos 51 casos do que no mês precedente (316). Feitas as contas, no total houve uma média de 800 infrações por dia, refere o Ministério da Mobilidade. Os três novos radares-semáforo instalados em Hollerich vão começar a fase das multas a partir do dia 1 de dezembro, altura em que começa a fase repressiva. Estes equipamentos vão controlar a velocidade e disparam quando detetam uma velocidade superior aos 50 km/h. Ao mesmo tempo, também tiram uma foto se o condutor não respeitar o sinal vermelho.

Os três radares-semáforo estão instalados nas artérias de acesso ao centro da capital e junto à autoestrada A4, na route d’ Esch, no boulevard Dr. Charles Marx e no boulevard Pierre Dupong.


ACL. Controlo de pneus e faróis importante para passar o inverno

A campanha anual de controlo dos pneus e faróis organizada pelo Automóvel Clube do Luxemburgo (ACL) e a Segurança Rodoviária “foi um sucesso”.

No total, foram realizados 5.478 controlos (mais cinco do que no ano passado) e testadas 2.117 baterias (+88). Segundo o ACL, não houve grandes problemas a registar. Apenas 3,61% dos faróis controlados estavam defeituosos. No entanto, o ACL constata que há um ligeiro aumento de pneus não conformes ao regulamento, mais precisamente 4,36% este ano contra 1,59% em 2021.

Relativamente às baterias, das mais de duas mil controladas, 14% tinham de ser trocadas rapidamente.

Num comunicado, o Automóvel Clube do Luxemburgo frisa que estes dados demonstram a importância de controlar regularmente o seu veículo, a fim de evitar acidentes.


Combustíveis descem a partir da meia-noite

O gasóleo vai descer 3,7 cêntimos, para 1,623 euros por litro.

Por sua vez, a gasolina 95 cai 4 cêntimos, para 1,499 euros e a 98 desce 3,8 cêntimos, para passar a custar 1,718 euros por litro. 


OIT sugere reintegração da ALEBA nas negociações das convenções coletivas

O maior sindicato do setor financeiro do Luxemburgo, ALEBA, volta a exigir a sua reintegração nas negociações das convenções coletivas do setor. Para isso, o sindicato independente conta com um parecer da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que considera que o direito luxemburguês violou os princípios mais fundamentais em termos de liberdade sindical.

O ministro do Trabalho afastou no ano passado o sindicato ALEBA das negociações das convenções coletivas do setor financeiro, a pedido da OGBL e da LCGB. Na altura, a ALEBA acusou as duas centrais sindicais de orquestrarem uma “manobra política” para monopolizar o setor.

Agora, a OIT refere que o Luxemburgo favorece os sindicatos com representação nacional, em detrimento dos sindicatos mais representativos de um determinado setor de atividade. O organismo considera mesmo ser uma discriminação e pede ao Governo luxemburguês para garantir que a ALEBA possa defender os seus membros nas negociações das convenções coletivas.


Biblioteca Nacional do Luxemburgo fechada esta terça-feira

A Biblioteca Nacional do Luxemburgo, com sede em Kirchberg, está temporariamente fechada nesta terça-feira. Em causa está a migração do sistema de gestão de bibliotecas para uma nova plataforma.

Esta mudança do sistema vai permitir otimizar a gestão dos dados da biblioteca e oferecer ferramentas de pesquisa documental mais eficientes aos leitores.

Depois da migração, a biblioteca nacional voltará a abrir as portas com todos os serviços a funcionar em pleno, amanhã (30 de novembro).


Jean Asselborn em reunião da NATO sobre guerra na Ucrânia

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn, participa na reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO, que decorre entre esta terça e quarta-feira, em Bucareste, na Roménia.

O ministério da tutela refere numa nota de imprensa que a reunião vai servir para abordar questões relacionadas com a agressão russa contra a Ucrânia e as parcerias da Aliança Atlântica.

Entre os potenciais parceiros, vão estar representados na reunião os ministros dos Negócios Estrangeiros da Finlândia, Suécia, Ucrânia, Bósnia e Herzegovina, Geórgia e Moldávia.


Papa negociou libertação de prisioneiros ucranianos com a Rússia

O papa confirmou ontem que enviou "listas de prisioneiros" à Rússia para conseguir a sua libertação e deixou claro que se viajar para a região será para visitar tanto Moscovo como Kiev, "os dois, não apenas um local", adiantou a Europa Press.

Na entrevista, explicou que falou três vezes ao telefone com o presidente ucraniano, Volodymir Zelensky e que tomou a decisão de que se viajasse iria a Moscovo e a Kiev, negando alguma vez ter dado a impressão de estar a “encobrir a agressão”, acrescentando que por várias vezes recebeu delegados do governo ucraniano.


Portugal vence Uruguai e junta-se a França e Brasil nos 'oitavos'

Portugal tornou-se ontem a terceira seleção a garantir um lugar nos oitavos de final do Mundial de futebol de 2022, ao vencer o Uruguai por 2-0, em encontro da segunda jornada do Grupo H, disputado em Lusail.

Bruno Fernandes marcou os golos , aos 54 minutos e, de penálti, aos 90+3, que selaram o triunfo da formação das ‘quinas’, que se juntou nos ‘oitavos’ a França e Brasil.

Na classificação do Grupo H, Portugal soma agora seis pontos, contra três do Gana e um de Uruguai e Coreia do Sul, que perdeu ontem por 3-2 com os africanos e defronta a seleção lusa na sexta-feira.

Nos outros jogos desta segunda-feira

Camarões e Sérvia empataram a três golos

E o Brasil garantiu um lugar nos oitavos de final ao vencer a Suiça por 1-0.

Países Baixos e Equador qualificam-se para os ‘oitavos’

Países Baixos e Senegal qualificaram-se hoje para os ‘oitavos’ do Mundial2022 de futebol.

No Grupo A, os Países Baixos venceram o já eliminado Qatar por 2-0 na última ronda da fase de grupos.

O Senegal que precisava de vencer para passar aos oitavos de final, conseguiu impor-se 2-1 frente ao Equador.

Em relação ao Grupo B, a Inglaterra apenas necessita de um empate no jogo frente ao Países de Gales para marcar presença nos ‘oitavos’.

No outro jogo da ‘poule’, o Irão, liderado pelo português Carlos Queiroz, sabe que um triunfo frente aos Estados Unidos dá o apuramento.

Os jogos País de Gales-Inglaterra e Irão-Estados Unidos estão agendados para as 20h00.


Andebol. Dois jogadores do Luxemburgo convocados por Cabo Verde para o mundial

A um mês e meio do início do Mundial de Andebol, que vai decorrer na Suécia e na Polónia, o selecionador de Cabo Verde, Ljubomir Obradovic, divulgou os 19 jogadores convocados. Entre eles há dois cabo-verdianos que jogam no Luxemburgo e que vão participar no mundial. Trata-se de Gilson Correia, do CHEV Diekirch, e de Elledy Semedo, do Red Boys.

Cabo Verde carimbou a sua participação no mundial depois de se ter sagrado vice-campeão de África, no passado mês de junho. Entre os outros convocados, a maioria joga em Portugal, em clubes como Benfica, Sporting, Belenenses, Marítimo, Avanca, Nazaré, Póvoa e Vitória.

O primeiro estágio na seleção de Cabo Verde deverá arrancar em início de dezembro. O Mundial de Andebol 2023 será organizado entre 11 e 31 de janeiro, na Suécia e Polónia. Cabo Verde está no grupo C, junto com Suécia, Brasil e Uruguai.

Textos: Redação Latina | LUSA | Contacto |Foto: Imagem extraída do vídeo da detenção policial em Bertrange que circula nas redes sociais 


Notícias relacionadas

Pour le responsable du réseau RGTR, «cette situation est tout simplement inacceptable»