Apresentadora Ellen Degeneres revela que foi abusada na adolescência
Radio Latina 1 2 min. 05.06.2019

Apresentadora Ellen Degeneres revela que foi abusada na adolescência

Apresentadora Ellen Degeneres revela que foi abusada na adolescência

Foto: AFP
Radio Latina 1 2 min. 05.06.2019

Apresentadora Ellen Degeneres revela que foi abusada na adolescência

A apresentadora de televisão teve de saltar uma janela para fugir do padrasto.

A apresentadora e comediante norte-americana Ellen DeGeneres revelou recentemente que foi abusada pelo padrasto na adolescência. A apresentadora falou abertamente sobre este episódio do seu passado na segunda temporada do programa de David Letterman para a Netflix, "My Next Guest Needs No Introduction with David Letterman". 

Na conversa com Ellen, a apresentadora relembrou a adolescência com a mãe, Betty DeGeneres, e descreveu o padrasto como um "homem muito mau". Logo após o casamento, a mãe da apresentadora foi diagnosticada com cancro da mama e obrigada a remover os seios. 

Foi nesta altura que o padrasto (cujo nome não revelou) tentou aproximar-se. "Conseguiu convencer-me de que precisava de sentir os meus seios e tentou fazê-lo uma outra vez também". Na altura adolescente, sentiu necessidade de fugir. "Tentou arrombar a minha porta e dei um pontapé na janela e desatei a correr porque tinha a certeza que aquilo ia ser algo horrível. Não queria contar à minha mãe porque sentia que tinha de protegê-la e isto ia acabar com a felicidade dela". 

Na altura, com apenas 15 anos, admitiu ter sentido raiva de si mesma e que estava num "estado muito fraco". 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

A apresentadora é conhecida por incentivar a bondade dos seus espetadores, acabando sempre o seu programa, "The Ellen Show", com a expressão "Be Kind" (sê gentil, em português). A confissão recente é uma tentativa de chegar a mais vítimas e que estas tenham a força para lutar. "É uma história realmente horrível e a única razão pela qual entro em detalhes é porque quero que outras raparigas nunca deixem alguém fazer-lhes o mesmo", referiu a David Letterman. 

Mais à frente, a estrela de "The Ellen Show" contou que acabou por contar à mãe anos mais tarde mas esta não acreditou logo, e só mais tarde pediu o divórcio. "Nunca devia tê-la protegido. Devia ter-me protegido a mim e não lhe contei durante alguns anos, até que lhe disse. Ela não acreditou em mim e ficou com ele. Até que finalmente o deixou". 

Recorde-se que o caminho da apresentadora norte-americana nem sempre foi de sucesso. Foi a primeira mulher na televisão que admitiu ser homossexual. Na altura tinha uma série televisiva de comédia em seu nome que chegou a ser cancelada. Ficou desempregada durante vários anos, associada ao estigma da homossexualidade.

Até que, em 2003, estreou o talk-show matinal que, hoje em dia, é um caso sério de popularidade na televisão norte-americana, o"The Ellen Show". Aos 60 anos, a comediante parece ter ultrapassado os traumas e dedica-se também a causas humanitárias como tentar salvar os gorilas no Ruanda.

Para além de Ellen, na nova temporada do programa de entrevistas com David Letterman, na Netflix, surgem outros nomes conhecidos como Kanye West, Tiffany Haddish, Lewis Hamilton e Melinda Gates.   

Ana Patrícia Cardoso