American Music Awards. Taylor Swift ultrapassa recorde de Michael Jackson
Radio Latina 1 3 min. 25.11.2019 Do nosso arquivo online

American Music Awards. Taylor Swift ultrapassa recorde de Michael Jackson

American Music Awards. Taylor Swift ultrapassa recorde de Michael Jackson

AFP
Radio Latina 1 3 min. 25.11.2019 Do nosso arquivo online

American Music Awards. Taylor Swift ultrapassa recorde de Michael Jackson

A cantora ganhou seis galardões na cerimónia de domingo, 24, e conta agora com 29, ao todo, ultrapassando o recorde de Michael Jackson (24).

A cerimónia dos American Music Awards foi da cantora norte-americana Taylor Swift. A estrela pop não só ganhou os prémios de Artista do Ano e Artista da Década, como conseguiu o feito de ultrapassar a marca de Michael Jackson como a artista com mais AMA's de sempre. E ainda cantou um 'medley' dos seus êxitos. 

Swift teve muitas razões para agradecer no palco do Microsoft Theater, em Los Angeles. Há uma semana, a artista não sabia se poderia cantar as próprias músicas. Tudo por causa da zanga com Scooter Braun, ex-manager, e os direitos do seu catálogo de seis álbuns. Braun detém os esses direitos e a atuação da cantora esteve em risco. 

Swift acusou publicamente Braun de recusar autorização para que ela cantasse, incitando os 122 milhões de fãs do Instagram a dizer a Braun "como se sentemacerca disto". 

 A discussão pública culminou com Braun a dizer que a sua família sofreu ameaças de morte. A editora voltou atrás e permitiu que Swift atuasse. 

AFP

Swift cantou os seus maiores sucessos e usou uma camisa com o nome dos seus álbuns 'Red', '1989', 'Reputation', Speak Now', 'Lover' e 'Fearless'.  Começou a apresentação com a música 'The Man', que insinua o quanto ela seria mais bem sucedida se fosse um homem e seguiram-se êxitos como 'Love', 'Story', 'I Knew You Were Trouble', 'Blank Space', 'Shake It Off' e 'Lover'.

Artista da década 

AFP

A cantora Carole King apresentou o prémio de Artista da Década a Taylor, aifrmando que "é raro ver todos esses talentos em uma só pessoa, mas isso define Taylor Swift. Ela é uma das únicas artistas pop modernas cujo nome aparece como a única compositora em seus créditos. A última década tem sido incrível para esta artista, e o melhor ainda está por vir."

Swift retribuiu os elogios. "Só me lembro que, quando me apaixonei pela música, foi por volta do momento em que percebi que era maravilhoso que uma artista pudesse transcender tantas fases e mudanças diferentes na vida das pessoas. A Carole ensinou-me que essa é uma possibilidade". 

A artista fez comentários subtis à indústria musical, sem comentar o caso Braun. "Todos os artistas, qualquer um nesta sala, realmente querem criar algo que dure. O que quer que seja na vida. E o facto de que este é um prémio que celebra uma década de trabalho duro e de arte, diversão e memórias, tudo o que importa para mim são as lembranças que tenho tido com vocês, os fãs, ao longo dos anos". 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

Para além de Artista da Década e Artista do Ano, os prémios mais importantes da noite, Taylor também levou para casa a estatueta de melhor álbum pop/rock para o álbum "Lover".  

"Este álbum realmente senti como um novo começo e eu também realmente amo a minha editora Republic Records. Obrigado por serem tão generosos comigo e me permitirem fazer qualquer música que eu queira fazer. Como compositora, é tão emocionante para mim que posso continuar a fazer isso". 

Outros vencedores 

A cantora Selena Gomez arrancou a cerimónia com a sua primeira apresentação de TV ao vivo em dois anos, depois de passar por um transplante de rim em 2017 e lutar contra a ansiedade e a depressão.   

AFP

A adolescente Billie Eilish ganhou o prémio de melhor 'New Artist' (Artista Nova). A adolescente de 17 anos apareceu emocionada ao agradecer aos fãs pelo prémio, o segundo da noite, após sua vitória por uma artista de rock alternativo.  

AFP

O rapper Post Malone ganhou o álbum favorito de rap/hip-hop com o seu 'Hollywood's Bleeding'. A estrela pop Halsey ganhou o prémio de música pop/rock com 'Without Me' e Carrie Underwood ganhou os prémios de artista country e álbum country favorito do ano. 

A cerimónia incluiu apresentações da cantora Toni Braxton, 25 anos depois de ganhar seu primeiro AMA. Braxton o êxito de 1996 'UnBreak My Heart'.

AFP

A cantora e compositora canadense Shania Twain encerrou a noite com um 'medley' das músicas mais conhecidas, incluindo 'That Don't Impress Me Much', de 1998.


Ana Patrícia Cardoso 


Notícias relacionadas

Taylor Swift foi uma das premiadas.