"Adiar o ‘index’ foi dar uma prenda de 720 milhões às empresas" OGBL
Radio Latina 15 min. 27.07.2022 Do nosso arquivo online
Atualidade em síntese 27 JUL 2022

"Adiar o ‘index’ foi dar uma prenda de 720 milhões às empresas" OGBL

Atualidade em síntese 27 JUL 2022

"Adiar o ‘index’ foi dar uma prenda de 720 milhões às empresas" OGBL

Radio Latina 15 min. 27.07.2022 Do nosso arquivo online
Atualidade em síntese 27 JUL 2022

"Adiar o ‘index’ foi dar uma prenda de 720 milhões às empresas" OGBL

A OGBL diz que o aumento dos preços, das desigualdades e das dificuldades das famílias está a forçar cidadãos das classes médias a recorrer às mercearias sociais.

O tempo passa, mas a OGBL não esquece. Num comunicado, no qual, apesar de tudo, saúda o facto de o Governo ter voltado atrás em algumas decisões, a central sindical frisa que a manipulação do ‘index’ foi o mesmo que dar uma prenda de 720 milhões de euros às empresas.

Segundo as contas do sindicato, o adiamento da parcela de julho da indexação salarial traduz-se numa poupança de 70 milhões por mês para as empresas. Por dia, poupam 2,2 milhões. A OGBL sublinha que, por outro lado, os trabalhadores, os reformados e as suas famílias perdem outros tantos milhões em poder de compra.

Cerca de quatro meses após o acordo tripartido que adiou a próxima parcela do ‘index’ para abril de 2023, a OGBL – o único sindicato que não assinou o documento – continua a encará-lo como um fracasso. A central sindical mantém-se contra a manipulação do ‘index’ mas, apesar de tudo, considera que a sua oposição à decisão do Executivo está a dar frutos.

Depois de inúmeras ações de sensibilização, protestos, comunicados e reuniões com partidos e outras organizações, a OGBL frisa o facto de o Governo ter voltado atrás e decidido adiar apenas uma tranche da indexação, e não todas as que eventualmente ocorrerem até abril de 2023, como inicialmente previsto.

Porém, o sindicato entende que isto foi apenas “uma pequena melhoria de uma péssima lei” que, aos seus olhos, continua a ser “um ataque frontal ao poder de compra das pessoas”, sobretudo numa altura marcada pelo aumento dos preços, das desigualdades e das dificuldades das famílias. Prova disso, diz o sindicato, é ver cidadãos das classes médias forçados a recorrer às mercearias sociais.

No comunicado divulgado no seu site, a OGBL alerta que a manipulação do ‘index’ é uma realidade e está a acontecer. O sindicato garante que não vai descansar enquanto o mecanismo não for totalmente restabelecido.

Luxemburgo lança empréstimos com garantias do Estado devido à guerra na Ucrânia

A ministra das Finanças, Yuriko Backes, assinou esta quarta-feira uma convenção com os representantes das instituições bancárias do Luxemburgo, que permite empréstimos com garantias do Estado a favor da economia nacional, no quadro da guerra na Ucrânia.

Este regime foi anunciado após a reunião tripartida do mês de março, em que foi decidido elaborar um “pacote de solidariedade”. Esta medida visa ajudar as empresas abrangidas pelas consequências da guerra na Ucrânia, nomeadamente devido ao aumento dos preços das matérias-primas e da energia. Nestes casos, o Estado dá garantias para que os bancos façam empréstimos às empresas.

Com esta medida, as empresas vão poder obter empréstimos com uma duração máxima de seis anos e cujo montante pode ir até 15% do volume de negócios conseguido nos últimos três anos ou até 50% dos custos da energia num período de 12 meses.

O Estado garante 90% do montante do empréstimo, sendo que o valor pode ir até 500 milhões de euros.

Luxemburgo. Estratégia para reduzir consumo de energia chega no outono

O Governo vai anunciar a estratégia nacional para reduzir a procura e o consumo de energia no início do outono, anunciou esta esta terça-feira, o Ministério da Energia. 

De acordo com o documento, o Executivo do Grão-Ducado "está a atualizar o plano de emergência para a segurança do aprovisionamento de gás natural no Luxemburgo e a desenvolver uma estratégia nacional para a redução da procura de energia".

O comunicado adianta que haverá entretanto uma consulta estreita com todas as partes envolvidas para que o país cumpra a sua parte da redução dos 15% do consumo de gás pedidos pela Comissão Europeia para fazer face à escassez que se adivinha para os meses mais frios. 

 Autocarro de vacinação em “tour” mesmo durante férias de verão

Com a introdução de uma quarta dose da vacina anti-covid-19 para as pessoas com mais de 60 anos, o Governo continua a incentivar a população a aderir à vacinação, tentando facilitar o máximo possível o acesso ao fármaco.

Mesmo durante as férias de verão, o autocarro de vacinação vai percorrer o país. Esta quarta-feira, a equipa de vacinação móvel vai estar no centro comercial Belle Etoile, em Bertrange. Já na quinta-feira segue viagem para o norte do país, para o centro comercial Knauf, em Pommerloch. Na sexta-feira, o autocarro vai estar no sul do país, mais precisamente em Esch-sur-Alzette, em frente ao edifício da autarquia. A vacinação nos três dias ocorre entre as 12h e as 16h.

A iniciativa "Impf-bus" tem como objetivo incentivar quem ainda não foi vacinado contra a covid-19 ou quem precise de uma dose de reforço a fazê-lo de forma espontânea, sem necessidade de marcação prévia. Basta apresentar o cartão de Segurança Social.

Note-se que o centro de vacinação Victor Hugo, em Limpertsberg, vai estar aberto até 13 de agosto. Uma forma de facilitar o acesso ao fármaco anti-covid e evitar longas filas de espera. 

Profissionais da saúde podem fazer pedido para exercer no Luxemburgo no Guichet.lu

Pedir para exercer medicina no Luxemburgo ficou mais fácil. A partir de agora, os médicos interessados em trabalhar no país podem fazer o pedido através da plataforma Guichet.lu. O novo serviço destina-se quer a médicos generalistas, especialistas, dentistas, veterinários, farmacêuticos e fisioterapeutas, assim como a outras profissões de saúde regulamentadas como enfermeiros, auxiliares e osteopatas. 

Os responsáveis da plataforma Guichet.lu explicam que para se fazer o pedido no portal, os profissionais têm de respeitar certas condições. Uma delas é dispor de uma autorização prévia do Ministério da Saúde.

O novo procedimento, disponível no site do Guichet.lu, destina-se também aos profissionais que já exercem no país, mas que têm de renovar a autorização.

Ao formulário do pedido, disponível no portal, os profissionais têm de anexar uma série de documentos, entre os quais uma cópia do bilhete de identidade, registo criminal ou ainda uma cópia do diploma.

Apesar desta digitalização, continua a ser possível tratar dos pedidos por via postal.

Note-se que exercer medicina no país sem autorização é um crime sancionado com multas e penas de prisão.

Omega 90 acolheu no ano passado 133 pacientes em fim de vida 

A Associação Omega 90 acolheu no ano passado, na sua estrutura, 133 pacientes em fim de vida. Em média, a estadia teve uma duração de 32 dias.

Acompanhar as pessoas em fim de vida com cuidados paliativos e assistir as famílias enlutadas são algumas das missões da associação Omega 90, que esta semana apresentou o seu relatório de atividades referente ao ano passado.

Esta instituição garante uma certa qualidade de vida e acompanha as pessoas gravemente doentes até à morte. A estrutura tem 15 quartos individuais e é financiada pela Caixa Nacional de Saúde, como também por donativos. Tanto o paciente como os seus familiares são acompanhados e enquadrados por uma equipa de profissionais.

Para além das 133 pessoas que foram acompanhadas na “casa Omega”, o serviço de consultas psicológicas acompanhou à volta de 1.100 pessoas: 70% eram adultos e 30% crianças.

Para além dos profissionais, mais de 70 voluntários, que seguiram uma formação especializada, completam a equipa e acompanham os doentes tanto nos centros hospitalares, como em lares ou ainda em casa.

Em 2021, a associação gastou cerca de 6,8 milhões de euros, sendo que 11% eram donativos. 

Governo adia visita da ONU por falta de funcionários disponíveis 

O Governo terá adiado uma visita da Organização das Nações Unidas (ONU) ao Luxemburgo por falta de funcionários disponíveis. A notícia é avançada pelo site da revista Paperjam. 

Em causa estava uma visita de dez dias do Grupo de trabalho da ONU sobre as empresas e os direitos humanas. Os membros da organização deveriam ter chegado ao grão-ducado no passado dia 18 de julho, sendo que a deslocação terminaria amanhã.

Segundo o Paperjam, que cita um comunicado das Nações Unidas, a visita foi adiada “à última hora”, com o Executivo a evocar “indisponibilidade de funcionários e problemas de organização”. A 12 de julho, quatro dias antes do início da visita, tudo parecia estar em ordem, segundo um e-mail a que o Paperjam teve acesso.

Note-se que, até 2024, o Luxemburgo é membro do Conselho dos Diretos Humanos. A visita adiada seria a primeira ao país daquele grupo de trabalho da ONU. O Paperjam refere que o objetivo era “avaliar os esforços feitos para identificar, prevenir e tratar os impactos negativos das operações comerciais nos direitos humanos e ambiente”, acrescentando que a visita tinha sido planeada com muita antecedência pelos partidos políticos.

A revista destaca o tom ligeiramente irritado do comunicado da ONU, já que esta seria então a primeira visita ao país de um grupo de trabalho com responsabilidades acrescidas no campo dos direitos humanos.

O adiamento da visita foi confirmado ao Paperjam pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, que confirmou também as causas desse adiamento: “problemas de organização e indisponibilidade de alguns atores chave”.

Segundo o ministério, “apesar dos esforços, o período de férias e as ausências devido à covid-19 não permitiram reunir todos os intervenientes com quem o grupo de trabalho tencionava encontrar-se”.

O Luxemburgo e as Nações Unidas estarão agora a tentar encontrar uma nova data para a visita, algo que não deverá acontecer no imediato, tendo em contra os compromissos do grupo de trabalho noutros países em 2022 e 2023, escreve ainda o Paperjam.

Tram deverá chegar a mais três áreas da capital 

Estão em curso planos para estender o tram a três novas áreas da capital, incluindo um troço que poderá ser feito no subsolo.

Os engenheiros têm até ao outono para apresentar diferentes propostas para estender as linhas do Luxtram ao longo da estrada de Arlon até ao Centro Hospitalar de Strassen, às novas áreas residenciais no distrito comercial de Kirchberg, e ao longo do bairro de Hollerich até ao Bouillon Park & Eide, de acordo com o Luxemburger Wort que cita Patrick Goldschmidt, vereador da Cidade do Luxemburgo.

Uma das possibilidades ao longo da estrada de Arlon em direção ao hospital é fazer com que o tram circule pelo subsolo em vez de comprar os terrenos privados necessários para permitir que funcione ao nível da rua.

Apesar dessa ideia, o ministro dos Transportes, François Bausch, mostrou-se recentemente contra uma via subterrânea, justificando que seria complicada e dispendiosa.

Findel. Se ainda não reservou estacionamento, poderá ser tarde demais

Vai viajar de avião nos próximos dias e quer deixar o carro no Aeroporto do Luxemburgo? Se ainda não fez a sua reserva, saiba que será muito difícil arranjar lugar nos parques mais próximos do Findel. A Rádio Latina fez uma simulação de reserva para os próximos dias e a maioria dos lugares aparece como “sold out”.

Segundo a nossa simulação, as famílias que vão aproveitar para ir de férias durante o período das férias coletivas do setor da construção, por exemplo, já não vão conseguir deixar o carro no aeroporto durante essas três semanas, a não ser que tenham reservado. Neste momento, todas as opções que verificámos para o período de 29 de julho a 21 de agosto estão esgotadas. Seja no parque Economy (Parking M) no Holiday (Parking E), no Open Air (Parking F) ou no Indoor (Parking A/B -1/-2), não há vagas.

No entanto, se a partida acontecer nos dias seguintes ao arranque das férias coletivas do setor ainda, há lugares disponíveis, mas apenas no parque Economy, que fica um pouco mais afastado do aeroporto (autocarros circulam de vinte em vinte minutos). Pelo menos na primeira semana de férias da construção, os restantes parques do Findel, que ficam entre dois e dez minutos a pé do aeroporto, estão cheios.

Nos casos em que o resultado da busca é “sold out”, a LuxAirport aconselha o passageiro a fazer a sua reserva “mais cedo da próxima vez”. E a verdade é que, fazendo uma simulação para o mês de setembro, há vagas em todos os parques.

Note-se que esta é apenas uma simulação feita pela Rádio Latina. Se vai apanhar o avião nos próximos dias, tente na mesma fazer a sua reserva, já que, dependendo das datas e horários pretendidos, poderá encontrar algum lugar de estacionamento disponível. 

Cargolux opta pelo Boeing 777-8F para substituir o atual modelo "Jumbo"

A Cargolux deverá escolher os aviões de carga Boeing 777-8 Freighter para substituir a sua atual frota 747-400F, também da Boeing, conhecido como "Jumbo".

O diretor-geral da transportadora aérea de carga luxemburguesa, Richard Forson, anunciou que estes novos aparelhos são "a solução preferida para substituir" a atual frota e que "a Cargolux está ansiosa para continuar seu relacionamento contínuo com a Boeing".

Com este anúncio, publicado no site da Boeing, parece que ficam descartadas para já as negociações para a compra da concorrente Airbus A350F.

Em outubro do ano passado, responsáveis da Cargolux chegaram mesmo a participar em voos de demonstração da Airbus, em Toulouse, na França.

Já a nova Boeing 777-8F, lançada em janeiro deste ano, pode transportar 113 toneladas de carga e tem alcance de 8.230 km, condições praticamente similares aos atuais aparelhos da Cargolux. A vantagem é que economiza o combustível em 30% e reduz em 25% as emissões poluentes.

Lufthansa anula quase todos os voos desta quarta-feira. Luxemburgo incluído

A tripulação de terra da companhia aérea alemã Lufthansa realiza esta quarta-feira uma greve que levou à anulação de quase todos os voos previstos para este dia. Os voos do aeroporto do Luxemburgo para Munique e Frankfurt estão cancelados, como se pode ler no site da LuxAirport.

Apenas o voo da tarde para Frankfurt (LH394/395) terá provavelmente lugar como planeado. Todos os outros voos da Lufthansa para Frankfurt e Munique já estão cancelados e os passageiros afetados são convidados a contactar a companhia aérea.

A Lufthansa está em greve devido a um impasse na negociação coletiva com os trabalhadores da empresa, onde se incluem o pessoal de balcão, técnicos de aviação e motoristas dos enormes rebocadores que trazem os aviões para a posição certa na pista.

Greves Lufhtansa e Ryanair

Ainda sobre as viagens de avião. O pessoal de terra da Lufthansa está em greve, o que levou ao cancelamento de mais de mil voos. A situação também está a afetar o Luxemburgo.

Entretanto, os sindicatos que representam os tripulantes de cabine da Ryanair em Espanha convocaram hoje greves de segunda a quinta-feira durante cinco meses, entre 08 de agosto e 07 de janeiro.

Sismo de 7,1 faz dois mortos e dezenas de feridos nas Filipinas

O terramoto de magnitude 7,1 na escala de Richter causou dois mortos e dezenas de feridos nas Filipinas, de acordo com as agências internacionais 

Pacientes, alguns em cadeiras de rodas, e pessoal médico foram retirados de pelo menos dois hospitais em Manila, por precaução, após terem sido encontradas algumas pequenas fissuras nas paredes. Em 1990, um terramoto de magnitude 7,7 matou quase duas mil pessoas no norte das Filipinas. 

Jovem de apelido português que estava desaparecida foi encontrada "sã e salva"

A jovem de 19 anos que estava desaparecida desde a manhã de terça-feira foi encontrada "sã e salva" na Cidade do Luxemburgo, à noite.

O alerta tinha sido dado ontem pela polícia grã-ducal.

Stephanie Alves Morais tinha sido vista pela última vez às 5h da manhã de terça-feira, em Esch-sur-Alzette.

Mas acabou por reaparecer várias horas mais tarde. 

Luxemburgo. Cinco cartas de condução confiscadas numa noite

Vários motoristas foram apanhados a cometer infrações, na última noite, sobretudo por excesso de velocidade, e três cartas foram mesmo confiscadas.

Em quatro casos, foram emitidas multas de 145 euros e retirados dois pontos das respetivas cartas.

A polícia dá ainda conta de um acidente ocorrido ontem, entre uma motorizada e um carro, no cruzamento da Place Stalingrad, com a rua Victor Hugo, em Esch.

O motociclista ficou ferido e foi levado para o hospital para realizar exames. Acabou por testar positivo num teste rápido de drogas. O condutor do carro testou positivo ao álcool e drogas. As duas cartas de condução foram confiscadas e os dois foram multados. 

F91 Dudelange eliminado da Champions

Grande desilusão para os adeptos do F91 Dudelange. Após a vitória por 1-0 na primeira mão da segunda fase de eliminatórias da Liga dos Campeões, o clube luxemburguês perdeu ontem por 1-4 contra os arménios do Pyunik.

Com esta derrota, o clube treinado por Carlos Fangueiro fica eliminado da Champions e cai para a terceira eliminitória da Liga Europa. 

Europeu feminino: Inglaterra goleia e está pela terceira vez na final

A Inglaterra apurou-se ontem pela terceira vez na sua história para a final do Campeonato da Europa de futebol feminino, após golear a Suécia, por 4-0, no primeiro duelo das meias-finais. 

Hoje, no segundo jogo das meias-finais, Alemanha, oito vezes campeã, e França, pela primeira vez nesta fase, defrontam-se em Milton Keynes.

A final está agendada para domingo, no Estádio de Wembley, em Londres.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas