Acidentes nas estradas fizeram mais de 300 mortos na última década
Radio Latina 13 min. 03.06.2022
Atualidade em síntese 03 JUN 2022

Acidentes nas estradas fizeram mais de 300 mortos na última década

Atualidade em síntese 03 JUN 2022

Acidentes nas estradas fizeram mais de 300 mortos na última década

Radio Latina 13 min. 03.06.2022
Atualidade em síntese 03 JUN 2022

Acidentes nas estradas fizeram mais de 300 mortos na última década

No espaço de uma década, mais de 300 pessoas perderam a vida em acidentes de viação nas estradas luxemburguesas.

O Instituto Nacional de Estatísticas (STATEC) compilou os dados sobre a última década, de 2011 a 2020, concluindo que, nesse período, as estradas nacionais foram palco de 9.423 acidentes, que provocaram, entre mortos e feridos, 12.787 vítimas. Cerca de 2,5% desse total, ou seja, 324, são vítimas mortais.

Segundo a análise do gabinete de estatísticas, entre 1991 e 2004, o número de acidentes baixou praticamente de forma contínua, passando de 1.129 para 716. Depois, voltou a aumentar, flutuando entre os 900 e os 1000 por ano entre 2011 e 2019.

O ano de 2020 registou um número particularmente baixo de acidentes – com 771 – face à redução da circulação causada pela pandemia da covid-19.

Em relação ao tipo de sinistro, em 2020, metade dos acidentes aconteceu na sequência de um choque entre dois ou mais veículos (385), seguindo-se os acidentes com peões (120) e depois aqueles implicando um obstáculo fixo (104). As colisões com árvores representaram entre 7 e 10% do total de acidentes. Estas estatísticas mantiveram-se praticamente inalteradas nos últimos 10 anos.

Se considerarmos apenas os acidentes mortais, houve uma forte descida do número de desastres fatais no seguimento de uma colisão com uma árvore. A proporção de mortes nestas circunstâncias passou de 33%, em 2011, para 13%, em 2020.

Os jovens dos 18 aos 24 anos de idade continuam a ser os utentes mais vulneráveis das estradas grã-ducais.

Motociclista fica em estado grave após acidente com trator

Um motociclista ficou com ferimentos graves ao embater contra um trator, perto de Grevenmacher.

Segundo um relatório da polícia, o acidente ocorreu perto das 18h desta quinta-feira, na estrada CR133, entre Wecker e Schorenshaff.

A polícia refere que o motociclista caiu e embateu contra um trator parado à beira da estrada. O homem sofreu ferimentos graves e, após os primeiros socorros no local, foi transportado de helicóptero para o hospital. As autoridades vão investigar ainda as circunstâncias do acidente.

O boletim da polícia dá ainda conta de outro acidente nesta quinta-feira. Um ciclista foi atropelado por um carro, por volta das 18h30, na rue de Bonnevoie, na capital.

O ciclista perdeu o controlo da bicicleta, bateu no passeio e caiu. O condutor do carro que seguia atrás tentou evitar mais danos, mas acabou por atropelar o ciclista.

Segundo o relatório, a pessoa foi transportada para o hospital e, felizmente, não foram detetados ferimentos com risco de vida.

Varíola dos macacos. Déi Gréng acusa ministério de estigmatizar homens homossexuais

Não, não há mais riscos de transmissão da varíola dos macacos entre homens homossexuais. O alerta é da secção jovem do partido Déi Gréng e surge depois de um comunicado do Ministério da Saúde ter feito uma afirmação nesse sentido.

Numa nota divulgada hoje, os jovens ecologistas apontam o dedo a um comunicado do ministério, difundido a 21 de maio passado, que referia que, no caso de uma rara transmissão inter-humana da doença, os riscos seriam mais elevados para “pessoas com múltiplos parceiros e para homens que tenham tido relações sexuais com outros homens”.

Na nota que hoje chegou às redações, os jovens dos Verdes sublinham que “esta afirmação é factualmente falsa”, adiantando que, segundo aquilo que se sabe neste momento, “o risco de infeção existe aquando de qualquer contacto sexual com uma pessoa infetada, independentemente da sua orientação sexual e sexo”.

O Déi Jonk Gréng salienta que “a afirmação falsa avançada pelo Ministério da Saúde constitui uma estigmatização perigosa”, que “cria não só a impressão de que apenas os homens homossexuais são afetados pela varíola [dos macacos], mas que incita também a ressentimentos em relação a todos os homens que não são heteronormativos”.

A juventude ecologista acrescenta que continua a haver uma forte estigmatização da SIDA como sendo uma doença que afeta apenas os homossexuais e que, por isso, “é importante corrigir imediatamente tais afirmações falsas”. Por essa razão, pede ao ministério que retifique o comunicado e o publique novamente.

Xavier Bettel deverá mesmo deslocar-se à Ucrânia

O primeiro-ministro, Xavier Bettel, tenciona mesmo deslocar-se à Ucrânia. Depois do convite feito ontem pelo presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, que falou ao Parlamento luxemburguês por videoconferência, Bettel afirmou que irá à Ucrânia.

De acordo com o site da revista Paperjam, que cita o líder do Executivo luxemburguês, Bettel adiantou ter recebido também um convite por parte da primeira vice-ministra dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Emine Dzhaparova, que esteve ontem no Grão-Ducado. “Neste caso, vamos fixar uma data. E irei à Ucrânia”, disse o primeiro-ministro, sublinhando que, “se os ucranianos dizem que é importante para eles que eu vá, então irei”.

No seu discurso de ontem, perante a Câmara dos Deputados, Zelensky agradeceu o apoio disponibilizado pelo Luxemburgo desde o início da guerra e aproveitou para pedir um reforço das sanções à Rússia, assim como mais armamento.

O presidente pediu ainda ao Grão-Ducado que apoie o processo de adesão de Kiev à União Europeia.

População não tem confiança na política do Luxemburgo

As sucessivas crises que o Luxemburgo tem enfrentado nos últimos meses estão a ter repercussões ao nível da confiança da população nas instituições. De acordo com a última sondagem Politmonitor, o atual Governo obtém apenas 51% de opiniões favoráveis, em que as pessoas dizem confiar no Executivo. Esta é uma das conclusões da mais recente sondagem do instituto TNS/Ilres realizada para o Luxemburger Wort e para a RTL.

Em comparação, em 2011, o Governo de Juncker/Asselborn (CSV/LSAP) obtinha 68% de opiniões favoráveis.

A sondagem revela ainda que a guerra na Ucrânia está no centro das preocupações da população. Cerca de 54% dos sondados dizem temer que haja uma intervenção da NATO na Ucrânia e 57% estão preocupados com o desencadeamento de uma terceira guerra mundial. Note-se que 81% têm medo de que a invasão russa tenha graves consequências a nível económico e financeiro no Luxemburgo.

Sobre mais investimento por parte do Grão-Ducado em armamento, apenas metade da população se diz a favor (52%).

Outro tema explorado no inquérito é a integração dos refugiado no Luxemburgo. Para 54% dos sondados, os refugiados devem ter a oportunidade de decidir se se querem integrar no Luxemburgo e ficar no país após a guerra ou regressar a casa.

No entanto, 36% são da opinião que os refugiados devem voltar ao país assim que a situação na Ucrânia estiver estabilizada.

A pandemia da covid-19 foi outro dos assuntos abordados, sendo que três terços da população (73%) se dizem satisfeitos com a abolição da maioria das medidas restritivas.

Alemanha. Acidente de comboio faz três mortos e vários feridos

Pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas, cerca de 15 gravemente, num acidente com um comboio regional nos Alpes da Baviera, no sul da Alemanha, informaram as autoridades locais esta sexta-feira.

O acidente aconteceu a cerca de dez quilómetros do local onde decorrerá a próxima cimeira do G7, no final do mês, no luxuoso complexo do Castelo de Elmau. A polícia e os militares que tinham sido destacados para ali para preparar a segurança do evento foram reconduzidos para ajudar na operação de resgate.

As imagens publicadas pelos meios de comunicação social alemães mostram o comboio regional parcialmente descarrilado com algumas carruagens tombadas sobre uma zona arborizada.

Há bombeiros e polícias de toda a região no local, disse o porta-voz da polícia. Foram enviadas, também, equipas de salvamento da Áustria. A causa do acidente e o número exato de feridos não são conhecidos nesta altura.

Comboios. Bomba da II Guerra Mundial interrompe circulação entre Ettelbruck e Goebelsmuehle

A circulação ferroviária entre Ettelbruck e Goebelsmuehle (linha 10) foi interrompida esta manhã, depois de ter sido encontrada uma bomba da Segunda Guerra Mundial perto do túnel em Burden. De acordo com informação dos Caminhos de Ferro Luxemburgueses (CFL), a circulação neste troço foi interrompida nos dois sentidos.

A empresa está a assegurar o transporte dos passageiros através de autocarros de substituição, que estão a circular entre Ettelbruck e Goebelsmuehle.

O serviço de desativação de explosivos já foi enviado para o local, mas não se sabe quanto tempo demorará a operação. Os CFL apelam aos passageiros para que consultem o site www.cfl.lu para informações sobre horários e alternativas de transporte.

Esta é a segunda bomba da Segunda Guerra Mundial encontrada no local, em menos de um mês. No dia 18 de maio, a descoberta de um outro engenho explosivo do género também interrompeu a circulação ferroviária naquele troço".

Alerta amarelo devido a trovoada e chuva esta sexta-feira

O Meteolux colocou todo o país em alerta amarelo esta sexta-feira devido à previsão de trovoada e chuva, entre as 17h e as 23h59.

Segundo o instituto de meteorologia, há o risco de trovoada e chuva, que poderá atingir um nível local de 25 l/m² .

Além de chuva e trovoada, o instituto dá conta da possibilidade de queda de granizo, que em alguns lugares poderá formar camadas de até 1cm. Quanto ao vento, preveem-se rajadas de até 70 km/h.

Acesso à A13 em Frisange vai abrir na segunda-feira

Quase vinte anos depois, o acesso à autoestrada A13 em Frisange, em direção à Alemanha, já tem data de abertura à circulação.

A Administração de Pontes e Estradas refere numa curta nota enviada esta sexta-feira às redações que as obras de reabilitação no local vão terminar este fim de semana e que o acesso à autoestrada estará acessível a partir das 6h de segunda-feira.

Uma longa disputa judicial entre o Estado e o alegado proprietário do terreno onde foi construído o acesso travou a abertura deste troço, mas o Tribunal de Recurso do Luxemburgo deu como provado, em dezembro passado, que o terreno pertence ao Estado.

Pianos voltam às ruas da Cidade do Luxemburgo

O projeto 'My Urban Piano' está de volta às ruas da Cidade do Luxemburgo. De 3 a 19 de junho, 17 pianos vão estar espalhados por diversos locais, na via pública, em locais turísticos e parques da capital.

A autarquia da Cidade do Luxemburgo refere em comunicado que o objetivo desta iniciativa visa "alegrar o espaço público" e permitir a todos, profissionais ou amadores, improvisar pequenos concertos.

Os pianos são decorados por associações, escolas e artistas, e podem ser usados livremente.

O lançamento da edição 2022 do projeto vai ter lugar na sexta-feira, 3 de junho, às 16h30, em frente ao edifício Cercle Cité, na place d'Armes.

As Casamatas da Pétrusse estão diferentes e reabrem no domingo

As Casamatas da Pétrusse reabrem ao público este domingo. As fortificações da capital do país voltam assim a acolher o público após um período de obras de revalorização.

De acordo com o Serviço de Turismo da Cidade do Luxemburgo (LCTO), as obras consistiram, em parte, numa “instalação audiovisual inovadora”.

es turísticas do país contará agora com “jogos de luz e efeitos sonoros para garantir uma experiência inesquecível aos visitantes”. O projeto foi concebido em colaboração com o cenógrafo alemão Tido Brussig.

Os bilhetes para visitar as galerias subterrâneas da cidade já estão à venda no site luxembourg-city.com e no LCTO ( as crianças dos quatro aos 12 anos pagam 7,50 euros. Os visitantes podem permanecer no interior das fortificações até 45 minutos.

Joe Biden pede proibição de venda de armas de assalto a particulares

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu na quinta-feira ao Congresso para agir no controlo de armas de fogo e proibir a venda de armas de assalto a particulares, na sequência dos tiroteios em massa no país.

"Quanta mais carnificina estamos dispostos a aceitar?", questionou o chefe de Estado norte-americano durante um discurso na Casa Branca.

Biden fez o pedido ao Congresso norte-americano realçando que é "tempo de o Senado fazer alguma coisa" e sublinhou que os políticos não podem "voltar a falhar ao povo americano".

Entretanto, duas pessoas e um atirador morreram, na quinta-feira, num tiroteio à porta de uma igreja em Ames, no estado do Iowa, e outras duas pessoas foram baleadas também ontem num cemitério, a sul de Milwaukee, no estado de Wisconsin.

Em reação à onda de tiroteios, o estado norte-americano de Nova Iorque aprovou uma nova lei que aumenta a idade mínima para comprar armas semiautomáticas de 18 para 21 anos, para reforçar o controlo de armas.

Vacinas contra a covid-19 adaptadas devem chegar em setembro, de 2.ª geração só em 2023

A Agência Europeia dos Medicamentos (EMA) anunciou que as vacinas contra a covid-19 adaptadas às novas variantes do coronavírus SARS-CoV-2 poderão ser aprovadas “em setembro”, continuando a recomendar o segundo reforço só para maiores de 80 anos.

A situação “parece estar controlada” e o número de infeções e mortes por covid-19 “têm diminuído drasticamente”, disse em conferência de imprensa Marco Cavaleri, responsável pela estratégia de vacinação da EMA.

Globalmente, estão registados mais de 530 milhões de casos de covid-19 e 6,3 milhões de mortes associadas à doença, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, nos EUA.

Portugal empata em Espanha na estreia na Liga das Nações

A seleção portuguesa de futebol empatou ontem 1-1 com a Espanha, em encontro da primeira jornada do Grupo 2 da Liga das Nações disputado no Estádio Benito Villamarín, em Sevilha.

Os anfitriões adiantaram-se aos 25 minutos, por Álvaro Morata, servido por Pablo Sarabia, mas, aos 82, Ricardo Horta restabeleceu a igualdade, no segundo jogo pela seleção.

A formação das ‘quinas’ volta a jogar no domingo, dia em que recebe a Suíça, no Estádio José Alvalade em Lisboa.

Seleção do Luxemburgo. Luc Holtz convoca seis lusófonos para Liga das Nações

A seleção de futebol do Luxemburgo vai jogar este sábado na Lituânia. Este será o primeiro jogo do grupo 1 da Liga C da Taça das Nações 2022.

A pensar neste e nos próximos embates, o selecionador Luc Holtz convocou 26 jogadores, incluindo seis lusófonos.

Na defesa foram chamados Marvin Martins e Mica Pinto, no meio-campo estarão na lista Leandro Barreiro e Christopher Martins, enquanto para o ataque foram convocados Gerson Rodrigues e Yvandro Borges.

Depois da Lituânia, o Luxemburgo vai jogar também fora de portas, nas Ilhas Faroé, no dia 7 de junho.

No dia 11 de junho os leões vermelhos vão receber a Turquia e três dias depois (14) vão acolher as Ilhas Faroé.

Os restantes jogos contra a Turquia e a Lituânia serão disputados em setembro.

Combustíveis mais caros a partir de sábado

Os preços dos combustíveis vão aumentar a partir da meia-noite.

As tarifas da gasolina sem chumbo 95 sobem 3,4 cêntimos para 2,017 euros por litro. As da gasolina 98 octanas aumentam 4,3 cêntimos para 2,27 euros.

No caso do gasóleo, a subida é de 3,1 cêntimos para 1,896 euros por litro.

Redação Latina | Lusa | Foto Gerry Huberty


Notícias relacionadas

Private security agents stopped work in the Gare area in mid-November after the council cancelled the contract