Abonos, "subsídio de vida cara" e salário mínimo aumentam desde 1 de janeiro de 2022
Radio Latina 11 min. 04.01.2022
Atualidade em síntese 04 JAN 2022

Abonos, "subsídio de vida cara" e salário mínimo aumentam desde 1 de janeiro de 2022

Atualidade em síntese 04 JAN 2022

Abonos, "subsídio de vida cara" e salário mínimo aumentam desde 1 de janeiro de 2022

Foto: LW
Radio Latina 11 min. 04.01.2022
Atualidade em síntese 04 JAN 2022

Abonos, "subsídio de vida cara" e salário mínimo aumentam desde 1 de janeiro de 2022

Desde 1 de janeiro de 2022, que há mudanças com impactos nos bolsos dos residentes no Grão-Ducado.

O Governo do Grão-Ducado anunciou esta segunda-feira a adaptação dos parâmetros sociais, que entrou em vigor a 1 janeiro de 2022. Os novos parâmetros sociais aplicáveis ​​a partir dessa data têm em consideração, entre outros aspetos, a introdução retroativa da indexação das prestações familiares a 1 de outubro de 2021 e o ajustamento do subsídio de custo de vida. 

O Ministério da Segurança Social refere em comunicado que as prestações familiares atingem agora os 271,66 euros por mês e por criança. O acréscimo é de 20,53€ para uma criança dos 6 aos 11 anos e de 51,25 € para uma criança com 12 ou mais anos. 

Já o subsídio de custo de vida ou "subsídio de vida cara" aumenta 200 euros e passa a ser de 1,652 € para uma pessoa solteira e 2.065 € para uma família de duas pessoas, por exemplo. 

O salário social mínimo do Luxemburgo ultrapassa também um novo marco. Com o acréscimo de 2,5%, já atingiu os 2.256 euros brutos para o trabalhador não qualificado (+ 55 euros). E sobe para 2.708 euros para um trabalhador qualificado (+ 66 euros). 

A pensão mínima também aumentou, sendo agora de 1.985 euros brutos por mês para uma pensão de taxa completa. Já o rendimento de inclusão social (Revis) foi oficialmente fixado em 791 euros para o ano de 2022. 

3G nas empresas. 200 militares operacionais nos centros de testagem

A 15 de janeiro entra em vigor o sistema 3G nas empresas, ou seja, a partir desse dia todos os trabalhadores são obrigados a apresentar um certificado de vacinação completa, um certificado de recuperação ou um certificado com teste negativo (PCR ou de antigénio).

Como anunciado pelo Governo, as pessoas com primeira dose de vacina recebem vinte vales para acederem a testes rápidos certificados gratuitos, ou seja, isto até receberem a segunda dose. O Governo quer ir assim ao encontro das pessoas, que finalmente decidiram aceder à vacina.

Para facilitar o acesso aos testes, o Executivo decidiu abrir cinco centros de testagem que vão ser geridos pelo Exército do Luxemburgo. Estes centros só vão estar acessíveis para as pessoas que precisam do CovidCheck para ir para o trabalho e não para acederem a restaurantes e cafés.

Estes testes certificados são dirigidos a residentes e transfronteiriços.

Ao todo, são 200 militares que vão estar operacionais no terreno. Os cinco centros vão estar implantados no parque LuxExpo Sul, em Kirchberg, no P&R sul, em Howald, no parque perto da rotunda Raemerich, em Esch-sur-Alzette, na zona industrial ZANO, em Fridhaff, e junto ao centro cultural de Junglinster.

As marcações já podem ser feitas a partir de 10 de janeiro através do site www.covidtesting.lu.

Os centros de despistagem vão estar abertos a partir de 15 de janeiro e até 28 de fevereiro. De segunda a quinta-feira, os interessados podem fazer teste entre as 6h e as 20h. Na sexta-feira, das 6h às 13h e das 16h às 20h. Ao sábado os centros estão abertos das 6h até às 10h e das 16h até às 20h. Já no domingo, as pessoas podem fazer teste entre as 6h e as 10h e entre as 13h e as 20h.

Note-se que os testes de antigénio são válidos durante 24 horas.

Convenção coletiva. Trabalhadores da DSV Air and Sea com melhores regalias

O sindicato OGBL, a delegação de trabalhadores e a direção da empresa 'DSV Air and Sea Luxembourg' assinaram uma nova convenção coletiva de trabalho. A duração do contrato é válida até entre 1 de julho de 2021 e 30 de junho de 2023, e envolve os 75 funcionários que trabalham no Cargo Center do aeroporto do Findel.

A empresa comprou a transportadora aérea Panalpina em agosto de 2019 e transferiu para si também atual contrato coletivo de trabalho. Durante as negociações iniciadas em abril de 2021, os parceiros sociais acordaram manter os benefícios existentes, como o 13º mês ou dias de licença por antiguidade.

No entanto, houve também algumas mudanças. Segundo o sindicato OGBL, os trabalhadores passaram a ter direito a um dia adicional de férias anuais, aos prémios de casamento, de nascimento e de reforma. Além disso, a direção da empresa pagou um bónus de 500 euros aos funcionários no final de 2021.

Ministro da Educação quer vacina de reforço para os mais jovens

O ministro da Educação, Claude Meisch, espera que os jovens com menos de 18 anos possam brevemente receber uma dose de reforço da vacina contra a covid-19.

Atualmente só as pessoas maiores de idade podem ser inoculadas com uma dose suplementar. Mas o responsável pela pasta da Educação expressou na rede social Twitter estar a favor deste alargamento.

Claude Meisch partilha um artigo com a notícia de que, nos Estados Unidos, já começaram a dar a vacina de reforço aos jovens com mais de 12 anos. O mesmo acontece bem mais perto do Grão-Ducado, nomeadamente no Estado de Sarre, na Alemanha.

O ministro da Educação acrescenta na sua publicação que espera que isso também aconteça brevemente no Luxemburgo. “Uma forma de voltar a dar mais liberdade a estes jovens e de tornar as escolas mais seguras”, escreve o ministro do partido liberal (DP).

Luxemburgo em alerta laranja devido a risco de inundações e cheias

O Luxemburgo passa a estar sob alerta laranja devido ao risco de inundações. O instituto de meteorologia, Meteolux, elevou o alerta de amarelo para laranja até ao final da manhã de quarta-feira, para todo o país.

Desde as 9h desta terça-feira até às 12h de amanhã, o Grão-Ducado corre o risco de sofrer pequenas inundações que podem causar danos locais, refere o Meteolux, que avisa para a necessidade de vigilância especial em atividades sazonais ou mais expostas.

Inicialmente, apenas a zona sul do Grão-Ducado tinha sido colocada sob alerta laranja e apenas até às 9h de quarta-feira.

O serviço de previsão de cheias avisa que os níveis mais elevados de subida do caudal dos rios serão atingidos entre o início da noite e a meia-noite.

No entanto, nos rios Alzette e na parte inferior do Sûre, o nível de pré-aviso de risco deverá ser ultrapassado até ao início da tarde.

Setores da horeca, eventos e fitness vão receber mais testes antigénicos

Os setores da horeca (hotelaria, restauração e cafetaria), dos eventos e fitness vão receber uma segunda distribuição gratuita de autotestes antigénicos, a partir desta quarta-feira.

A medida insere-se na luta contra a pandemia e no âmbito do alargamento das restrições sanitárias que estão a afetar vários setores.

A distribuição dos kits de autotestes vai ser feita no pavilhão Luxexpo The Box, em Kircheberg, e é comparticipada pelo Governo e pela Câmara de Comércio.

A Câmara de Comércio refere numa nota de imprensa que as empresas em causa vão receber um convite para levantar os kits. Já as empresas que não levantaram os autotestes na primeira entrega, na semana passada, podem também efetuar o levantamento a partir desta quarta-feira.

Com a nova lei covid, em vigor desde 25 de dezembro, quem tiver a vacina de reforço pode entrar sem restrições, por exemplo, num restaurante, num café ou num ginásio. Já quem tiver apenas duas doses ou tiver um certificado de recuperação deve fazer um autoteste à entrada (2G+).

Se estas pessoas tiverem um comprovativo válido de teste PCR (48 horas) ou de antigénio (24 horas) certificados por um profissional de saúde não necessitam fazer autoteste no local.

Luxemburgo deverá enfrentar vaga curta, "mas forte", da variante Omicron 

O especialista em doenças infecciosas, Gérard Schockmel defendeu esta segunda-feira uma flexibilização das regras para o isolamento de casos positivos e afirmou que cada vez mais pessoas no Luxemburgo aprovam a vacinação. 

Em entrevista à RTL, Schockmel deixou ainda um alerta que o país tem de se preparar para uma vaga de Omicron forte, mas que, no entanto, pode ser curta. 

"No geral, a Omicron é menos perigosa do que a variante Delta", disse ainda o especialista que exerce funções no Hospital Robert Schuman exemplificando que agora "a imunidade coletiva é maior" e "o vírus em si é menos perigoso.

Mais duas mortes associadas à Covid no Luxemburgo

O Luxemburgo registou durante o fim-de-semana 1.592 novos casos de covid-19, num total de 6.586 testes de diagnóstico realizados. 

Mas embora o número de novas infeções tenha ultrapassado outra vez o milhar, a mortalidade mantém-se baixa e os níveis de internamento sem grandes oscilações.

O Luxemburgo reportou mais 2 mortes atribuídas à covid-19. O número total de óbitos associados a esta doença sobe para 917. 68 pessoas estão atualmente hospitalizadas das quais 21 nos cuidados intensivos. 

Residentes vacinados no estrangeiro podem levar dose de reforço sem marcação

As pessoas que vivem no Luxemburgo e que receberam o programa vacinal inicial no estrangeiro poderão ir sem marcação a um dos centros de vacinação para receber a dose de reforço. 

A lista de centros de vacinação e também de médicos que participam na campanha de vacinação pode ser consultada no site dedicado à vacinação. 

No próximo dia 6 de janeiro abre também um novo posto de vacinação "Pop-up" na Cidade do Luxemburgo. Situado na estação da Gare, funcionará sem marcação, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h. Covid-19. 

Países Baixos reabrem escolas depois de um mês de encerramento

O governo dos Países Baixos decidiu reabrir as escolas primárias e secundárias no dia 10 de janeiro, cujo encerramento foi antecipado uma semana antes do Natal devido à disseminação da variante Ómicron. 

O executivo liderado por Mark Rutte segue as recomendações da Comissão de Gestão de Surtos (OMT), que considerou “justificada” a reabertura de escolas, institutos e escolas de educação especial, assim como de atividades extracurriculares. 

A medida é justificada pela diminuição de casos de infeção entre os mais jovens. Mas os alunos e funcionários que apresentarem sintomas devem ficar em casa, havendo novas regras. 

Já no ensino superior, as aulas vão continuar, mas à distância devido ao aumento de infeções nessa faixa etária. 

Luxair transportou mais de 55 mil passageiros no período de Natal e passagem de ano 

Mais de 55 mil pessoas viajaram na Luxair nas últimas duas semanas, que abrangeram o Natal e a passagem de ano, avançou a companhia à RTL. 

Portugal e Espanha estiveram entre os destinos preferidos dos que viajaram do Luxemburgo, a bordo da transportadora, nesta quadra natalícia. 

Apesar do agravamento recente das restrições em vários países, devido ao alastrar da variante Omicron, o ano de 2021 terminou melhor do que começou para a Luxair, garantiu o diretor-geral, Gilles Feith. 

A companhia de aviação emprega cerca de 2.900 pessoas. Entre elas há 200 a 300 funcionários em desemprego parcial. 

Jovem automobilista morre em acidente de viação 

Uma jovem automobilista de 18 anos morreu ontem à noite num acidente de viação, na estrada que liga Everlange a Useldange. 

A tragédia ocorreu por volta das 21h30. Segundo as autoridades policiais, a jovem residente no norte do país, perdeu o controlo do veículo e embateu violentamente contra uma árvore. 

Quando os serviços de emergência chegaram ao local, a jovem já foi encontrada sem vida. Foi aberto um inquérito para apurar as causas exatas deste acidente fatal.   

Cinco dos 11 feriados prolongam fim de semana em 2022

O Luxemburgo conta 11 feriados e desses, cinco vão calhar este ano numa segunda-feira. Trata-se da Segunda-Feira de Páscoa (18 de abril), do Dia da Europa (9 de maio), da Segunda-Feira de Pentecostes (6 de junho), Dia de Assunção de Nossa Senhora (15 de agosto) e do “Segundo Dia de Natal” (26 de dezembro). São assim possíveis cinco fins de semana prolongados graças aos feriados.

O calendário de 2022 traz também três feriados aos fins de semana. Aliás foi assim que arrancou o Ano Novo, com o feriado de 1 de janeiro a celebrar-se a um sábado. O próximo calhará no domingo primeiro de maio, Dia do Trabalhador, e depois no domingo 25 de dezembro, Dia de Natal.

Isto significa mais liberdade para gozar os feriados. É que se sábados e domingos são dias em que as pessoas normalmente não trabalham – excetuando alguns setores como, por exemplo, o da horeca –, o Código do Trabalho estabelece que os trabalhadores possam gozar os feriados que calham num desses dias posteriormente. A única regra é que o façam nos três meses que se seguem ao feriado.

Há também três possibilidades para fazer ponte, com o feriado cristão da Ascensão (26 de maio) a ser celebrado, como habitualmente, numa quinta-feira. A segunda oportunidade de ponte será o dia 23 de junho, numa quinta-feira, feriado Nacional para celebrar o aniversário do Grão-Duque. E finalmente, o Dia de Todos os Santos, numa terça-feira, dia 1 de novembro.

Redação Latina | Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

19.11.2021 Eröffnung Weihnachtsmarkt Place de Paris Niklosmaart  , marché  de Noël , Foto : Marc Wilwert / Luxemburger Wort
Etalé sur deux années, le chantier de rénovation se déroulera entre 23h et 6h, de mars à octobre.