Escolha as suas informações

Opinião

Gaston CARRE

'Footing', 'running', 'move', 'move', por todo o lado as pessoas movem-se, mesmo a Igreja se agita, “movida” por jovens católicos e abades em Adidas.

Bilhete. Elogio da letargia
Editorial Luxemburgo por Gaston CARRE 2 min. 17.01.2019
  • Gaston CARRE

    'Footing', 'running', 'move', 'move', por todo o lado as pessoas movem-se, mesmo a Igreja se agita, “movida” por jovens católicos e abades em Adidas.

    Bilhete. Elogio da letargia
    Editorial Luxemburgo por Gaston CARRE 2 min. 17.01.2019
  • Paula TELO ALVES

    Maria Baganha, a investigadora pioneira das migrações portuguesas, dizia que a emigração era a nossa exportação mais bem sucedida. Portugal parece achar o mesmo, e não se cansa de exportar portugueses. Mas exporta também "know-how": o país podia escrever um manual sobre como explorar trabalhadores.

    Opinião. A "senhora prestadora de serviços" da Embaixada
    Editorial Luxemburgo por Paula TELO ALVES 3 min. 11.01.2019
  • Henrique DE BURGO

    Hoje, quarta-feira, Jordan Lima deveria recomeçar o trabalho na empresa de entrega de refeições ao domicílio Tommy's box, depois das férias em Cabo Verde. Mas isso não vai acontecer, porque deverá estar ainda internado, em estado grave, algures numa cama do hospital da ilha de São Vicente. Depois dos amigos e familiares, a ajuda chegou do Estado luxemburguês.

    Solidariedade Luxemburgo - Cabo Verde escreve-se em forma de cruz
    Editorial Sociedade por Henrique DE BURGO 3 min. 09.01.2019
  • Resta saber se uma política baseada em telefonemas para os programas da manhã não é, para além de totalmente populista, uma forma de não se conseguir fazer as mudanças de que Portugal precisa.

    Quando o Presidente telefona
    Editorial Luxemburgo por Nuno Ramos de Almeida 2 min. 09.01.2019
  • Paula TELO ALVES

    Declaração prévia de interesses: não tenho televisão. As razões são profiláticas: se tivesse, passaria horas a ver telelixo, como aconteceu quando, de férias em Portugal, perdi noites a ver uma série norte-americana de tele-realidade em que barcos competiam pela pesca do maior atum.

    Marcelo, o herói do “everyman”
    Editorial Luxemburgo por Paula TELO ALVES 4 min. 08.01.2019
  • “Os europeusassustados pelas sombras do medo podem escolher dar um murro no estômago e votar num mal que lhes pareça a interrupção de um mal sem fim.”

    Do fim do horror ao horror sem fim
    Editorial Mundo por Nuno Ramos de Almeida 2 min. 02.01.2019
  • Paula TELO ALVES

    Culpar 90% dos alunos portugueses pela incapacidade de chegar ao pódio é uma forma barata de dar palmadinhas no próprio ego, ainda que as evidências apontem para o contrário, e seja o próprio ministro da Educação a fazer "mea culpa" e a prometer soluções.

    A estatística é a minha prima
    Editorial Luxemburgo por Paula TELO ALVES 4 min. 21.12.2018
  • Henrique DE BURGO

    Há uma série de casos de transmissão de doenças para o ser humano em que a culpa não morre solteira, porque é dos animais.

    Animais expiatórios
    Editorial Viver por Henrique DE BURGO 19.12.2018
  • Hugo GUEDES PINTO

    O controlo perfeito dos possíveis terroristas é impossível de atingir. A estratégia tornou-se insustentável.

    Lições de Estrasburgo
    Editorial Mundo por Hugo GUEDES PINTO 4 min. 19.12.2018
  • Paulo Pereira

    A exasperante demora a que Portugal submete portugueses, vivendo no Luxemburgo e não só, que precisam de documentos para efeitos de reforma ou subsídio de desemprego é uma afronta vergonhosa.

    À espera de Portugal
    Editorial Luxemburgo por Paulo Pereira 2 min. 17.12.2018
  • Paula TELO ALVES

    Melody, que nunca foi ao espaço mas já flutuou como os astronautas, reflete no insustentável peso da desigualdade social, tão certa como a gravidade, num mundo em que o paraíso de uns continua a ser o inferno dos outros.

    Paraíso, modo de utilização
    Editorial Luxemburgo por Paula TELO ALVES 10 min. 07.12.2018
  • Henrique DE BURGO

    O sistema precisa de uma revolução, porque não há escolha. Aos 11 anos, as crianças não devem ser orientadas para o clássico, ensino geral ou profissional. Se estão na escola é para aprender e decidir se têm capacidade para ser médico, canalizador, vendedor ou advogado.

    Somos todos iguais, mas alguns são mais iguais que outros
    Editorial Sociedade por Henrique DE BURGO 3 min. 05.12.2018