Escolha as suas informações

Vendas de automóveis no Luxemburgo a caminho de mais um ano em cheio
Economia 4 min. 28.11.2019

Vendas de automóveis no Luxemburgo a caminho de mais um ano em cheio

Vendas de automóveis no Luxemburgo a caminho de mais um ano em cheio

Foto: dpa
Economia 4 min. 28.11.2019

Vendas de automóveis no Luxemburgo a caminho de mais um ano em cheio

Álvaro CRUZ
Álvaro CRUZ
Após terem sido batidos dois recordes consecutivos de vendas de veículos em 2017 e 2018, perspetiva-se que o número de novas matrículas em 2019 possa voltar a superar consideravelmente as que se verificaram nos anos anteriores. Quanto às escolhas, as marcas alemãs continuam a dominar as preferências no Grão-Ducado.

Segundo os dados publicados pelo Statec relativos ao mês de outubro deste ano, foram registados 4.891 novos veículos no Grão-Ducado, o que significa um aumento superior a 20% em relação ao mesmo período do ano passado.

Uma subida que se pode considerar bastante acentuada, se tivermos em conta que em junho, julho e agosto as vendas tinham registado três meses consecutivos de baixas.

Desde o início do ano até ao final do mês de outubro, os concessionários de norte a sul do país venderam um total de 47.292 novos veículos, o que significa um aumento na ordem dos 2% em relação ao mesmo período de 2018.

Segundo as mais recentes projeções do setor automóvel, os dois últimos meses do ano deverão confirmar um aumento do número de vendas que apontam para um terceiro ano consecutivo de excelentes resultados no Luxemburgo.

Para que o recorde de 52.811 veículos vendidos alcançado em 2018 seja batido, faltam vender até ao final de 2019, exatamente 4.883 novas unidades, número relativamente acessível se tivermos em conta os valores atingidos no mesmo período nos últimos anos, cujas vendas ultrapassaram significativamente as 7.000 unidades.

Carros alemães continuam no topo das preferências da lista de vendas

No que respeita às marcas mais procuradas no Grão-Ducado, a Mercedes lidera, em outubro, com 625 veículos vendidos, surgindo, depois, a Volkswagen com 524 e a BMW com 457.

A Volkswagen, líder crónica de vendas nos últimos anos no mercado luxemburguês, registou um ligeiro aumento de vendas com um total de 6.o48 unidades vendidas até ao final do mês de outubro.

A Mercedes alcançou um total de 4.652 novas unidades vendidas desde o mês janeiro, o que significa o maior crescimento de todas as marcas em relação ao mesmo período em 2018.

A BMW completa o pódio com 4.100 novas vendas, mantendo-se relativamente estável em relação ao período homólogo do ano passado.

A Audi, com 3.585 novos veículos vendidos, surge na quarta posição na lista de vendas dos principais construtores germânicos de automóveis e beneficia de um ligeiro aumento comparativamente com o mesmo período em 2018.

Entre as também apreciadas marcas francesas, a Renault aparece no quinto lugar da lista geral com 3.161 novos veículos vendidos, acusando uma baixa nas vendas em relação ao período homólogo em 2018.

A Peugeot vendeu 2.943 novas viaturas, registando, também, um ligeiro recuo em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a Citroën, ao contrário dos seus compatriotas gauleses, assinala um ligeiro aumento em relação ao período homólogo de 2018, com 1.545 novos veículos vendidos.

No que respeita ao mercado dos carros elétricos, a Tesla tem estado em particular evidência no mercado grão-ducal. A marca americana já contabilizou mais de três centenas de veículos vendidos, ultrapassando as 86 unidades vendidas em 2018.

Vendas da Mercedes em alta

Paulo Brandão, vendedor da Mercedes-Benz na garagem de Hollerich, lembrou que a marca alemã tem optado por “uma filosofia de vendas assertiva, direcionada aos gostos e exigências dos vários tipos de clientes.”

Para o experiente vendedor da marca alemã no Grão-Ducado, “as linhas modernas, o design atrativo e a qualidade dos materiais utilizados nos interiores acabam por seduzir grande parte dos clientes que cada vez mais procuram produtos de excelência”, precisa.

A forma de pagamento dos veículos é outra das particularidades adiantada por Paulo Brandão, lembrando que “as diversas formas de ’leasing’ são cada vez mais utilizadas, abrangendo cerca de 80% da totalidade das vendas, para clientes privados e empresas.”

Sobre os modelos e categorias mais procuradas pelos clientes da prestigiada marca de Estugarda no país, foi elucidativo: “Todos os segmentos da Mercedes têm potenciais compradores, mas nos últimos meses, a classe A tem sido a mais procurada de todas. São veículos com linhas esbeltas e desportivas. Os habitáculos são elaborados e concebidos com materiais de grande qualidade e tecnologia de ponta. A juntar a tudo isto, os consumos são económicos e os preços relativamente acessíveis, indo de encontro às expetativas de grande parte dos clientes”, explica.

“Desde o modelo mais barato ao mais dispendioso, todos têm os seus potenciais clientes. Uns apreciam mais o conforto, outros a harmonia das linhas, outros veículos mais familiares e outros ainda a cilindrada e o prazer de uma condução desportiva. Temos veículos para todos os gostos e carteiras”, termina com um sorriso.


Notícias relacionadas

Presidente dos garagistas quer resolver problema da mobilidade
Philippe Mersch, presidente da Federação dos Garagistas Luxemburgueses (Fegarlux), congratulou-se pelo aumento de 7,16% na venda de automóveis no Grão-Ducado que se verificou no primeiro trimestre de 2018, sucesso ligado aos dez dias do tradicional Festival Automóvel, realizado entre 27 de janeiro e 5 de fevereiro.
Philippe Mersch, presidente da Federação dos Garagistas Luxemburgueses (Fegarlux), congratulou-se pelo aumento de 7,16% na venda de automóveis no Grão-Ducado no primeiro trimestre.
Vendas de automóveis aumentam no primeiro trimestre
Os três primeiros meses de 2018 foram pródigos em vendas de veículos novos no Luxemburgo, com destaque para março. As marcas alemãs continuam a dominar as vendas no Grão-Ducado que apresenta resultados superiores à média registada na União Europeia, onde Portugal regista uma certa estabilidade e alguns mercados perdas consideráveis, com particular destaque para o Reino Unido.
Os 14.296 veículos novos vendidos no Luxemburgo representam uma subida de 7,17% em telação ao período homólogo do ano passado.