Escolha as suas informações

Vendas de automóveis na China voltam a cair em julho
Economia 13.08.2019

Vendas de automóveis na China voltam a cair em julho

Vendas de automóveis na China voltam a cair em julho

Foto: Reuters
Economia 13.08.2019

Vendas de automóveis na China voltam a cair em julho

O abrandamento do maior mercado automóvel do mundo é um retrocesso para as principais construtoras do setor.

As vendas de automóveis na China voltaram a registar uma queda homóloga, em julho, prolongando a contração do maior mercado automóvel do mundo, indicam dados oficiais hoje divulgados.

A Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis referiu que as vendas de veículos ligeiros diminuíram 3,9%, em relação ao mesmo mês do ano anterior, para 1,5 milhão de unidades.

Também as vendas de veículos elétricos e híbridos desceram 4,7%, em relação ao mesmo mês do ano anterior, para 80 mil unidades, depois de terem registado um aumento constante ao longo deste ano.

A contração no setor automóvel surge numa altura de crescentes disputas comerciais com os Estados Unidos e de abrandamento da economia chinesa.

Em 2018, as vendas de automóveis na China caíram 5,8%, para 22,35 milhões de veículos, no primeiro declínio anual desde 1990, coincidindo com outros indicadores negativos da economia chinesa.

O abrandamento do maior mercado automóvel do mundo é um retrocesso para as principais construtoras do setor, que anunciaram planos de milhares de milhões de euros, visando cumprir com as metas do Governo chinês para o desenvolvimento de veículos elétricos.

O Governo está a eliminar gradualmente subsídios que impulsionaram as vendas, o que se refletiu num aumento do custo final.

Entre janeiro e julho, no conjunto, as vendas de automóveis caíram 12,8%, em relação ao mesmo período de 2018, para um total de 11,6 milhões de veículos, referem os dados agora divulgados.

A queda afetou, sobretudo, os fabricantes chineses, cujas vendas caíram 13,3%, para 553 mil veículos, reduzindo a quota no mercado em 3,9%, para 36,2%.

As vendas de veículos incluindo camiões e autocarros, recuaram 4,3%, para 1,8 milhão de unidades.

Lusa



Notícias relacionadas

Presidente dos garagistas quer resolver problema da mobilidade
Philippe Mersch, presidente da Federação dos Garagistas Luxemburgueses (Fegarlux), congratulou-se pelo aumento de 7,16% na venda de automóveis no Grão-Ducado que se verificou no primeiro trimestre de 2018, sucesso ligado aos dez dias do tradicional Festival Automóvel, realizado entre 27 de janeiro e 5 de fevereiro.
Philippe Mersch, presidente da Federação dos Garagistas Luxemburgueses (Fegarlux), congratulou-se pelo aumento de 7,16% na venda de automóveis no Grão-Ducado no primeiro trimestre.
Vendas de automóveis aumentam no primeiro trimestre
Os três primeiros meses de 2018 foram pródigos em vendas de veículos novos no Luxemburgo, com destaque para março. As marcas alemãs continuam a dominar as vendas no Grão-Ducado que apresenta resultados superiores à média registada na União Europeia, onde Portugal regista uma certa estabilidade e alguns mercados perdas consideráveis, com particular destaque para o Reino Unido.
Os 14.296 veículos novos vendidos no Luxemburgo representam uma subida de 7,17% em telação ao período homólogo do ano passado.
Vendas de carros no Luxemburgo sobem 6% em janeiro
Em janeiro deste ano, venderam-se 4.349 carros novos no Luxemburgo, um aumento de quase 6%, face ao mesmo mês de 2017. Os dados são da Associação Europeia de Construtores de Automóveis (ACEA) que divulgou dados sobre todos os Estados-membros da União Europeia (UE).