Escolha as suas informações

Vendas a retalho. Luxemburgo com uma das maiores quebras homólogas da UE
Economia 03.09.2020

Vendas a retalho. Luxemburgo com uma das maiores quebras homólogas da UE

Vendas a retalho. Luxemburgo com uma das maiores quebras homólogas da UE

Foto: AFP
Economia 03.09.2020

Vendas a retalho. Luxemburgo com uma das maiores quebras homólogas da UE

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Os Luxemburgo registou em julho uma das maiores quebras homólogas nas vendas a retalho entre os Estados-membros da União Europeia (UE).

De acordo com dados divulgados esta quinta-feira pelo gabinete europeu de estatísticas (Eurostat), as vendas a retalho no Luxemburgo recuaram, em julho, -6,1% face a igual período do ano passado. Com pior resultado que o Grão-Ducado, só mesmo a Bulgária (-17,5%) e Malta (-8,1%). Em contraciclo, Irlanda (9,1%), Lituânia (6,8%) e os Países Baixos (6,0%) são os países que apresentaram as maiores subidas da UE, superando largamente a média das subidas na zona euro (0,4%) e na UE (0,7%).

Na comparação em cadeia, em relação a junho, o Luxemburgo teve um ligeiro aumento, de 0,3%, contrariando o recuo de 1,3% na zona euro e de 0,8% na UE.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas