Escolha as suas informações

UBS vai cobrar taxa a clientes com mais de 500 mil euros
Economia 2 min. 06.08.2019

UBS vai cobrar taxa a clientes com mais de 500 mil euros

UBS vai cobrar taxa a clientes com mais de 500 mil euros

Foto: Reuters
Economia 2 min. 06.08.2019

UBS vai cobrar taxa a clientes com mais de 500 mil euros

Esta é uma forma de fazer refletir as taxas de juro baixas ou negativas, que estão a condicionar o desempenho dos bancos.

O UBS vai passar a cobrar uma taxa de 0,6% aos clientes que tenham mais de 500 mil euros na unidade suíça do banco, avança a agência Bloomberg. Até agora a taxa era aplicada aos clientes com mais de um milhão de euros. Esta é uma forma de fazer refletir as taxas de juro baixas ou negativas, que estão a condicionar o desempenho dos bancos.

A política de juros baixos e negativos dos bancos centrais tem prejudicado o lucro dos bancos. O objetivo do Banco Central Europeu (BCE) ao introduzir aquela medida é estimular a economia e fazer o dinheiro circular. Desta forma, os bancos passararam a pagar uma taxa ao BCE pelo dinheiro depositado. E esta solução vai prolongar-se por mais tempo. O BCE sinalizou quer vai baixar ainda mais as taxas de juro em setembro. Na semana passada, a Reserva Federal norte-americana reduziu os juros pela primeira vez em dez anos.

Segundo o Financial Times (FT), o UBS – maior gestor de riqueza do mundo – acredita que cobrar uma taxa aos mais ricos vai fazer com que os concorrentes adotem a mesma posição. Alguns bancos de menor dimensão como o Pictet e o Julius Baer já estão a refletir os juros negativos nos seus clientes e o Lombard Odier está a planear fazê-lo a partir de outubro para os clientes com mais de um milhão de euros. Até agora, os bancos têm optado por fazer refletir os juros negativos apenas a empresas e clientes institucionais.

A decisão de o fazer agora também para os particulares mais ricos - com o risco de os clientes mudarem a sua riqueza para outro banco - tem por base uma queixa dos bancos, segundo a qual os seus clientes mais ricos estão a manter boa parte dos seus portefólios em dinheiro, devido às preocupações com a economia mundial e com os mercados. Citado pelo FT, o responsável pelo departamento de investimento, Mark Haefele, considera que os clientes mais ricos têm de se afastar da ideia de que o dinheiro é menos arriscado. Quanto mais os clientes investem, mais ganha quem empresta, enquanto ter o dinheiro simplesmente depositado no banco tem custos para os bancos.

A Bloomberg adianta que os clientes do UBS podem deslocalizar o seu dinheiro para outro tipo de depósito, fora da Suíça, com uma taxa mais baixa do que 0,6%, de 0,375%.

P.C.S. com agências


Notícias relacionadas