Escolha as suas informações

Transfronteiriços franceses poderão vir a ter 50 dias de teletrabalho por ano
Economia 24.10.2022
Emprego

Transfronteiriços franceses poderão vir a ter 50 dias de teletrabalho por ano

Emprego

Transfronteiriços franceses poderão vir a ter 50 dias de teletrabalho por ano

Foto: dpa
Economia 24.10.2022
Emprego

Transfronteiriços franceses poderão vir a ter 50 dias de teletrabalho por ano

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
O sindicato ALEBA acrescenta que é preciso "repensar o mundo do trabalho" .

Depois de a Bélgica ter aprovado 34 dias de teletrabalho por ano para os transfronteiriços, o acordo alcançado entre o Luxemburgo e a França vai permitir o mesmo cenário a partir de 1 de janeiro de 2023. Os transfronteiriços residentes em França vão ter mais cinco dias de teletrabalho.

No entanto, o Parlamento francês votou recentemente um novo projeto de lei que poderá alargar esse limite até 50 dias a partir de 2023, sem pôr em causa os impostos e a segurança social.


Bélgica aprova 34 dias de teletrabalho para transfronteiriços
França aprovou o mesmo número de dias para os trabalhadores transfronteiriços.

Esta possibilidade irá abrir novas negociações com o Luxemburgo. Numa primeira reação a este cenário, o sindicato luxemburguês do setor Financeiro, ALEBA, refere num comunicado que defende "um desenvolvimento mais eficiente, para responder à realidade no terreno" e ao mesmo tempo uma "harmonização europeia dos aspetos fiscais e sociais".

O sindicato ALEBA acrescenta que é preciso "repensar o mundo do trabalho" e vê no teletrabalho uma forma de reorganização laboral, ditado pelo ambiente económico e climático.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas